Ir para o conteúdo principal

Sexta-Feira, 20 Outubro de 2017

São 1.406 advogados candidatos nas eleições de outubro



Seis a cada 100 candidatos às eleições de 2014 são advogados. No total, 1.406 advogados estarão tentando uma oportunidade na política em todo o país. Este número equivale a 6% dos 25,3 mil candidatos.

A tabulação foi feita com base em dados do TSE. Segundo o saite Consultor Jurídico, "a participação da classe nas eleições sempre foi expressiva, já que as faculdades de Direito de São Paulo e do Recife foram criadas com o objetivo expresso de formar a elite dirigente do país".

Na concorrência pela Presidência da República, dois são formados na área: Luciana Genro (PSOL), ex-deputada-federal com escritório em Porto Alegre, e o também gaúcho (mas há várias décadas radicado em São Paulo), José Maria Eymael (PSDC), cujo currículo inclui participação na Assembléia Constituinte.

O vice-presidente Michel Temer (PMDB), que busca a reeleição na chapa de Dilma Rousseff (PT), tem doutorado em Direito e é autor de livros sobre Direito Constitucional.

O também advogado Aloysio Nunes Ferreira, vice do presidenciável Aécio Neves (PSDB), registrou-se como "profissão senador", ocupação que vinha exercendo desde 2011.

Assim como Temer e Nunes, ao menos três dos 22 advogados que disputam governos estaduais são velhos conhecidos do cenário político: Tarso Genro (PT-RS), Pimenta da Veiga (PSDB-MG) e Flávio Dino (PC do B-MA).

Também fazem campanha nomes com atuação na OAB: o criminalista José Roberto Batochio (PDT), ex-presidente do Conselho Federal e da seccional paulista, é candidato a vice-governador de São Paulo na chapa de Paulo Skaf (PMDB).

O presidente da OAB-PB, Odon Bezerra, pediu licença do cargo para fazer campanha para uma vaga de deputado federal na Paraíba, pelo PT.

Wadih Damous, presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos da Ordem e ex-presidente da OAB-RJ, é candidato do PT a deputado federal no Rio.

E o conselheiro federal Aldemário Araújo Castro quer ser senador no Distrito Federal pelo PSB.


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

O tempo “a favor” de Temer

Mesmo se for condenado pelo TSE, no julgamento que inicia nesta terça-feira (6), Michel Temer pode adiar sua saída da Presidência.

Baixo nível eleitoral

Se faltam ideologias, sobram brincadeiras. Candidatos usam trocadilhos e nomes inusitados para chamar a atenção: Paula Tejano (atenção para a cacofonia), Xereca, Hélio Quebra Bunda e Riso Sempre Riso são alguns dos nomes, ou frases, que identificam (?) candidatos às eleições do próximo domingo.

Dilma cai, ou Dilma fica? Só amanhã saberemos!

Votação dos senadores que selará o destino da primeira mulher presidente do Brasil fica para a quarta-feira (31). Decisão é de Ricardo Lewandowski. Um dia antes da decisão sobre os destinos políticos do Brasil, o IBGE anunciou hoje (30) que o nosso País tem mais de 206 milhões de habitantes, dos quais 11,8 milhões estão desempregados. O número de pessoas que estão sem ocupações formais de trabalho é, infelizmente, o maior da história.