Ir para o conteúdo principal

Sexta-Feira, 20 Outubro de 2017

Potins desta sexta-feira



  Riscos de fuga

A Polícia Federal diz ter identificado o risco de o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega fugir do Brasil entre setembro e outubro deste ano, o que justificaria sua prisão temporária. Nascido na Itália, ele tem dupla cidadania.

Investigadores relatam, em conversas reservadas, que Mantega e a mulher, Eliane Berger, estavam com passagens compradas para Paris com embarque marcado para o dia seguinte ao da detenção, ocorrida na última quinta-feira (22) e revogada no mesmo dia.

  “Tropeço na democracia”...

O comentário entre aspas, aí de cima, de autoria de Ricardo Lewandowski, foi feito esta semana durante uma de suas aulas na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, onde ele leciona Teoria do Estado.

Lewandowski também criticou o presidencialismo de coalizão, que considerou ser fruto da Constituição de 1988, com o aumento do número de partidos, mas “também um erro do Supremo, ao acabar com a cláusula de barreiras – e que deu no que deu”.

  Toffoli impedido?

O ministro José Antônio Dias Toffoli pode ficar impedido de atuar, no STF, em casos que envolvam a empreiteira Queiroz Galvão.

É que Toffoli – quando era advogado do PT - foi contratado, em 2005, pelo então vice-presidente consultivo do conselho da empresa, José Antonio de Queiroz Galvão, para representar o consórcio liderado pela empresa em processo administrativo que tramitava no Tribunal de Contas da União sobre indícios de superfaturamento.

As informações são da ´rádio-corredor´ da OAB de Brasília.

 Peças (não) defeituosas

Quase um ano após a polêmica campanha publicitária que comparou transexuais a carros com peças defeituosas, a agência de propaganda Leo Burnett assinou um acordo com a Defensoria Pública de São Paulo.

Proposto pela instituição, o termo prevê que a empresa desenvolva – sem custos para o Estado - propagandas para estimular o respeito a travestis e transexuais.

 A voz das ruas

• O fato de a Polícia Federal ter botado a mão em Guido Mantega bem na hora da cirurgia da esposa do ex-ministro foi apenas coincidência de operações...

• O codinome de “Carequinha” para o ministro da Justiça Alexandre de Moraes seria uma falta de respeito à memória do Palhaço Carequinha.

 Ladrão de...

Transitou em julgado a decisão do STF que rejeitou queixa-crime do ex-presidente da CBF José Maria Marin contra o senador Romário.

Marin acusava o baixinho de ter ofendido sua honra por ter dito que "na CBF a gente tem um presidente que é um ladrão de medalha, ladrão de luz, ladrão de terreno". A ação é de 2013. Vale a pena ler o acórdão. (Ação originária n º 1819).


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Potins desta sexta-feira

• Pai de gêmeos ganha licença-paternidade de seis meses, no RS.
• STJ afasta desembargador que exigia dinheiro de uma servidora.
• Médica pede rescisão de contrato por falta de segurança na Rocinha.
• STF suspende censura judicial à revista Exame.
• Alto salário não impede ex-gerente de editora de ter direito à justiça gratuita.
• Alto salário impede professor de ter direito à justiça gratuita.
• Hospital é condenado por perder aliança de paciente durante cirurgia.
• Como votou Aécio Neves, quando Delcídio Amaral foi preso?
• Lava-Jato tem uma das maiores concentrações de réus milionários do mundo.
• Alto salário não impede gratuidade judicial.
• Anamatra publica enunciado, afirmando que diversos pontos da reforma trabalhista ferem a Constituição.
• Derrubada norma municipal que obrigava alunos a rezar o Pai Nosso antes do início das aulas.

Potins desta sexta-feira

• TJRS proíbe saite de disponibilizar informações sobre ações na JT de um trabalhador.
• Turma Nacional de Uniformização cancela a Súmula nº 51.
• Empregador não pode utilizar a gorjeta recebida de clientes para compor o salário mínimo dos garçons.

 

Potins desta sexta-feira

• Hospitais privados não poderão manter salas de espera diferenciadas para pacientes do SUS e dos convênios particulares.
• Julgamentos pelo STJ de dois casos envolvendo medicamentos.
• A “sentença” Netflix: Aécio mais tempo em casa para ver novos e velhos filmes.
• Um “embrulho pornográfico”: Claro Tv condenada por cobrar erradamente de consumidora.

Potins desta terça-feira

• Deu nas redes sociais: “Para o Grêmio ganhar a Libertadores, só com liminar do Gilmar Mendes”...

• Eduardo Cunha tenta anular a delação de Lúcio Funaro.

• Negados habeas corpus aos irmãos Batista.

• Valéria Monteiro, ex-apresentadora da Globo, quer concorrer à Presidência da República.

• Lula diz que a denúncia do MPF é "a excrescência da excrescência da excrescência".

Potins desta sexta-feira

Descoberta jurídica: corrupção privada não é crime no Brasil...

O corinthiano Jô é o segundo mais honesto do país...

110% de certeza em propina entregue por Eduardo Cunha a Temer”.

Sérgio Moro consegue ir a estádio de futebol em dia de jogo.

Gilmar Mendes alfineta Rodrigo Janot: “Ele deveria pedir sua própria prisão preventiva”.

Conar libera comercial do “homão da p”.

Potins desta terça-feira

TJRS revoga liminar que suspendera concurso para juiz.

 Lula perde um de seus advogados.

 STJ rejeita denúncia contra desembargador do Trabalho.

 A ordem é “juízes nas comarcas, de segunda a sexta”.

 Presidente do PMDB diz que Geddel é “mero filiado do partido”.

• Aposta da semana passada entre congressistas: quanto dinheiro haveria no “bunker” de Geddel? Ninguém acertou!