Ir para o conteúdo principal

Sexta-Feira, 22 de Dezembro de 2017

Potins desta sexta-feira



  Os bichos na corte

Sem entrar no mérito acerca da PEC que pretende instituir a chamada arguição de relevância para brecar a múltipla chegada de recursos no STJ, a realidade brasileira é que - se não for por meio de emenda constitucional - algo deve ser feito.

Para se ter uma ideia do rol de ações sem sentido que aportam no chamado ´tribunal da cidadania´, vejam-se exemplos do que foi julgado pela 2ª Turma da Corte: o habeas corpus de um macaco; o imposto de importação de uma girafa; e a posse de um papagaio chamado Tafarel – cujo nome homenageava o eficiente goleiro gaúcho.

Dá para dizer que a Arca de Noé aportou na corte.

  Dupla punição possível

Quando uma pessoa sonega imposto, ela pode receber uma pena administrativa e uma pena criminal sem que isso viole o direito de não ser julgado e punido duas vezes pelo mesmo crime.

O Tribunal Europeu de Direitos Humanos entendeu que se os processos administrativo e criminal tramitam em paralelo e são complementares entre si, não há violação dos direitos do acusado.

O tribunal julgou a reclamação de dois cidadãos noruegueses, que foram multados e condenados a um ano de prisão por deixarem de pagar impostos.

Para a corte europeia, “ainda que cada punição tenha sido imposta por uma autoridade diferente, não há violação do princípio ´bis in idem´, já que fazem parte de um sistema integrado para punir e desencorajar a sonegação de tributos. O julgamento é definitivo.

Pesos pesados (1)

“Na briga entre os elefantes, quem sofre é a grama”.

Tal frase, ontem (17), na ´rádio-corredor´ do Conselho Federal da OAB, em Brasília, resume os confrontos verbais ocorridos na véspera, durante sessão do Supremo.

Os ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski – como acontece ciclicamente - não pouparam alfinetadas recíprocas.

Pesos pesados (2)
 
Gilmar Mendes ganhou adeptos nas OABs, Brasil afora, após ter dito que “o Brasil precisa de uma lei que nos obrigue a criar vergonha na cara”.

Segundo o ministro, “o STF está sendo usado para alavancar salários de espertos”.
   Expurgos inflacionários

Pautado pelo STJ para quarta-feira (16), o processo que trata de expurgos inflacionários envolvendo a Caixa Econômica Federal foi adiado por decisão do relator.

O julgamento definirá se a citação da CEF, mesmo que a ação coletiva tenha sido extinta por qualquer motivo, interrompe ou não o prazo para apresentação de ações individuais.

O recurso especial foi interposto com apoio no art. 105, III, a e c, da CF, contra acórdão do TRF da 4ª região, com a seguinte

decisão: “A interrupção da prescrição em face do ajuizamento de ação civil pública não aproveita aos que optaram por ingressar com ação individual. Sendo a ação civil pública julgada procedente, e estando a parte autora abrangida no âmbito da competência territorial, poderá executar as diferenças de correção monetária do Plano Verão, nos limites por ela definida."

A notária gaúcha aposentada Therezinha de Jesus Azeredo – que é a parte recorrente – alega contrariedade ao disposto no art. 104, da Lei nº 8.078/90, bem como violação aos arts. 202, inciso V e 203, do CC, além do art. 219, do CPC. E sustenta que, em face do ajuizamento de ACP, ocorre a interrupção da prescrição para a interposição de ações individuais concernentes à mesma matéria.

O ministro Luis Felipe Salomão recebeu memoriais dos advogados e decidiu pelo adiamento, ao mesmo tempo em que deferiu a entrada do Banco Central na causa, como ´amicus curiae´.

A próxima sessão da Corte Especial está marcada para 7 de dezembro. (REsp nº 1.233.314).
  Dois pais, uma mãe

O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania da Comarca de Pelotas (CEJUSC), por meio do Projeto Pai Presente, do Conselho Nacional de Justiça, autorizou que duas crianças tenham dois pais e uma mãe em suas certidões de nascimento.

O pedido foi realizado pelo homem que se declarou pai socioafetivo dos dois filhos sua esposa. O pai biológico já é falecido.

