Ir para o conteúdo principal

Terça-feira, 23 de Maio de 2017

Potins desta terça-feira



Contra maus olhados

O padre paulista José Eduardo foi a Brasília, benzeu o Alvorada e a residência oficial da Câmara contra os maus espíritos.

Agora o sacerdote está sendo convidado para exorcizar algumas outras residências de Brasília, contra as presenças de agentes da PF. Mas esse tipo de trabalho, o padre José se recusa a fazer.

 Temer não vê novela?

O colunista Jorge Bastos Moreno, de O Globo, conta que depois do discurso em que o Michel Temer disse, mais ou menos, que “as mulheres são boas para verificar flutuações de preços no supermercado”, Temer foi consolado pelo notório Moreira Franco.

O recado angorá: “Michel, nós somos do tempo antigo, você mais do que eu, quando mulher saía de casa para casar, cuidar de marido e filhos. Hoje, Michel, a mulher quer sair de casa para trabalhar, construir sua vida de acordo com seus próprios valores e opções. Você não vê novela?”

 Sonhos de Gilmar

O ministro Gilmar Mendes – tido agora pela ´rádio-corredor´ do CF-OAB como uma espécie de conselheiro-geral da República - está ameaçando trocar definitivamente Brasília por Lisboa, onde tem um apartamento.

Mas é ameaça de mentirinha, pois ainda tem uma carreira longa pela frente no STF. Seus amigos dizem que ele só deixa o país depois de governar Mato Grosso, seu Estado. Mas ele está de olho também em outra coisa.

  Por que será?

Diz também a ´rádio-corredor ´do Conselho Federal da OAB que “os políticos nominados na última lista do Janot que se arriscarem a disputar as eleições em 2018 não irão às ruas pedir voto”.

Vão, sim, pedir foro privilegiado.

  Frases da semana

• “Não se combate violência com amor, se combate com porrada. Não vai ser com política de direitos humanos que vamos resolver a violência”.
(Deputado Jair Bolsonaro, do PSC-RJ, em entrevista à Folha de S. Paulo).

• “Nessa guerra, não são os políticos que costumam morrer – embora alguns estejam presos. Eles dão crias, ressuscitam, fazem conchavos, comem, riem e bebem juntos, criam leis para obrigar você a pagar a campanha deles. Criam leis para aumentar sua própria remuneração”.
(Jornalista Ruth de Aquino, da revista Época).

  “Empresa dos sonhos”?

Apesar de tudo o que já se sabe da Odebrecht, é impressionante o resultado da pesquisa anual realizada pela Cia. de Talentos a respeito das "empresas dos sonhos" dos universitários e recém-formados. Ouvidos 63.998 jovens, a Odebrecht alcançou o posto de a sexta companhia mais desejada para um posto de trabalho.

À frente dela estão Google, Petrobras, ONU, Pricewaterhouse Coopers Auditores e Ambev.

 O engano de Maluf

Cara-de-pau habitual, Paulo Maluf (PP-SP) propagou no Twitter, na quarta-feira (15), que não só não está na Lava Jato e na lista de Janot, como também não esteve no mensalão. Enganou-se em parte.

Um dia depois de tal ´malufada´ boquirrotice , o ministro Edson Fachin nomeou os advogados Ticiano Figueiredo e Pedro Velloso – que defendem Eduardo Cunha – como advogados dativos de Maluf numa ação penal proposta pela PGR de Rodrigo Janot.

O processo anda (?) lentamente no STF desde 2006. Nele, Maluf é acusado de lavagem de dinheiro, oriunda de propinas.

•  Modelo canadense ensinando em Porto Alegre

Como o Canadá, um dos países mais seguros do mundo, lida com crimes de maior potencial ofensivo? É o que o especialista Aaron Lyons contará em palestra, às 19h desta terça-feira (21), na Escola da Ajuris (Rua Celeste Gobatto nº 229, Porto Alegre). Há mais de dez anos, ele lidera processos de restauração e seminários de treinamento na justiça criminal e em ambientes educacionais no Canadá e EUA. O evento é gratuito e o fornecimento de certificado aos interessados custará R$ 15.

Adepto das técnicas da justiça restaurativa, Lyons trabalhou extensivamente com jovens e adultos enfrentando questões de envolvimento com gangues, sem-teto, violência familiar, abuso de substâncias e trauma psicológico.

O evento terá a participação do cônsul da Área Política do Consulado Geral do Canadá em São Paulo, Colin Shonk. A atividade contará com o trabalho do tradutor Oscar Berg.

A jornada tem como slogan “Unindo o Rio Grande Pela Construção da Paz”. Para mais informações, clique aqui.

Detalhe: no Canadá, a criminalidade está em declínio sucessivo desde 1991.


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Potins desta terça-feira

* STJ afasta condenação da Rede Globo no caso da novela Filhas da Mãe * Trabalhador que vai de carro para o trabalho não tem direito ao vale-transporte * Construcard, da Caixa Federal, não é título executivo extrajudicial.

Potins desta terça-feira

* Magistrado gaúcho recebe grau “A” em dissertação sobre Tribunal do Mercosul * Mantida demissão de juiz que compareceu bêbado a fórum * Acidente de trajeto quando trabalhadora é atingida por pedrada em ônibus fornecido pela empregadora * Ex-governador do Rio mira em três cabeças do STJ, três do TRF-2 e quase 20 do TJ do Rio * Cresce o consumo de medicamentos contra o estresse.

Potins desta terça-feira

* 27 carros do ano para os desembargadores do TJ do Amazonas * Ex-governador do Rio pode ganhar hoje (2) sua liberdade * Os muitos milhões de Antonio Palocci * O leitor sabe o que significam Regorafenibe e Soliris? * Por que alguns deputados estão evitando viagens aéreas? O fim da festa do colar no tribunal

Potins desta terça-feira

* Tribunal absolve juiz que sacou arma contra desembargador * Há 16.293 sindicatos no Brasil; nos EUA são apenas 130 * A falácia política de que "minhas contas foram aprovadas pela Justiça* TRF-4 assegura que papagaio continue com idosa (84 anos), com quem convive desde 1987.

Potins desta sexta-feira

* O “avanço vocabular”: mais algumas pérolas verborrágicas de Michel Temer * A cusparada que virou pizza...com saliva * Leitor pergunta se a demora em julgar a liminar do “auxílio-moradia” é abuso de autoridade?... * A aposentadoria integral de servidores por invalidez * Vínculo empregatício de faxineira que trabalhava dois dias por semana * Gilmar Mendes diz que o TST é “laboratório do PT”.