Ir para o conteúdo principal

Terça-Feira, 17 Outubro de 2017

Lula enganou o mundo” - diz artigo do Wall Street Journal



Chargista Sinfronio - www.sinfronio.com.br / Jornal Diário do Nordeste

Imagem da Matéria

Quando o Rio venceu o disputa para sediar os Jogos Olímpicos, em 2009, não estava previsto que o Brasil estivesse hoje nessa situação”, afirma em artigo publicado anteontem (7) pela colunista Mary Anastasia O´Grady, do jornal The Wall Street Journal. No texto, ela menciona as graves crises política e econômica que assolam o país.

O artigo - intitulado “Como Lula enganou o mundo” – inicia abordando que a abertura das Olimpíadas não teve incidentes e ressalta que

isso surpreende, ante a avalanche de notícias negativas que antecederam os Jogos. Mas a jornalista lembra que ainda é cedo para saber se os turistas e cariocas passarão as próximas duas semanas livres de uma catástrofe.

A colunista também ressalta como a retórica lulista – “mantida nos anos seguintes por sua sucessora, Dilma Rousseff” - ocultou os problemas do país e o fato de que, mesmo nos anos de bonança, nada tenha sido feito para reduzir o fardo do governo sobre os empresários. “A Caixa Econômica Federal e o BNDES expandiram rapidamente o crédito, o que foi arriscado e provocou inflação, mas o Banco Central ignorou o problema”, afirma o texto.

Depois de mencionar que “o Rio de Janeiro é um microcosmo do Brasil de Lula”, a jornalista trata também da corrupção na classe política. “Os políticos do Brasil aspiram à grandeza de Primeiro Mundo, mas preservam instituições de terceiro. Não porque não entendam a eficácia das instituições independentes. É justamente porque as entendem” - afirma. E complementa que ele se tornou réu por obstrução de Justiça e é um dos alvos da Operação Lava Jato.

Ao arrematar sobre as razões pelas quais Dilma sofre hoje um processo de impeachment, a jornalista especula: “Se a fraude política para levar uma nação à ruína fosse crime, ambos já estariam condenados”.

O The Wall Street Journal, publicado em Nova Iorque, é o jornal de maior circulação nos Estados Unidos, com 2,1 milhões de exemplares diários - superando o USA Today, com 1,8 milhão. Atualmente o periódico é propriedade da Dow Jones & Company.

Em agosto de 2007 a empresa News Corporation, cujo dono é o empresário Rupert Murdoch, anunciou a compra da Dow Jones & Company por 5,6 bilhões de dólares. A News Corp. é proprietária de mais de uma centena de publicações impressas no mundo, além da rede de TV Fox e dos estúdios de cinema 20th Century Fox.


Comentários

Antonio Muller - Advogado 11.08.16 | 12:50:58
Importante mencionar que a jornalista, autora da matéria, também é colunista do Instituto Millenium, no qual constam como integrantes Ives Gandra Martins, Marcel van Hattem e Rodrigo Constantino. Venho aqui apenas para demonstrar a orientação política tendenciosa.
Banner publicitário

Notícias Relacionadas