Ir para o conteúdo principal

Terça-Feira, 17 Outubro de 2017
http://espacovital.com.br/images/mab_123_12.jpg

Ganha música no “Fantástico” quem adivinhar quem são os Senhores Hábeas no STF...



CHARGISTA DUKE - http://dukechargista.com.br/

Imagem da Matéria

 

 Os Senhores Hábeas!

Brincadeirinha que corre na OAB de Brasília, pergunta:

- Quem são os Senhores Habeas Corpus no Supremo brasileiro?

É fácil, quase todos acertam!

Mesmo assim, quem cravar os três nomes exatos tem direito a pedir música no Fantástico...

 Sérgio Moro “soft”?

O PT pediu licença para gravar o depoimento de Lula amanhã (10), em Curitiba. Um dos objetivos era usar, em 2018, as imagens da audiência na nova campanha do ex-presidente. O requerimento foi negado.

O Partido dos Trabalhadores queria captar as eventuais explosões de Sérgio Moro, como já ocorreram em outras audiências com advogados do petista.

O arguto juiz federal teria sido aconselhado por colegas mais chegados a ser mais “soft” nas reações, ao ter que escutar um eventual festival de mentiras.

Na tomada do depoimento de Lula serão usadas duas câmeras da Justiça Federal. Uma que dará uma visão panorâmica da sala de audiências. A outra – tal como nos depoimentos de outros réus da Lava-Jato – mostrando o ex-presidente de perto.

Quase um close.

 Exageros impertinentes

A OAB do Rio de Janeiro está às voltas com uma sui generis representação ética contra duas advogadas. Numa ação de Direito de Família - em que uma das partes é um filho de Luiz Carlos Prestes - elas usaram, para enxovalhar a parte contrária, o argumento de que o pai dele havia “mandado matar Elza Fernandes”.

A petição judicial reportou-se a um episódio meio obscuro da nossa História. Em 1936, Luiz Carlos Prestes (nascido em 1898 e falecido em 1990) teria ordenado a morte de Elza, então com 16 anos, suspeita de “entregar” à polícia alguns colegas.

 Tribunal falso

Nesta terça (9), a 4ª Turma do STJ julga recurso em uma ação cível contra pessoas que atuavam como árbitros em um “tribunal” criado pelo grupo na cidade de Capivari (SP). A falsa corte – integrada inclusive por um advogado - usava logotipo da Justiça e funcionava como juizado de pequenas causas. Havia pessoas que ostentavam o título de “juiz arbitral”, “escrivão” e “oficiais de justiça”.

Segundo a assessoria de imprensa do STJ “eles são acusados de cobrar dívidas mediante ameaças, coação e constrangimento de consumidores com pouco conhecimento jurídico, usurpando o exercício de função pública” (AREsp nº 1012031).


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

O voo “direto” Rio/Orlando que demorou 14 horas e meia

• Os imprevistos quase insuportáveis impostos aos passageiros da Latam, que fariam um voo sem escalas de 8 horas e 15 minutos.
• STJ julgará pela primeira vez se guarda de cão (disputado por ex-cônjuges) pode ser resolvida como “regulamentação de visitas”.
• Supremo decidirá se cigarros com sabor devem ser proibidos.
• Em 16 anos, aumenta oito vezes, no Brasil, o número de mulheres presas.

Um caos jurídico para os leigos

• Voto-desempate de Cármen Lúcia coloca o destino de Aécio Neves no colo do Senado.
• A presidente do STF amarelou.
• Uma nova proteção para que parlamentares continuem cometendo crimes.
• Decisão do STJ: repasse dos custos administrativos da instituição financeira com as ligações telefônicas dirigidas a consumidores inadimplentes não configura abuso.
• Pagamento de débito tributário, mesmo após o trânsito em julgado da sentença condenatória, é causa de extinção da punibilidade.

Inseparáveis, duas irmãs anunciam que vão compartilhar o mesmo marido

• A busca, no blog de Adel e Alina, 22 de idade, por um “marido estupidamente rico e de mente aberta”.
• Financeira condenada por abuso contra idosa analfabeta.
• A “amada amante” presa com 200 mil euros na calcinha.
• Bancos abrem nova frente de lerdeza, agora no STF, para tentar melar, Brasil afora, o pagamento de indenizações aos poupadores.

Como seria um ´smartphone´ de R$ 12,3 mil?

• Tribunal cancela pregão de R$ 758 mil para comprar 60 aparelhos telefônicos para desembargadores e assessores. Corte “agradece as críticas construtivas enviadas à instituição”.
• As 16 barras de ouro guardadas por Nuzman, na Suíça, superam os recordes olímpicos do nadador Michael Phelps.
• E uma demissão por justa causa por causa de...um iogurte (Sem ouro, nem prata).

Desembargadores conectados por meio dos celulares mais caros do mercado

• Novo penduricalho fará mimo para 52 magistrados e oito assessores do TJ de Pernambuco, a um custo de R$ 758 mil – pago pelo Estado, é claro...
• Ação penal que pretende levar Paulo Maluf à cadeia já tem 25 anos.
• Lava Jato já condenou 107 criminosos em Curitiba. No STF, nenhum.
• Viagens internacionais pagas pela Câmara Federal a 274 deputados. Tem até um encontro com diretores da Disney...