Ir para o conteúdo principal

Terça -feira, 15 Agosto de 2017
http://espacovital.com.br/images/mab_123_12.jpg

Deputado Tiririca pagará indenização por uso desautorizado da música “O Portão



Camera Press

Imagem da Matéria

 Quem ri por último...

O deputado federal Francisco Everardo Oliveira Silva (o Tiririca) e seu partido (o PR-SP), terão que, por decisão do TJ de São Paulo, pagar indenização à EMI Songs do Brasil Edições Musicais, por terem parodiado, em 2014, a música “O Portão”, de Roberto e Erasmo Carlos. Em primeira instância, ele e o partido já haviam sido condenados.

A gravadora é detentora, por cessão, dos direitos autorais da música.

Na campanha pela reeleição, vestido como o rei RC, Tiririca - sentado à mesa, diante de um pedação de carne (referência ao comercial que o cantor fazia à época para a Friboi) - dizia “que bifões, bicho!”.

A indenização será apurada em liquidação de sentença. (Proc. nº 1092453-03.2014.8.26.0100).

Para assistir a propaganda eleitoral, clique aqui.

 

 Help!

Manchete do jornal popular carioca Meia Hora: “Jhon Lenon sequestra ônibus e passageiros gritam HELP”.

Na capa, a foto do assaltante sendo preso.

Internamente mais detalhes: “malandro batizado com o nome do ex-beatle estava na condicional desde 2015”.

Detalhe: na certidão de nascimento a grafia é Jhon – bem como se leu acima.

 Deputado reclamante

Após pedir demissão como funcionário de carreira do Banco do Brasil – do qual passou licenciado a maior parte do tempo para se dedicar à política – o deputado federal Pompeo de Mattos (PDT-RS), aos 58 de idade, engrossa, agora, o rol de reclamantes que batem às portas da Justiça do Trabalho do RS.

Ele está pedindo que o BB pague diversas parcelas, entre as quais horas extras e reparação por dano moral. A contestação do banco sustenta, entre outras coisas, que o deputado reclamante é litigante de má fé.

A juíza Rita Volpato Bischoff, da 21ª Vara do Trabalho de Porto Alegre, designou audiência para ouvir o deputado, o preposto do banco e as testemunhas. Será no dia 6 de dezembro, a partir das 10h30h.

A pauta é longa e o deputado terá que esperar a habitual fila forense.(Proc. nº 0020592-10.2016.5.04.0021)

 Cobrança de autos

A propósito da publicação, aqui, na sexta-feira (28), sobre suposta cobrança de autos eletrônicos na 2ª Vara Cível de Torres (RS), o escrivão Nei Luiz da Rocha Pinheiro esclarece que “o processo nº 072/1.12.0002821-5 não é eletrônico, sendo físico”. E complementa que “os processos das Varas Cíveis do RS são todos físicos, à exceção de algumas comarcas que possuem procedimentos eletrônicos em executivos fiscais”.

A referência a que o mencionado processo em fase de cobrança de autos seria eletrônico constou, por equívoco da OAB-RS, na respectiva nota de expediente que a entidade distribuiu aos advogados.


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Por que o governo não conversa com Luiz Fux?

• Temendo rebeliões, Temer desistiu de acabar com o auxílio-reclusão.  O corte era desejo da equipe econômica: geraria economia de R$ 600 milhões em 2018.

• Enquanto isso, desde 15 de setembro de 2014, o “auxílio-moradia” sangra as contas da União em R$ 437 milhões anuais. E os Estados gastam R$ 2 bilhões e 970 milhões para cobrir o mesmo penduricalho.

• Exame de Ordem: 136 mil inscritos, só 32 mil aprovados (23,6%).

• Lá vem o golpe! Cidadãos brasileiros, preparemo-nos, cada um de nós, para doar R$ 17 aos políticos deste país.

Publicidade das Lojas Marisa não ofendeu a memória de Marisa Letícia

 O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) arquiva 18 queixas de cidadãos e cidadãs brasileiras contra a rede de lojas.

• STF declara inconstitucional artigo da Constituição Estadual do RS.

 Uma ação da PREVI contra a Construtora Odebrecht: causa de R$ 242 milhões.

• Cobrança de quota condominial contra Eduardo Cunha: o “bunker” inativo do ex-deputado.

Presidente do TRF-4 elogia sentença que condenou Lula a nove anos de prisão

 Segundo o dirigente da corte, o julgado vai entrar para a História do Brasil.

 Opinião de quatro operadores jurídicos gaúchos sobre o julgado proferido por Sérgio Moro. Relembrem o

teor dos artigos 155 e 239 do Código de Processo Penal.

 Os cartazes nas ruas, com rostos de criminosos, ofereciam recompensas. Agora, pedem votos.

 Delação vai detalhar a venda de sentenças e acórdão.

Os riscos de as crianças usarem roupas de sereia

• O Inmetro vai alertar pais e mães sobre cuidados especiais para meninas que querem imitar a personagem Ritinha – vivida por Ísis Valverde - na novela “A Força do Querer”.

• Trocadilho em frase publicitária que oferece, no Brasil, chances de investimentos nos EUA: “Não precisa temer; a gente ajuda você a sair do País”.

• Condenação do senador Romário: R$ 50 mil para o presidente da CBF.

• A elogiável sensibilidade das mulheres brasileiras.

Senado e Câmara Federal custam R$ 1,16 milhão por hora aos cidadãos brasileiros

O espantoso dispêndio que se repete 365 dias ao ano também inclui os salários. Todos os gastos com a nossa representação política tem um custo anual de R$ 1 bilhão e 16 milhões.

Uma competição brasiliense entre cinco cães muito espertos: o Escalímetro, o Cash Flow, o Óxido, o Megabyte e o Deputado. Adivinhem quem ganhou, inclusive afrontando um delegado e um juiz...

Multa inconstitucional de 10% sobre o FGTS

  Se Lula for condenado e obtiver a prisão domiciliar, onde será o cumprimento da pena?

  STF vai julgar em agosto ação que tramita há mais de 25 anos.

  Formada a lista tríplice para a escolha de novo desembargador federal do TRF-4.