Ir para o conteúdo principal

Edição antecipada 21-22 de junho de 2018.

E se Barbosa tivesse aceitado ser vice?



Revela o jornalista Felipe Patury, na revista Época desta semana,  que Joaquim Barbosa foi convidado para ser o vice de Aécio Neves (PSDB). A sondagem ocorreu durante um jantar no fim de 2013, enquanto Barbosa ainda presidia o STF.

Depois desse encontro, Aécio e Barbosa não se falaram mais.

Barbosa foi apontado pelo Datafolha como "o segundo brasileiro mais influente nesta eleição"; o ex-presidente Lula ficou em primeiro.

Nas últimas semanas, os tucanos passaram a assediar Barbosa, em busca de uma declaração de apoio a Aécio. Um dos últimos a falar com ele sobre o assunto foi sociólogo Bolívar Lamounier.

Barbosa ouviu a maioria das abordagens em silêncio.


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Sem Senado, só OAB!

O presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, põe fim à indecisão: desiste de concorrer a senador. “Não tenho como deixar a Ordem neste grave momento nacional” – diz.

O tempo “a favor” de Temer

Mesmo se for condenado pelo TSE, no julgamento que inicia nesta terça-feira (6), Michel Temer pode adiar sua saída da Presidência.

Baixo nível eleitoral

Se faltam ideologias, sobram brincadeiras. Candidatos usam trocadilhos e nomes inusitados para chamar a atenção: Paula Tejano (atenção para a cacofonia), Xereca, Hélio Quebra Bunda e Riso Sempre Riso são alguns dos nomes, ou frases, que identificam (?) candidatos às eleições do próximo domingo.