Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018.

OAB-RS exclui mais dois advogados



Por decisões unânimes do seu Conselho Seccional, a OAB-RS excluiu, há poucas semanas, mais dois advogados de seus quadros. Suas iniciais: P.R.F.P. e M.C.S.V.

Por força de lei – como ainda cabe recurso (com efeito suspensivo) ao Conselho Federal – é vedada, antes do trânsito em julgado, a divulgação dos nomes completos. As pessoas cujas iniciais constam na informação acima não estão incluída na lista definitiva.

Os processos administrativos têm os nºs 362316/2016 e 341984/2014.

Na Internet, o saite da Ordem traz a relação nominal das quatro dezenas de advogados já excluídos definitivamente, desde que o Grupo OAB Mais assumiu a entidade, em 1º de janeiro de 2007. É a quarta gestão consecutiva, completando dez anos, um mês e dez dias.

Veja a relação dos advogados excluídos


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Gilmar Mendes agora em rota de choque contra a OAB

O ministro criticou a postura da Ordem como autora de uma ação que trata de calote oficial no Estado de Rondônia. O presidente Claudio Lamachia respondeu: “Já passou o tempo em que um cargo conferia a seu ocupante o poder de impor sua vontade aos demais cidadãos”.

Advogado deve pagar por serviços de “agenciador de clientes”

O TJRS condenou o notório Mauricio Dal Agnol ao pagamento de R$ 10 mil a um colaborador que conseguiu sete causas. Acórdão registra que “vedar o direito do autor à percepção dos valores devidos em virtude de serviços prestados é beneficiar o réu por sua própria torpeza”.

R$ 1,2 bilhão de honorários advocatícios

No acordo para indenizar cidadãos prejudicados pelas manipulações financeiras dos planos econômicos, bancos e poupadores concordaram com a cifra, para concluir a transação.