Ir para o conteúdo principal

Terça-Feira, 17 Outubro de 2017
http://espacovital.com.br/images/mab_123_12.jpg

Deputado Tiririca pagará indenização por uso desautorizado da música “O Portão



Camera Press

Imagem da Matéria

 Quem ri por último...

O deputado federal Francisco Everardo Oliveira Silva (o Tiririca) e seu partido (o PR-SP), terão que, por decisão do TJ de São Paulo, pagar indenização à EMI Songs do Brasil Edições Musicais, por terem parodiado, em 2014, a música “O Portão”, de Roberto e Erasmo Carlos. Em primeira instância, ele e o partido já haviam sido condenados.

A gravadora é detentora, por cessão, dos direitos autorais da música.

Na campanha pela reeleição, vestido como o rei RC, Tiririca - sentado à mesa, diante de um pedação de carne (referência ao comercial que o cantor fazia à época para a Friboi) - dizia “que bifões, bicho!”.

A indenização será apurada em liquidação de sentença. (Proc. nº 1092453-03.2014.8.26.0100).

Para assistir a propaganda eleitoral, clique aqui.

 

 Help!

Manchete do jornal popular carioca Meia Hora: “Jhon Lenon sequestra ônibus e passageiros gritam HELP”.

Na capa, a foto do assaltante sendo preso.

Internamente mais detalhes: “malandro batizado com o nome do ex-beatle estava na condicional desde 2015”.

Detalhe: na certidão de nascimento a grafia é Jhon – bem como se leu acima.

 Deputado reclamante

Após pedir demissão como funcionário de carreira do Banco do Brasil – do qual passou licenciado a maior parte do tempo para se dedicar à política – o deputado federal Pompeo de Mattos (PDT-RS), aos 58 de idade, engrossa, agora, o rol de reclamantes que batem às portas da Justiça do Trabalho do RS.

Ele está pedindo que o BB pague diversas parcelas, entre as quais horas extras e reparação por dano moral. A contestação do banco sustenta, entre outras coisas, que o deputado reclamante é litigante de má fé.

A juíza Rita Volpato Bischoff, da 21ª Vara do Trabalho de Porto Alegre, designou audiência para ouvir o deputado, o preposto do banco e as testemunhas. Será no dia 6 de dezembro, a partir das 10h30h.

A pauta é longa e o deputado terá que esperar a habitual fila forense.(Proc. nº 0020592-10.2016.5.04.0021)

 Cobrança de autos

A propósito da publicação, aqui, na sexta-feira (28), sobre suposta cobrança de autos eletrônicos na 2ª Vara Cível de Torres (RS), o escrivão Nei Luiz da Rocha Pinheiro esclarece que “o processo nº 072/1.12.0002821-5 não é eletrônico, sendo físico”. E complementa que “os processos das Varas Cíveis do RS são todos físicos, à exceção de algumas comarcas que possuem procedimentos eletrônicos em executivos fiscais”.

A referência a que o mencionado processo em fase de cobrança de autos seria eletrônico constou, por equívoco da OAB-RS, na respectiva nota de expediente que a entidade distribuiu aos advogados.


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

O voo “direto” Rio/Orlando que demorou 14 horas e meia

• Os imprevistos quase insuportáveis impostos aos passageiros da Latam, que fariam um voo sem escalas de 8 horas e 15 minutos.
• STJ julgará pela primeira vez se guarda de cão (disputado por ex-cônjuges) pode ser resolvida como “regulamentação de visitas”.
• Supremo decidirá se cigarros com sabor devem ser proibidos.
• Em 16 anos, aumenta oito vezes, no Brasil, o número de mulheres presas.

Um caos jurídico para os leigos

• Voto-desempate de Cármen Lúcia coloca o destino de Aécio Neves no colo do Senado.
• A presidente do STF amarelou.
• Uma nova proteção para que parlamentares continuem cometendo crimes.
• Decisão do STJ: repasse dos custos administrativos da instituição financeira com as ligações telefônicas dirigidas a consumidores inadimplentes não configura abuso.
• Pagamento de débito tributário, mesmo após o trânsito em julgado da sentença condenatória, é causa de extinção da punibilidade.

Inseparáveis, duas irmãs anunciam que vão compartilhar o mesmo marido

• A busca, no blog de Adel e Alina, 22 de idade, por um “marido estupidamente rico e de mente aberta”.
• Financeira condenada por abuso contra idosa analfabeta.
• A “amada amante” presa com 200 mil euros na calcinha.
• Bancos abrem nova frente de lerdeza, agora no STF, para tentar melar, Brasil afora, o pagamento de indenizações aos poupadores.

Como seria um ´smartphone´ de R$ 12,3 mil?

• Tribunal cancela pregão de R$ 758 mil para comprar 60 aparelhos telefônicos para desembargadores e assessores. Corte “agradece as críticas construtivas enviadas à instituição”.
• As 16 barras de ouro guardadas por Nuzman, na Suíça, superam os recordes olímpicos do nadador Michael Phelps.
• E uma demissão por justa causa por causa de...um iogurte (Sem ouro, nem prata).

Desembargadores conectados por meio dos celulares mais caros do mercado

• Novo penduricalho fará mimo para 52 magistrados e oito assessores do TJ de Pernambuco, a um custo de R$ 758 mil – pago pelo Estado, é claro...
• Ação penal que pretende levar Paulo Maluf à cadeia já tem 25 anos.
• Lava Jato já condenou 107 criminosos em Curitiba. No STF, nenhum.
• Viagens internacionais pagas pela Câmara Federal a 274 deputados. Tem até um encontro com diretores da Disney...