Ir para o conteúdo principal

Sexta-feira, 19 de Maio de 2017
http://espacovital.com.br/images/mab_123_12.jpg

Ganha música no “Fantástico” quem adivinhar quem são os Senhores Hábeas no STF...



CHARGISTA DUKE - http://dukechargista.com.br/

Imagem da Matéria

 

 Os Senhores Hábeas!

Brincadeirinha que corre na OAB de Brasília, pergunta:

- Quem são os Senhores Habeas Corpus no Supremo brasileiro?

É fácil, quase todos acertam!

Mesmo assim, quem cravar os três nomes exatos tem direito a pedir música no Fantástico...

 Sérgio Moro “soft”?

O PT pediu licença para gravar o depoimento de Lula amanhã (10), em Curitiba. Um dos objetivos era usar, em 2018, as imagens da audiência na nova campanha do ex-presidente. O requerimento foi negado.

O Partido dos Trabalhadores queria captar as eventuais explosões de Sérgio Moro, como já ocorreram em outras audiências com advogados do petista.

O arguto juiz federal teria sido aconselhado por colegas mais chegados a ser mais “soft” nas reações, ao ter que escutar um eventual festival de mentiras.

Na tomada do depoimento de Lula serão usadas duas câmeras da Justiça Federal. Uma que dará uma visão panorâmica da sala de audiências. A outra – tal como nos depoimentos de outros réus da Lava-Jato – mostrando o ex-presidente de perto.

Quase um close.

 Exageros impertinentes

A OAB do Rio de Janeiro está às voltas com uma sui generis representação ética contra duas advogadas. Numa ação de Direito de Família - em que uma das partes é um filho de Luiz Carlos Prestes - elas usaram, para enxovalhar a parte contrária, o argumento de que o pai dele havia “mandado matar Elza Fernandes”.

A petição judicial reportou-se a um episódio meio obscuro da nossa História. Em 1936, Luiz Carlos Prestes (nascido em 1898 e falecido em 1990) teria ordenado a morte de Elza, então com 16 anos, suspeita de “entregar” à polícia alguns colegas.

 Tribunal falso

Nesta terça (9), a 4ª Turma do STJ julga recurso em uma ação cível contra pessoas que atuavam como árbitros em um “tribunal” criado pelo grupo na cidade de Capivari (SP). A falsa corte – integrada inclusive por um advogado - usava logotipo da Justiça e funcionava como juizado de pequenas causas. Havia pessoas que ostentavam o título de “juiz arbitral”, “escrivão” e “oficiais de justiça”.

Segundo a assessoria de imprensa do STJ “eles são acusados de cobrar dívidas mediante ameaças, coação e constrangimento de consumidores com pouco conhecimento jurídico, usurpando o exercício de função pública” (AREsp nº 1012031).


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

PT condenado a indenizar trabalhador gaúcho que foi contratado para três dias de trabalho

•  Ele era menor na época dos fatos (2006), executava trabalho noturno para o partido e levou um tiro na cabeça, durante escaramuça política.

• Tartaruga jurídica vai completar 19 anos no Foro de Porto Alegre.

•  A desilusão de cidadãos de bem com o grave momento: “Agora só falta a primeira dama ser traveco”.

•  Sentença obriga GBOEx a assumir encargos de um seguro da liquidada Seguradora Confiança.

98% dos processos trabalhistas de todo o planeta estão no Brasil

•  Ministro Luís Roberto Barroso (STF) também classifica a Previdência brasileira como responsável por perversa transferência de renda: "Os 32 milhões de aposentados da iniciativa privada custam o mesmo que 1 milhão de aposentados do poder público”.

•  Um em cada dez brasileiros perderam amigos, nos últimos 12 meses: divergências durante contatos pelas mídias sociais.

• Mulheres experientes: homens jovens estão preferindo parceiras de mais idade.

•  A exitosa estatística de Sérgio Moro: 94% de decisões e sentenças confirmadas.

STJ nega habeas corpus a dois bois ameaçados de morte

•  Caso envolve os semoventes de nomes Spas e Lhuba, que estavam sendo perseguidos na Farra do Boi, em Biguaçu (SC).

Sancionada a lei que cria o documento único para brasileiros – o DIN.

•  “Revelação divina”: condenação financeira por fofoca em igreja sobre adultério de uma fiel.

•  Governo Temer: o que tem coragem...

Assistência jurídica gratuita só para quem ganha menos de R$ 2 mil

O Conselho Superior da Defensoria Pública da União define novo critério de hipossuficiência.

•  A correção monetária dos depósitos judiciais deve incluir os expurgos inflacionários.

•  TST condena empresa de valores por negar a empregado o “direito de desconexão do trabalho”.

•  Vida, morte e ressurreição de um peixe bagre: um processo que chegou até o STJ.

Deputado Tiririca pagará indenização por uso desautorizado da música “O Portão

• Na campanha eleitoral para a reeleição (2014) ele também parodiou a campanha de Roberto Carlos para a Friboi: “Que bifão, bicho!”.

• Lenon sequestra ônibus e passageiros gritam HELP!

• Deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS) entra com ação trabalhista contra o Banco do Brasil.

• Escrivão esclarece sobre cobrança de autos.

Tribunal autoriza que mulher seja fecundada por esperma do tio da criança que será gestada

• Caso é brasileiro e Conselho Regional de Medicina havia desautorizado o procedimento.

 OAB vê “estelionato educacional” na criação dos cursos de “tecnólogo e técnicos em Serviços Jurídicos”.

• Coisas de um Brasil rico: proventos de R$ 152 mil e R$ 198 mil para ministros aposentados do Superior Tribunal Militar.

Sucesso da feira Sexy Fair: vibradores sem fio, comandados pelo parceiro, à distância, via Internet.