Milton Neves e o almoço do século, que a IVI escondeu!....


Milton Neves é um jornalista atento. Tem boa memória. Sabe da importância de um time que, em 13 anos, ganha 12 títulos.

Sim, Ricardo Wortmann – o blogueiro da Corneta do RW – e o historiador Daison Santana conseguira, a façanha de reunir os principais jogadores que participaram dessa epopeia. Vejam, no final desta matéria, os links que remetem ao almoço ocorrido no dia 2 de junho de 2018.

Craques do passado. Que iluminaram o futuro do Grêmio. Depois disso o Grêmio virou campeão do mundo e tri da Libertadores. E penta da Copa do Brasil. E Recopa. Glória do esporte gaúcho.

Vejam que estiveram lá, além do presidente Romildo e torcedores: Juarez Tanque, João Severiano, Raul, Picasso (que não foi dessa geração), Paíca, Volmir, Loivo, Flecha, Suli, Milton Kuelle, Zeca...! Eis os craques. Eis a história!

Dois jornalistas também lá estiveram: Marco Antonio Pereira e Joabel Pereira, ativo repórter esportivo de tempos atrás. Falo da imprensa desportiva. Ninguém mais. O evento não foi notícia na chamada grande mídia. O importante é discutir a volta do Pelotas para a primeira divisão. Ou entrevistar o técnico das categorias de base do Cruzeirinho...

É o paredão de não-notícias, se me permitem a alegoria ou a ironia.

Poxa, nem o Duda, que imita o Santana se fez presente. Teria ele sido proibido de comparecer ao evento ou de registrar o evento? E o Zini, azul fascinado pelos vermelhos? Ele coloca qualquer notícia que envolva o goleiro ex-Inter Alisson. Mas não coloca uma notinha para mostrar o reencontro de um grupo de craques que fizeram história.

Sim, história. Fatos. Fatos existem. Isso aconteceu. Doze títulos em 13 anos. Saibam todos os que esta Jus Azul lerem que no ano da graça de 2018 do nascimento de Nosso Senhor.... (lembram como era os documentos antigamente?).

Mas a IVI escondeu. Como em 1984, de Orwell, não falar do assunto quer dizer que o assunto não existiu. Bingo. Escamotearam a história.

Viva Milton Neves! Daniel Sperb Rubin colocou no seu Twitter o agradecimento ao Milton Neves. Ricardo Wortmann espalhou a notícia da notícia. Mas nem a Rádio Gre-Nal mandou representante. E nem falou do assunto. Logo a Rádio Gre-Nal, na qual deposito fé...

Mas parece que isso não interessa nem para quem faz 24 horas de futebol e discute qualquer assunto. Mas os 12 em 13, não.

As outras IVIs? Nem sinal.

Por aqui, o que interessa é discutir a importância do pontinho fora. O SINPOF – “Sindicato do Pontinho Fora”. Até Roger foi contaminado. Fez um fiasco contra o Ceará e disse que ganhou um ponto. Uau. Faltou só dizer, como lembrou o RW, que o Palmeiras, afinal, ganhara um “pontinho fora de casa”. Argh! A República do Texas tem tantos assuntos...

Vivam Milton Neves, Rubin, Daison e Ricardo! E longa vida aos craques que tantas alegrias deram à torcida do Grêmio. E, plasticamente, até mesmo um colorado não fanático pode dizer: ´Aquele time era bom´.  Só a IVI não reconhece.

A IVI adora, mesmo, falar do time do Inter que foi tricampeão brasileiro. Isso daria notícia. Se juntarem para um jantar os craques do Inter desse período, a IVI falará durante um mês todo. Mas os 12 em 13 do Grêmio, nem falar.

Silêncio eloquente, torcida brasileira. Crepúsculo de jogo na IVI. As cortinas da desinformação se fecham melancolicamente (homenageio Fiori Gigliotti).

Fim de jogo!

· Fotos do almoço EM 13 ANOS, 12 TÍTULOS

·  Vídeo do almoço EM 13 ANOS, 12 TÍTULOS