Ir para o conteúdo principal

Terça-Feira, 17 Outubro de 2017
http://espacovital.com.br/images/mab_123_12.jpg

Cem minutos sem falar em Temer, Dilma, Lava-Jato e tartarugas judiciais



Divulgação – Youtube (Reprodução)

Imagem da Matéria

 Chimarrão em 30 segundos

Dez anos depois da criação do personagem “Guri de Uruguaiana”, o humorista gaúcho Jair Kobe está, desde anteontem (29), em temporada porto-alegrense, até o domingo 16, no Theatro São Pedro. São 100 minutos de divertida performance, sem intervalo e sem enrolação.

No palco, dando vida ao show, mais 18 participantes: sapateadores, bailarinos e uma eficiente banda de três músicos, paramentados iguais ao artista principal. Os efeitos luminosos são muito bons e som é de primeira. O espetáculo surpreende positivamente.

O “Guri” sustenta a continuidade, pelos gaúchos, do uso do pronome ´tu´ e ironiza a utilização desmesurada do WhatsApp, Facebook e outros modernismos, que estão fazendo as pessoas abdicarem dos contatos pessoais. E ensina uma pessoa da plateia a, com eficiência, preparar um chimarrão em rápidos 30 segundos.

O artista agradará mais ainda se corrigir um único defeito constatado na estreia: o atraso de 14 minutos no início do show. No detalhe, faltou pedir desculpas ao público que já se inquietava com a demora.

Mas o colunista recomenda: são 100 minutos de descontraído humor, sem política, sem Temer Lula e Dilma, sem Lava-Jato e Sérgio Moro, sem tartarugas judiciais, nem corrupção política. E com expressa proibição de palavrões.

Palmas para o artista, que ele merece!

 

 Só em São Paulo?...

A pedido de entidades ligadas à advocacia, o Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu, na quarta-feira (29), abrir processo administrativo-disciplinar contra a juíza Cláudia Maria Pereira Ravacci, que se atrasa para chegar a muitas audiências na 18ª Vara Cível do Foro Central da capital paulista.

O Órgão Especial viu indícios de que ela violou a Lei Orgânica da Magistratura “ao deixar advogados e partes esperando” e por “apresentar produtividade insuficiente”.

Recentemente, o presidente da seccional paulista da OAB, Marcos da Costa, declarou que “a Justiça seria mais célere se os juízes permanecessem nos fóruns e os desembargadores cumprissem seus horários nos tribunais”.

O “fenômeno” reclamado pela OAB paulista não fica restrito a São Paulo. Repete-se por aí, Brasil afora. Que tal os advogados passarem a gravar a impontualidade e/ou a ausência de magistrados poucos assíduos e/ou descompromissados com horários?...

 Penduricalhos pernambucanos

A coisa não tem fim! A Assembleia Legislativa de Pernambuco aprovou projeto de lei, de autoria do Poder Judiciário, que permite ao Tribunal de Justiça dali aumentar os salários dos magistrados, via majoração do auxílio-alimentação e do auxílio-moradia.

Segundo o Jornal do Commercio (PE), “sem alarde, a ALEPE aprovou, em primeira discussão, um projeto de lei que transforma em verba indenizatória o auxílio alimentação pago aos magistrados do Tribunal de Justiça de Pernambuco e permite que o auxílio-moradia seja superior ao teto de 10% do salário dos juízes e desembargadores que existe hoje”.

É mais um absurdo regional de um país em que não há uniformidade para nada e em que cada corporação se vira como lhe vem à cabeça. Enquanto isso, os órgãos centrais de controle, como o CNJ e o STF, mantêm um silêncio ruidoso e ruinoso do Poder Judiciário brasileiro.

E, de repente – qual rastilho de pólvora – a ideia pernambucana termina, silenciosamente, ganhando adeptos em outros Estados...

 Pragas no meio político

Deu no Diário Oficial do Rio de Janeiro. Na terça-feira passada, dia em que o presidente da Assembleia Legislativa carioca, Jorge Picciani, foi alvo de mandado de condução coercitiva, na operação Quinto do Ouro, o Diário Oficial informou que, a partir do dia seguinte haveria...dedetização contra ratos, pragas e baratas.

A publicação oficial ainda anunciou licitação para contratar de serviço de... lavanderia.

Claro que é mera coincidência.


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

O voo “direto” Rio/Orlando que demorou 14 horas e meia

• Os imprevistos quase insuportáveis impostos aos passageiros da Latam, que fariam um voo sem escalas de 8 horas e 15 minutos.
• STJ julgará pela primeira vez se guarda de cão (disputado por ex-cônjuges) pode ser resolvida como “regulamentação de visitas”.
• Supremo decidirá se cigarros com sabor devem ser proibidos.
• Em 16 anos, aumenta oito vezes, no Brasil, o número de mulheres presas.

Um caos jurídico para os leigos

• Voto-desempate de Cármen Lúcia coloca o destino de Aécio Neves no colo do Senado.
• A presidente do STF amarelou.
• Uma nova proteção para que parlamentares continuem cometendo crimes.
• Decisão do STJ: repasse dos custos administrativos da instituição financeira com as ligações telefônicas dirigidas a consumidores inadimplentes não configura abuso.
• Pagamento de débito tributário, mesmo após o trânsito em julgado da sentença condenatória, é causa de extinção da punibilidade.

Inseparáveis, duas irmãs anunciam que vão compartilhar o mesmo marido

• A busca, no blog de Adel e Alina, 22 de idade, por um “marido estupidamente rico e de mente aberta”.
• Financeira condenada por abuso contra idosa analfabeta.
• A “amada amante” presa com 200 mil euros na calcinha.
• Bancos abrem nova frente de lerdeza, agora no STF, para tentar melar, Brasil afora, o pagamento de indenizações aos poupadores.

Como seria um ´smartphone´ de R$ 12,3 mil?

• Tribunal cancela pregão de R$ 758 mil para comprar 60 aparelhos telefônicos para desembargadores e assessores. Corte “agradece as críticas construtivas enviadas à instituição”.
• As 16 barras de ouro guardadas por Nuzman, na Suíça, superam os recordes olímpicos do nadador Michael Phelps.
• E uma demissão por justa causa por causa de...um iogurte (Sem ouro, nem prata).

Desembargadores conectados por meio dos celulares mais caros do mercado

• Novo penduricalho fará mimo para 52 magistrados e oito assessores do TJ de Pernambuco, a um custo de R$ 758 mil – pago pelo Estado, é claro...
• Ação penal que pretende levar Paulo Maluf à cadeia já tem 25 anos.
• Lava Jato já condenou 107 criminosos em Curitiba. No STF, nenhum.
• Viagens internacionais pagas pela Câmara Federal a 274 deputados. Tem até um encontro com diretores da Disney...