Ir para o conteúdo principal

Sexta-Feira, 20 Outubro de 2017

Coisa rara: elogio formal de juiz a advogado em ação trabalhista



O advogado Luis Antonio Zanin (OAB-RS nº 7.810) compartilhou com o Espaço Vital um acontecimento raro: o formal elogio a ele, proferido por magistrado e publicado em nota de expediente.

Na essência do caso, a devolução pelo advogado (honorários) e pelo seu cliente (parte do principal - este, em quatro parcelas), de valor recebido a mais (R$ 106.396) na fase de execução de uma ação trabalhista.

Ao analisar a correta atuação do advogado – nesse recente acontecimento e em outros casos semelhantes de alvarás com valores superiores ao correto – o juiz Gustavo Pusch, da 25ª Vara do Trabalho de Porto Alegre foi conciso e elegante: “Exemplar a conduta profissional do advogado Luis Antonio Zanin, neste e outros processos cujas cópias de devoluções de dinheiro foram juntadas”.

Zanin disse ao Espaço Vital que, ao devolver o que não lhe pertencia, não fez mais do que sua obrigação. E lembrando de uma conjunção recente em que 56 juízes trabalhistas vinham polemizando com advogados sobre honorários contratuais – Zanin avaliou satisfeito que “ainda há elegância entre magistrados da Justiça do Trabalho e advogados militantes”.

O advogado arrematou que, nos seus 43 anos de atividade profissional, “foi a primeira vez que vi um magistrado trabalhista elogiar um advogado que fez as coisas certas”.

Já é um começo! (Proc. nº 000.1071-77.2010.5.04.0025).


Comentários

Giovany Antonelli - Estagiário De Pós-graduação Do Ministério Público Do Estado Do Paraná 14.03.17 | 13:30:05
Parabéns Dr. Zanin. É de cidadãos como o senhor que precisamos para mudar a atual situação do nosso país. É como diz o ditado: "Sejamos a mudança que queremos no mundo".  Que as novas gerações de "operadores do direito" possam se inspirar no senhor.
Rodrigo Zampoli Pereira - Advogado 14.03.17 | 09:50:30
Parabéns colega Dr. Luiz Antonio Zanin (OAB-RS 7810), por sua atitude. Vossa Excelência dignifica a Advocacia com "A" MAIÚSCULO. Os fatos falam por si só. Atenciosamente, Rodrigo Zampoli Pereira OAB-MT 7198; OAB-SP 302569
Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Advocacia não é atividade de risco

O TRF-4 nega mandado de segurança a advogado gaúcho que – por trabalhar com empresas de factoring e pessoas físicas que devem a agiotas – pretendia o direito a porte de arma de fogo.

As muitas estultices do promotor Sérgio Harris

O Colégio de Presidentes das 106 Subseções da OAB gaúcha divulga nota para demonstrar indignação contra o presidente da Associação do Ministério Público do RS.

Associação de Advogados Trabalhistas também desagrava a OAB

Repudiando o artigo do promotor Sérgio Hiane Harris, a SATERGS alerta que “os ataques ao direito de defesa e à livre atuação dos advogados jamais podem ser tolerados, sob pena de instauração de um Estado ditatorial”.