Ir para o conteúdo principal

Sexta-feira, 23 de Junho de 2017

E se Barbosa tivesse aceitado ser vice?



Revela o jornalista Felipe Patury, na revista Época desta semana,  que Joaquim Barbosa foi convidado para ser o vice de Aécio Neves (PSDB). A sondagem ocorreu durante um jantar no fim de 2013, enquanto Barbosa ainda presidia o STF.

Depois desse encontro, Aécio e Barbosa não se falaram mais.

Barbosa foi apontado pelo Datafolha como "o segundo brasileiro mais influente nesta eleição"; o ex-presidente Lula ficou em primeiro.

Nas últimas semanas, os tucanos passaram a assediar Barbosa, em busca de uma declaração de apoio a Aécio. Um dos últimos a falar com ele sobre o assunto foi sociólogo Bolívar Lamounier.

Barbosa ouviu a maioria das abordagens em silêncio.


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

O tempo “a favor” de Temer

Mesmo se for condenado pelo TSE, no julgamento que inicia nesta terça-feira (6), Michel Temer pode adiar sua saída da Presidência.

Baixo nível eleitoral

Se faltam ideologias, sobram brincadeiras. Candidatos usam trocadilhos e nomes inusitados para chamar a atenção: Paula Tejano (atenção para a cacofonia), Xereca, Hélio Quebra Bunda e Riso Sempre Riso são alguns dos nomes, ou frases, que identificam (?) candidatos às eleições do próximo domingo.

Dilma cai, ou Dilma fica? Só amanhã saberemos!

Votação dos senadores que selará o destino da primeira mulher presidente do Brasil fica para a quarta-feira (31). Decisão é de Ricardo Lewandowski. Um dia antes da decisão sobre os destinos políticos do Brasil, o IBGE anunciou hoje (30) que o nosso País tem mais de 206 milhões de habitantes, dos quais 11,8 milhões estão desempregados. O número de pessoas que estão sem ocupações formais de trabalho é, infelizmente, o maior da história.