Ir para o conteúdo principal

Terça-feira, 23 de Maio de 2017

Definidas as duas chapas para as eleições do TJRS



O Espaço Vital acertou ao antecipar, há duas semanas, que haveria oposição nas eleições presidenciais do TJRS. Dissipou-se a dúvida de quem titulará a chapa oposicionista: será a desembargadora Liselena Robles Ribeiro. Para as três vice-presidências, pela ordem, Marco Aurélio Heinz, Manuel Martinez Lucas e Isabel Dias Almeida.

Um detalhe que sinaliza divergência interna no presente comando da corte: o atual 3º vice-presidente do tribunal, Paulo Roberto Lessa Franz, será o candidato de oposição para a Corregedoria-Geral da Justiça.

A chapa de situação será exatamente a que foi aqui antecipada no dia 7 de abril: o atual 1º vice Carlos Eduardo Zietlow Duro será candidato à presidência. Seus companheiros de chapa: Maria Isabel Azevedo Souza (1ª vice), Almir Porto da Rocha Filho (2º.) Túlio Martins (3º) e Denise Oliveira Cezar (corregedora-geral).

Um detalhe: as duas desembargadoras de nome Isabel – que concorrem em chapas opostas – são oriundas do Ministério Público; chegaram ao tribunal ocupando vagas destinadas ao quinto constitucional. A eleição será em dezembro próximo; a posse na primeira semana de fevereiro de 2018.


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Mantida abertura de processo disciplinar contra desembargadora

O caso envolve liberação indevida de parcelas do Fundo de Participação dos Municípios retidas pelo INSS. A magistrada foi favorecida por liminar concedida em dezembro de 2010 por Gilmar Mendes. Agora, seis anos e meio depois, o próprio ministro revogou sua decisão anterior.

Celso de Mello começa a sair do STF

Ele tem um visível problema no quadril, com o desgaste do osso do fêmur, que o obriga a andar de bengala, se a distância é curta; ou de cadeira de rodas, se é maior.

Tribunal afasta juiz federal acusado de fraude

Ele é acusado da conduta prevista no artigo 343 do Código Penal (“dar, oferecer ou prometer dinheiro ou qualquer outra vantagem a testemunha, perito, contador, tradutor ou intérprete, para fazer afirmação falsa, negar ou calar a verdade em depoimento, perícia, cálculos, tradução ou interpretação”).