O autor do pedido afirmou e comprovou que “cria, educa e ama os meninos”, requerendo sua inclusão no registro de nascimento de ambos, sem a exclusão do pai biológico. A autorização foi dada pelo juiz Marcelo Malizia Cabral.

  Menos horas extras

A Fast Shop S. A. firmou acordo judicial com o Ministério Público do Trabalho, na 16ª Vara do Trabalho de Porto Alegre, comprometendo-se a respeitar o limite diário de duas horas extras.

O compromisso engloba suas cinco lojas no Estado do RS.

A empresa também pagará indenização de R$ 75 mil por danos morais coletivos e difusos, revertida para o Centro de Integração da Criança Especial (Kinder), do bairro Partenon.

Em caso de descumprimento, a Fast Shop pagará multa de R$ 3 mil por empregado de quem exigir jornadas de trabalho excessivas. (Proc. nº 0021100-05-2015.5.04.0016).


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Chargista Duke

Potins desta sexta-feira

 

Potins desta sexta-feira

 Confiram qual foi a “frase do ano” na Justiça brasileira!
 Advogados que enriqueceram defendendo réus da “Lava Jato” ajudam a forrar o cofre da Receita Federal: R$ 3,9 bi em 10 meses.
 GPS Judiciário: CNJ promete verificar em 2018 o que fazem os magistrados que se licenciam (com remuneração...) para cursos de especialização.
 Cresce o número de enteados nas famílias brasileiras.
 Ação de Silvio Santos contra o “Pânico” da Band fica para 2018.
 A ressaca financeira da Odebrecht.
• Um pedido a Papai Noel: que “aquele” ministro do STF se aposente!...

Potins desta terça-feira

• Luiza Brunet espera, logo após o recesso, pela sentença que poderá lhe dar metade dos bens que o bilionário Lírio Parisotto comprou ao longo dos cinco anos de relacionamento.
• Planos de saúde obrigados a custear - em hospitais ou clínicas especializadas - a internação de pacientes com obesidade mórbida.
• Intimação para “andamento vertical” do processo.
• Puxa-saquismo político: o que dar de presente ao deputado de sua confiança?
• Gastos com locação de veículos na Justiça Federal sobem 16.000%.
• Recado do TST para magistrados trabalhistas.
• Os 100 dias de prisão dos irmãos Batista.
• Sérgio Cabral: o anfitrião no presídio de Benfica.
• Data do julgamento de Lula coincide com o Dia do Aposentado.

Potins desta terça-feira

• O anel de R$ 800 mil que foi a porta de entrada para ganhar uma concorrência.
• Por 83 x 50 votos, Duro vence Liselena na eleição do TJRS.
• Lula arrola 59 testemunhas de defesa, em outra ação penal.
• Para acessar a internet, digite a senha: “Fora Temer”.
• Salários e auxílio-moradia garantidos para que deputados que estão presos no Rio.

Potins desta terça-feira

• Possibilidade de prorrogação do prazo de prisão para forçar pagamento de dívida alimentar.
• Senadores ampliam (40%) gastos com jatinhos.
• Papai Noel vai trazer liberdade para Nestor Cerveró, Fernando Baiano e Pedro Barusco.
• Investigação ética da ministra Luislinda Valois – aquela que acha que .R$ 33,7 mil é pouco “para comer, beber, vestir-se e maquiar-se”?
• As lentas ações contra conselheiros de Tribunais de Contas.
• STF julgará recurso de Wesley Batista: ele quer ser desvinculado das ações penais contra o mano Joesley.
• Ameaças de morte levam presidente da Oi a se demitir

Potins desta sexta-feira

• Seguradoras lançam seguro-garantia para recorrer na Justiça do Trabalho.
• A validade de arras de 53% na compra de imóvel.
• Número de milionários no Brasil aumentará 81% em cinco anos.
• “Black-Friday” brasileira de 2018 será no feriadão de 7 de setembro.

Potins desta terça-feira

• Ministro do STF diz que o Direito Penal brasileiro é incapaz de impedir a criminalidade.
• CNJ definirá como proteger juízes que sofrem ameaças.
• Sérgio Moro vai palestrar para diretores e gerentes da Petrobras.
• Em poucas semanas, Temer terá nomeado dois ministros para o TST.
• O Peru de Guerreiro nas redes sociais.