Ir para o conteúdo principal

Terça-feira, 23 de Maio de 2017

Fixação de nova sucumbência em ação de execução de honorários advocatícios



Provendo recurso especial oriundo do Rio Grande do Sul, o ministro Napoleão Nunes Maia Filho, do STJ, monocraticamente, proveu recurso especial que sustentou o direito de um advogado de receber novos honorários sucumbenciais, ao executar um crédito advocatício não pago pela parte devedora (INSS). O caso é oriundo do TRF da 4ª Região.

Conforme o julgado superior, “o caso dos autos não se amolda a nenhuma das exceções, pois o impulso da execução contra a Fazenda Pública partiu da parte credora, requerendo o pagamento de valor atinente à fase cognitiva, cujo valor enquadra-se na especial sistemática de RPV, sem renúncia”.

O julgado invoca decisão do STF (RE nº 420.816/PR), garantindo ao recorrente o direito de ver fixada nova verba honorária, hipótese que não caracteriza ´bis in idem´, porquanto referente a fase diversa (execução).

O julgamento explicitou que “o bis in idem somente ocorreria se a pretensão se voltasse na exigência de fixar nova verba honorária sobre honorários estabelecidos na fase de execução/cumprimento de sentença, porquanto indevida quando referente à mesma fase processual, evitando-se, assim, que o exequente utilize-se de diversas execuções para promover ganho sucumbencial em cascata”. (REsp nº 1420025).

Leia a íntegra do julgado do STJ


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Charge de Gerson Kauer

As queixas dos advogados gaúchos

 

As queixas dos advogados gaúchos

Dados de uma enquete realizada pela OAB-RS com 50 mil profissionais e levantamento realizado pelo Espaço Vital, que colheu 2.131 respostas, revelam que 65% dos profissionais da advocacia não conseguem acesso pessoal com magistrados. E o mesmo percentual de advogados reclama contra a demora na expedição de alvarás.

Mais três dias para dizer quais são as melhores varas

E as piores também! O Espaço Vital está ouvindo a opinião de advogados e estagiários. Formulários eletrônicos para avaliar Varas Estaduais, Federais e do Trabalho podem ser enviados até quinta-feira (11), às 12h.