Ir para o conteúdo principal

Terça Feira, 18 Julho de 2017

Potins desta sexta-feira



• Receita ou Polícia?

Esta, preciosa, é da “rádio-corredor” do Conselho Federal da OAB. O dono de uma mega construtora quer acabar com a sua rotina de complicações financeiras e vai à Receita Federal em busca de esclarecimentos para possíveis soluções.

- Sou empreiteiro, comprei um deputado e um senador e os revendi com lucro. Devo declarar? – pergunta o argentário cidadão.

O fiscal olha fundo para o visitante, puxa fôlego e sugere:

- Em vez de optar pela declaração, o senhor deve escolher a delação. Procure a... Federal. Isto é, a Polícia; não a Receita.

 A modelo desnuda

Três anos após receber um telefonema (grampeado) de Alberto Youssef, avisando-a que ele “havia caído na Operação Lava Jato”, a linda modelo Taiana de Souza Camargo entrou na mira da maior investigação contra a corrupção no País.

Ex-amante do doleiro, Taiana foi indiciada pela Polícia Federal esta semana, por lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores.

Em janeiro de 2015, ela exibiu seus dotes à revista Playboy. A chamada de capa foi “Taiana mostra tudo o que sabe”. Agora, agentes do combate ao crime querem conhecer mais.

 A dúvida

Onde será que Marcela vai, quando ela diz ao marido Michel que “está indo conferir os preços no supermercado” ?

E-mails para a redação: 123@espacovital.com.br

Condenação de R$ 1 milhão

A Construtora Andrade Gutierrez deve pagar R$ 1 milhão como reparação por danos coletivos, além de estar proibida de descumprir embargos e interdições do Ministério do Trabalho em qualquer obra que execute no território brasileiro. Será aplicada multa de R$ 200 mil a cada descumprimento das determinações.

A decisão é da 1ª Turma do TRT da 4ª Região (RS), que manteve sentença da juíza Daniela Meister Pereira, da 6ª Vara do Trabalho de Porto Alegre. O relator foi o desembargador Fabiano Holz Beserra.

O Ministério Público do Trabalho, autor da ação civil pública, por meio da procuradora Aline Zerwes Bottari Brasil, afirmou ter recebido denúncia quanto a irregularidades na obra de colocação da cobertura do Estádio Beira Rio, em dezembro de 2013. A denúncia referia-se à falta de equipamentos de proteção adequados para o trabalho em altura. No mesmo período, auditores do Ministério do Trabalho, durante ações fiscais, determinaram o embargo da obra, até que as irregularidades fossem resolvidas.

Entretanto, a empresa descumpriu a ordem de embargo em pelo menos dois dias do mês de janeiro de 2014, o que gerou autos de infração dos fiscais do trabalho. A obra fazia parte dos preparativos para a Copa do Mundo no Brasil.

Ao fixar a condenação com abrangência para todas as obras realizadas pela Construtora Andrade Gutierrez no território brasileiro, o julgado pontuou que, após inúmeras controvérsias na jurisprudência, o TST definiu, na sua Orientação Jurisprudencial nº 130 que, em caso de dano nacional, a competência para julgamento é concorrente entre as Varas do Trabalho das sedes dos TRTs, e que a primeira Vara do Trabalho que julgar o caso também deverá julgar outras ações que versem sobre o mesmo assunto, embora advindas de outros locais. (Proc. nº 0021076-41.2014.5.04.0006).


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Potins desta terça-feira

·      Rio de Janeiro tem um terço dos assassinatos diários de todo o planeta * Quem foi pior para o Brasil: Dilma ou Temer? * Pesquisa aponta que 79% queriam que o atual presidente fosse afastado do cargo * Sérgio Moro diz que “não há dúvida que se deve tirar a política das páginas policiais; mas isso se resolve tirando o crime da política e não tirando a liberdade de imprensa” * No Rio, muitos bacharéis presos em flagrante.

Potins desta terça-feira

* 250 mil inscritos no saite que reúne homens que “patrocinam” mulheres jovens e ambiciosas * Delação de Palocci poderá causar um tsunami sobre dois grandes bancos brasileiros * “Daqui a pouco não faltarão apenas passaportes, mas também as saídas..." * Pesquisa revela que mais gente quer Temer na cadeia, antes de Lula * PGR investiga quem usa o apelido “Tremito” nos bastidores.

Potins desta terça-feira

* STJ afasta condenação da Rede Globo no caso da novela Filhas da Mãe * Trabalhador que vai de carro para o trabalho não tem direito ao vale-transporte * Construcard, da Caixa Federal, não é título executivo extrajudicial.

Potins desta terça-feira

* Magistrado gaúcho recebe grau “A” em dissertação sobre Tribunal do Mercosul * Mantida demissão de juiz que compareceu bêbado a fórum * Acidente de trajeto quando trabalhadora é atingida por pedrada em ônibus fornecido pela empregadora * Ex-governador do Rio mira em três cabeças do STJ, três do TRF-2 e quase 20 do TJ do Rio * Cresce o consumo de medicamentos contra o estresse.

Potins desta terça-feira

* 27 carros do ano para os desembargadores do TJ do Amazonas * Ex-governador do Rio pode ganhar hoje (2) sua liberdade * Os muitos milhões de Antonio Palocci * O leitor sabe o que significam Regorafenibe e Soliris? * Por que alguns deputados estão evitando viagens aéreas? O fim da festa do colar no tribunal

Potins desta terça-feira

* Tribunal absolve juiz que sacou arma contra desembargador * Há 16.293 sindicatos no Brasil; nos EUA são apenas 130 * A falácia política de que "minhas contas foram aprovadas pela Justiça* TRF-4 assegura que papagaio continue com idosa (84 anos), com quem convive desde 1987.