Ir para o conteúdo principal

Terça-Feira, 21 de Novembro de 2017

Morte de advogado por afogamento no rio Guaíba



O corpo encontrado submerso no rio Guaíba, em Porto Alegre, foi identificado pelo Corpo de Bombeiros como sendo do advogado Sebastião Maurique (OAB-RS nº 16.526), 67 de idade, associado do Clube dos Jangadeiros. Sebastião era irmão do desembargador do TRF da 4ª Região, Jorge Maurique.

Sebastião era viúvo desde 2014 de Clarice Maurique e pai da procuradora do município de Gravataí, Carolina, e do médico e professor em Florianópolis, João Guilherme. O advogado morava sozinho na Vila Conceição, zona sul de Porto Alegre. Tinha escritório na Vila Assunção.

Dono de um veleiro, tinha participado de um tradicional jantar no clube, no bairro Tristeza, última quarta-feira (26). Na ocasião informou a amigos e familiares que dormiria na sua embarcação, hábito comum entre os proprietários. Na quinta-feira (27), a ausência dele em compromissos profissionais e o veículo estacionado no clube chamaram a atenção e desencadearam as buscas.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e encontrou o corpo do advogado sob a embarcação, que estava amarrada a um trapiche flutuante. A desconfiança da direção do clube é de que Maurique tenha se desequilibrado ao subir do barco, caído na água e se afogado.

O caso é tratado pelo Jangadeiros como uma “fatalidade que causa profunda tristeza”.


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Aposentadoria generosa até para corruptos

Pagamento sistemático de aposentadoria de até R$ 23.344,70 por mês para nove deputados cassados. O próximo a engrossar a lista será o notório José Dirceu. A área técnica da Câmara já reconheceu que o ex-chefe da Casa Civil de Lula tem direito à aposentadoria de R$ 9.646,57 mensais.

Foto: The Intercept

Desembargadora-ministra pede para acumular salário de R$ 61 mil

 

Desembargadora-ministra pede para acumular salário de R$ 61 mil

A baiana Luislinda Valois (PSDB), titular do Ministério dos Direitos Humanos reclama contra a “escravidão” em carta ao governo. E diz que “o trabalho executado sem a correspondente contrapartida se assemelha a trabalho escravo”. Explica querer ganhar R$ 61 mil mensais para “poder comer, beber, calçar, maquiar-se, etc.”
 

MPF isenta brasileiros de responsabilidade no acidente da Chapecoense

Inquérito encerrado ontem (26) apontou a falta de combustível como a causa da queda do avião, além de não haver evidências sobre a participação de brasileiros na tragédia. E a Justiça estadual de SC suspendeu a estreia do filme “O Milagre de Chapecó”, que está sendo finalizado por uma empresa uruguaia.