Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018.

O que as Varas do RS têm de ótimo, bom, regular...ou nada disso?



Google Imagens

Imagem da Matéria

O Espaço Vital realiza desde quarta-feira passada (02) até as 12h da próxima quinta-feira (11) uma enquete com seus leitores que sejam advogados e estagiários de Direito. O objetivo é saber quais as melhores (e as piores também) varas estaduais, federais e do trabalho.

É solicitado a cada participante da enquete que, após externar sua escolha, redija uma justificativa sucinta, a ser apresentada em até 500 caracteres. A tabulação será revelada na edição do dia 12 de maio (sexta-feira).

Detalhes importantes:

1. O advogado ou estagiário deve informar sua inscrição profissional na OAB-RS. (Naturalmente, só pode participar quem estiver regularmente inscrito na entidade).

2. Os formulários de “melhor” e “pior” devem ser enviados, cada um, apenas uma vez. A tentativa ou a efetiva remessa múltipla originada do mesmo IP, ou com a mesma identificação, causará a anulação do primeiro e/ou demais formulários remetidos.

3. O Espaço Vital assume o compromisso de não revelar dados pessoais/profissionais

Para participar, clique aqui


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Gilmar Mendes agora em rota de choque contra a OAB

O ministro criticou a postura da Ordem como autora de uma ação que trata de calote oficial no Estado de Rondônia. O presidente Claudio Lamachia respondeu: “Já passou o tempo em que um cargo conferia a seu ocupante o poder de impor sua vontade aos demais cidadãos”.

Advogado deve pagar por serviços de “agenciador de clientes”

O TJRS condenou o notório Mauricio Dal Agnol ao pagamento de R$ 10 mil a um colaborador que conseguiu sete causas. Acórdão registra que “vedar o direito do autor à percepção dos valores devidos em virtude de serviços prestados é beneficiar o réu por sua própria torpeza”.

R$ 1,2 bilhão de honorários advocatícios

No acordo para indenizar cidadãos prejudicados pelas manipulações financeiras dos planos econômicos, bancos e poupadores concordaram com a cifra, para concluir a transação.