Ir para o conteúdo principal

Terça-feira, 23 de Maio de 2017

A ministra já jogou também caroços de azeitona para acordar colega dorminhoco



Imagem da Matéria

O colunista Jorge Bastos Moreno, do jornal O Globo, contou em sua coluna de 03 de outubro último – sob o título de ´A Escolinha da professora Dilma´, uma das mais hilárias situações da atualidade política brasileira.

* * * *

Reunião da presidente Dilma com 20 governadores, equipe econômica e outros ministros de Estado para discutirem o ajuste fiscal. O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, que vinha de uma maratona intensa de trabalho, estava monocórdico.

Mas a maioria, ávida para expor sua ideia, nem reparou.

Eis que, de repente, Kátia Abreu descobre que o colega tinha caído em sono profundo. O ministro parecia estar mais satisfeito nos braços de Morfeu do que na companhia daqueles governadores chatos e pidões, tanto que até esboçava um leve sorriso nos lábios, enquanto dormia.

Desesperada, Kátia lança mão da única arma que vê à sua frente: um prato de azeitonas. Para não desperdiçar alimento, começou a lançar apenas os caroços que tirava da boca e os disparava em direção à testa de Levy, mas estes não alcançavam o alvo.

Resolveu então jogar azeitonas inteiras até que uma delas cumpriu o objetivo e Levy acordou assustado.

--------------------

Leia a historinha – e também o texto Dedo no Nariz – diretamente na Coluna do Moreno, no jornal O Globo.


Comentários

Luiz A. Antonello - Advogado 15.12.15 | 16:21:25
Isso é nossa representante? que horror. A falta de educação, caráter, ética e honestidade parece que são as qualidades desses políticos (ou melhor, politiqueiros). Que vergonha.
Angela M C B Guimaraes - Advogada 15.12.15 | 12:59:20
Senhores. "Falta de decoro" é máxima do atual governo. Com uma ministra desse calibre, não é de se estranhar as "videos cacetadas" nas assembleias da câmara e do senado. Cada povo tem o governo que merece!
Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Terminou mesmo em pizza...

Cliente teve uma surpresa ao comprar uma caixa de frango empanado. Ele encontrou US$ 1.300, (cerca de R$ 5.200), no embrulho onde deveria estar apenas o alimento.