Ir para o conteúdo principal

Terça-feira, 23 de Maio de 2017
http://espacovital.com.br/images/mab_123_12.jpg

Uma nova ferramenta virtual para ajudar a contar os prazos em todos os tribunais



Imagem Pixabay

Imagem da Matéria

 Conte os prazos corretamente!

Desde março do ano passado, com a entrada em vigor do novo CPC, a contagem
dos prazos processuais mudou: deixou de ser em dias corridos - o que incluía fins de semana e feriados - para dias úteis (de segunda a sexta). Para não perder prazos, advogados buscam aliados na área de tecnologia.

Um dos aplicativos usados é a Legal Cloud, por meio da qual advogados e estagiários indicam o total de dias a serem contabilizados, o código legislativo correspondente (Processo Civil ou Processo Penal) e o tribunal onde o processo tramita.

Uma nova funcionalidade, que está no pacote gratuito da ferramenta - lançada na última quinta-feira (30) - abrange todos os TJs estaduais, além dos Tribunais Regionais do Trabalho e todos os TRFs. O aplicativo diferencia as suspensões de 1ª e 2ª Instâncias e, nos tribunais regionais, as das Seções.

A ferramenta considera suspensões que estejam em documentos oficiais: a) indisponibilidade do sistema de peticionamento eletrônico; b) datas comemorativas; c) feriados; d) pontos facultativos; e) encerramento antecipado de expediente. As interrupções exclusivas da(s) causa(s) não são contabilizadas na ferramenta.

Clique aqui para ver as novidades.

 

 Fim das vacas magras

Em meio a pilhas de petições dos defensores dos réus da Lava Jato, o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, deparou-se com um requerimento sui generis. Os advogados de Carlos Miranda, apontado como operador de propinas do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB), solicitaram a liberação de uma quantia mensal do montante bloqueado, para “arcar com a manutenção de espécimes bovinos e outros animais que estão na Fazenda Três Irmãos, que estão sem alimentação adequada e remédios, por conta da escassez de recursos financeiros”.

O MPF manifestou-se contrário. Um analista judiciário foi ao local e informou que “os animais estão magros e debilitados”.

E o juiz liberou R$ 15 mil para o cuidado com os animais, pelo prazo de três meses. A propriedade abriga três cães, 29 galinhas, três vacas leiteiras, três cavalos, 67 cabeças de gado e 85 cabras.

 Arrolada ou rolada?

Registro da imprensa do Rio Grande do Norte sobre recente acontecimento na
comarca potiguar de Jucurutu. O novel juiz chega ao fórum para presidir a
instrução de uma ação penal sobre estupro e, na sala de audiências vê duas
moças sentadas, lado a lado.

O magistrado formalmente pergunta: “As senhoras foram arroladas no processo?”.

Uma delas rapidamente responde: “Doutor eu sou apenas testemunha. A rolada foi nela...” – e aponta para a colega.

Ante a surpresa do magistrado, um advogado imediatamente acode e explica que
“aqui a fonética das palavras levado a diferentes compreensões”.

O município de Jucurutu tem 19 mil habitantes e é de origem exclusivamente indígena.

 Bye, bye, USA

Um sinal da redução das viagens de brasileiros a Miami , Orlando e New está num dado revelado ontem (3) pela Casa da Moeda.

É que em 2016 a impressão de passaportes foi 30 mil unidades a menos do que em 2015.


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

A máquina de poder que destroça o Brasil

* Das 714 mil pessoas e empresas ligadas a crimes financeiros e delitos antecedentes à lavagem de dinheiro no Brasil, 281 mil ocuparam cargos políticos (eleitos ou nomeados) ou são sócios e parentes delas * Pelo andar da carruagem, o Aécio vai ser preso antes do Lula... * Um vídeo de “Sexo Selvagem”, por engano, como se fosse “Procurando Nemo”.

PT condenado a indenizar trabalhador gaúcho que foi contratado para três dias de trabalho

•  Ele era menor na época dos fatos (2006), executava trabalho noturno para o partido e levou um tiro na cabeça, durante escaramuça política.

• Tartaruga jurídica vai completar 19 anos no Foro de Porto Alegre.

•  A desilusão de cidadãos de bem com o grave momento: “Agora só falta a primeira dama ser traveco”.

•  Sentença obriga GBOEx a assumir encargos de um seguro da liquidada Seguradora Confiança.

98% dos processos trabalhistas de todo o planeta estão no Brasil

•  Ministro Luís Roberto Barroso (STF) também classifica a Previdência brasileira como responsável por perversa transferência de renda: "Os 32 milhões de aposentados da iniciativa privada custam o mesmo que 1 milhão de aposentados do poder público”.

•  Um em cada dez brasileiros perderam amigos, nos últimos 12 meses: divergências durante contatos pelas mídias sociais.

• Mulheres experientes: homens jovens estão preferindo parceiras de mais idade.

•  A exitosa estatística de Sérgio Moro: 94% de decisões e sentenças confirmadas.

STJ nega habeas corpus a dois bois ameaçados de morte

•  Caso envolve os semoventes de nomes Spas e Lhuba, que estavam sendo perseguidos na Farra do Boi, em Biguaçu (SC).

Sancionada a lei que cria o documento único para brasileiros – o DIN.

•  “Revelação divina”: condenação financeira por fofoca em igreja sobre adultério de uma fiel.

•  Governo Temer: o que tem coragem...

Ganha música no “Fantástico” quem adivinhar quem são os Senhores Hábeas no STF...

• Sérgio Moro indefere pedido de Lula: a assessoria do ex-presidente queria colocar câmeras exclusivas para gravar o depoimento.

• Uma ação por suposta infração ética de duas advogadas: numa contestação, elas fizeram críticas pessoais ao falecido pai do autor da ação.

 Falso tribunal com “juiz arbitral”, “escrivão” e “oficiais de justiça” que cobravam dívidas mediante ameaças e coação.

Assistência jurídica gratuita só para quem ganha menos de R$ 2 mil

O Conselho Superior da Defensoria Pública da União define novo critério de hipossuficiência.

•  A correção monetária dos depósitos judiciais deve incluir os expurgos inflacionários.

•  TST condena empresa de valores por negar a empregado o “direito de desconexão do trabalho”.

•  Vida, morte e ressurreição de um peixe bagre: um processo que chegou até o STJ.