Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira , 25 de maio de 2018.
http://espacovital.com.br/images/mab_123_13.jpg

Deputado Tiririca pagará indenização por uso desautorizado da música “O Portão



Camera Press

Imagem da Matéria

 Quem ri por último...

O deputado federal Francisco Everardo Oliveira Silva (o Tiririca) e seu partido (o PR-SP), terão que, por decisão do TJ de São Paulo, pagar indenização à EMI Songs do Brasil Edições Musicais, por terem parodiado, em 2014, a música “O Portão”, de Roberto e Erasmo Carlos. Em primeira instância, ele e o partido já haviam sido condenados.

A gravadora é detentora, por cessão, dos direitos autorais da música.

Na campanha pela reeleição, vestido como o rei RC, Tiririca - sentado à mesa, diante de um pedação de carne (referência ao comercial que o cantor fazia à época para a Friboi) - dizia “que bifões, bicho!”.

A indenização será apurada em liquidação de sentença. (Proc. nº 1092453-03.2014.8.26.0100).

Para assistir a propaganda eleitoral, clique aqui.

 

 Help!

Manchete do jornal popular carioca Meia Hora: “Jhon Lenon sequestra ônibus e passageiros gritam HELP”.

Na capa, a foto do assaltante sendo preso.

Internamente mais detalhes: “malandro batizado com o nome do ex-beatle estava na condicional desde 2015”.

Detalhe: na certidão de nascimento a grafia é Jhon – bem como se leu acima.

 Deputado reclamante

Após pedir demissão como funcionário de carreira do Banco do Brasil – do qual passou licenciado a maior parte do tempo para se dedicar à política – o deputado federal Pompeo de Mattos (PDT-RS), aos 58 de idade, engrossa, agora, o rol de reclamantes que batem às portas da Justiça do Trabalho do RS.

Ele está pedindo que o BB pague diversas parcelas, entre as quais horas extras e reparação por dano moral. A contestação do banco sustenta, entre outras coisas, que o deputado reclamante é litigante de má fé.

A juíza Rita Volpato Bischoff, da 21ª Vara do Trabalho de Porto Alegre, designou audiência para ouvir o deputado, o preposto do banco e as testemunhas. Será no dia 6 de dezembro, a partir das 10h30h.

A pauta é longa e o deputado terá que esperar a habitual fila forense.(Proc. nº 0020592-10.2016.5.04.0021)

 Cobrança de autos

A propósito da publicação, aqui, na sexta-feira (28), sobre suposta cobrança de autos eletrônicos na 2ª Vara Cível de Torres (RS), o escrivão Nei Luiz da Rocha Pinheiro esclarece que “o processo nº 072/1.12.0002821-5 não é eletrônico, sendo físico”. E complementa que “os processos das Varas Cíveis do RS são todos físicos, à exceção de algumas comarcas que possuem procedimentos eletrônicos em executivos fiscais”.

A referência a que o mencionado processo em fase de cobrança de autos seria eletrônico constou, por equívoco da OAB-RS, na respectiva nota de expediente que a entidade distribuiu aos advogados.


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

“É mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um corrupto serial rico ser mantido preso por alguns ministros do STF”

 Flechadas verbais de Luís Roberto Barroso a colegas do Supremo, durante o Fórum Transparência e Competitividade, organizado pela Federação das Indústrias do Paraná.

• Gilmar Mendes fica ministro até 30 de dezembro de 2030 ?

 Sistema semipresidencialista a partir de 2023 no Brasil.

• STJ anuncia nova súmula sobre seguros.

OAB-RS exclui mais dois advogados

 Estão defenestrados do exercício profissional 32 homens e 17 mulheres. Sociólogos talvez possam explicar porque os profissionais do gênero masculino são os mais punidos.

 Indulto para Lula, se Ciro Gomes for eleito presidente?

 Maior jornal de Londres elogia Sérgio Moro como “o homem que encerrou cinco séculos de impunidade no Brasil”.

OAB-RS suspende advogado por 180 dias

Ex-dono do Grupo Educacional Facinepe, Faustino da Rosa Júnior (OAB-RS nº 65.305) tem seu nome envolvido em irregularidades na oferta de cursos de pós-graduação. Ele (E) chegou a distribuir títulos de “Doutor Honoris Causas” a pessoas famosas como Silvio Santos

Jeitinho brasileiro para agradar magistrados e promotores

•  O auxílio-moradia – sem lei, mas com acordo a ser homologado no STF – vai ficar valendo para sempre. Fora do teto constitucional e sem pagar imposto de renda. Saiba como!

•  A Advocacia-Geral da União teria mudado de opinião. “Rádio-corredor” do CF-OAB diz que é a “moda Gilmar”.

• Suzana Richtofen matou os pais em 2002. Mesmo sem ter filhos, vai curtir uma “saidinha” pelo Dia das Mães, durante seis dias...

•  Juíza acolhe reclamação de advogado porto-alegrense: “o promotor tá loco”.

“Quem Ensinou Fui Eu”: cantoras mato-grossenses para descontrair evento nacional da magistratura

•  O encontro jurídico tem patrocínio de empresas e de associação que congrega 13 mil cartórios. Políticos também estarão presentes.

•  A ação penal decana – contra senador - que está no Supremo desde 1998.

•  A advertência de Roberto Barroso sobre o sistema penal brasileiro: “Ele é feito para recolher um menino pobre e não consegue prender essas pessoas que desviam por corrupção”.