Ir para o conteúdo principal

Sexta-feira, 23 de Junho de 2017

Publicitário condenado a 27 anos no mensalão obtém o regime aberto



O ministro Luís Roberto Barroso, do STF, autorizou que o publicitário Ramon Hollerbach, condenado a 27 anos de reclusão na ação penal do mensalão vá para o regime semiaberto.

A defesa de Hollerbach sustentou que ele já preencheu os requisitos previstos na lei de execução penal e alegou que ele não tem condições financeiras para arcar com a multa aplicada.

O ministro Barroso acolheu o parecer do Ministério Público Federal e deferiu a progressão para o regime semiaberto, desde que observadas as condições a serem impostas pelo juiz de Nova Lima (MG). Mas afirmou que na eventual progressão para o regime aberto, a questão do inadimplemento da multa voltará a ser analisada.


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Uma morte, três anos de internação

O adolescente (17 de idade) confesso de matar a tiros o juiz do Trabalho Cláudio Roberto Ost cumprirá medida socioeducativa de internação.

STF mantém condenação de advogado por extorsão

Ele e o dono de uma emissora de rádio foram flagrados recebendo dinheiro para não divulgar matéria sobre o envolvimento de vigilantes de uma empresa no assassinato de um estudante. Pena pela extorsão é de 13 anos e 4 meses.

Prisão de advogado gaúcho condenado por corrupção passiva

Ele já sofrera quatro condenações anteriores, sendo agora recolhido ao presídio.  O caso que, agora, resultou em execução provisória da pena envolve a cobrança de honorários advocatícios quando o acusado exercia as funções de defensor dativo.