Ir para o conteúdo principal

Terça-feira, 23 de Maio de 2017
http://espacovital.com.br/images/mab_123_12.jpg

Honorários de sucumbência são prioridade e podem ser pagos por RPV; mas os contratuais não!



 Súmula Vinculante n° 47 não se aplica a honorários contratuais

Os honorários de sucumbência podem ser desmembrados do valor principal da causa para serem pagos por meio de Requisição de Pequeno Valor (RPV). Mas esses princípio não se aplica aos honorários contratuais.

Portanto, a Súmula Vinculante n° 47 - que permite priorizar o pagamento de honorários sucumbenciais - não se aplica a honorários contratuais; estes devem ser incluídos no valor total da causa. A tese foi aplicada pela ministra Rosa Weber, do STF, ao suspender o pagamento de verbas contratuais a advogado que patrocinou causa contra o Estado de Rondônia.

Com a decisão, a ministra suspendeu decisão do Juizado Especial da Fazenda Pública de Pimenta Bueno que autorizou a divisão do valor da causa para dar prioridade aos honorários, a serem pagos como RPV. A decisão de primeiro grau se baseou na Súmula Vinculante n° 47, que considera honorários de sucumbência são “verba de natureza alimentar”, e, por isso, prioritárias.

Mas ao conceder a liminar, a ministra Rosa salientou que “a discussão que resultou na edição do verbete excluiu a possibilidade de pagamento de honorários contratuais por meio de RPV”. O entendimento do acórdão é que a jurisprudência do Supremo, se repete em matéria de verbas sucumbenciais, e não das verbas contratuais. (Reclamação n° 26.241 – com informações do STF).

Leia a liminar.

 Botox dentário-facial...

Virou ação judicial o uso de botox na face, com finalidade estética, aplicada por dentistas. A Associação Médica Brasileira, o Conselho Federal de Medicina e as sociedades brasileiras de Dermatologia e de Cirurgia Plástica ingressaram com ação na Justiça Federal de Brasília, pedindo a proibição da prática.

Os médicos sustentam que o procedimento ultrapassa os limites de atuação dos odontólogos e – na petição inicial - informam “temer pela saúde do paciente”.

Ainda não há decisão judicial.

 A lei é para todos?

O filme “Polícia Federal: a lei é para todos” já tem data de estreia nacional: 7 de setembro. A proposta é contar todos os bastidores da Lava-Jato, incluindo as prisões dos presos de maior notoriedade , até a condução coercitiva de Lula.

Apesar de que o lançamento esteja programado para o Dia da Independência, os financiadores estão temerosos se vão, ou não, expor seus nomes como financiadores da produção.

É que eles temem sofrer perseguições políticas. A curto, médio e longo prazo.

 Incentivo à diversidade

Interessante é a iniciativa da Souza Cruz que concedeu licença remunerada de 180 dias a um funcionário que se tornou pai ao adotar, com o companheiro, um bebê de cinco meses.

A habilitação para a adoção começou em 2015, antes de a criança nascer.

Os parceiros, juntos há dez anos, receberam na semana passada a guarda provisória da criança.


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

A máquina de poder que destroça o Brasil

* Das 714 mil pessoas e empresas ligadas a crimes financeiros e delitos antecedentes à lavagem de dinheiro no Brasil, 281 mil ocuparam cargos políticos (eleitos ou nomeados) ou são sócios e parentes delas * Pelo andar da carruagem, o Aécio vai ser preso antes do Lula... * Um vídeo de “Sexo Selvagem”, por engano, como se fosse “Procurando Nemo”.

PT condenado a indenizar trabalhador gaúcho que foi contratado para três dias de trabalho

•  Ele era menor na época dos fatos (2006), executava trabalho noturno para o partido e levou um tiro na cabeça, durante escaramuça política.

• Tartaruga jurídica vai completar 19 anos no Foro de Porto Alegre.

•  A desilusão de cidadãos de bem com o grave momento: “Agora só falta a primeira dama ser traveco”.

•  Sentença obriga GBOEx a assumir encargos de um seguro da liquidada Seguradora Confiança.

98% dos processos trabalhistas de todo o planeta estão no Brasil

•  Ministro Luís Roberto Barroso (STF) também classifica a Previdência brasileira como responsável por perversa transferência de renda: "Os 32 milhões de aposentados da iniciativa privada custam o mesmo que 1 milhão de aposentados do poder público”.

•  Um em cada dez brasileiros perderam amigos, nos últimos 12 meses: divergências durante contatos pelas mídias sociais.

• Mulheres experientes: homens jovens estão preferindo parceiras de mais idade.

•  A exitosa estatística de Sérgio Moro: 94% de decisões e sentenças confirmadas.

STJ nega habeas corpus a dois bois ameaçados de morte

•  Caso envolve os semoventes de nomes Spas e Lhuba, que estavam sendo perseguidos na Farra do Boi, em Biguaçu (SC).

Sancionada a lei que cria o documento único para brasileiros – o DIN.

•  “Revelação divina”: condenação financeira por fofoca em igreja sobre adultério de uma fiel.

•  Governo Temer: o que tem coragem...

Ganha música no “Fantástico” quem adivinhar quem são os Senhores Hábeas no STF...

• Sérgio Moro indefere pedido de Lula: a assessoria do ex-presidente queria colocar câmeras exclusivas para gravar o depoimento.

• Uma ação por suposta infração ética de duas advogadas: numa contestação, elas fizeram críticas pessoais ao falecido pai do autor da ação.

 Falso tribunal com “juiz arbitral”, “escrivão” e “oficiais de justiça” que cobravam dívidas mediante ameaças e coação.

Assistência jurídica gratuita só para quem ganha menos de R$ 2 mil

O Conselho Superior da Defensoria Pública da União define novo critério de hipossuficiência.

•  A correção monetária dos depósitos judiciais deve incluir os expurgos inflacionários.

•  TST condena empresa de valores por negar a empregado o “direito de desconexão do trabalho”.

•  Vida, morte e ressurreição de um peixe bagre: um processo que chegou até o STJ.