Ir para o conteúdo principal

Sexta-feira, 21 Julho de 2017

Sigilo sobre casos de corrupção quando houver riscos para “a estabilidade e a solidez do sistema financeiro



A subprocuradora-geral da República Raquel Dodge, indicada pelo presidente Michel Temer para suceder a Rodrigo Janot na Procuradoria-Geral da República, pretende criar mecanismos para garantir o sigilo das investigações da Lava Jato, evitando vazamentos que, na visão dela, prejudicam as investigações.

Raquel propõe o que chamou de “protocolo da cadeia de custódia dos documentos sigilosos”.

Este seria “um mecanismo para identificar, em uma investigação, quem pôs a mão em que documento, em determinada hora”.

Ela diz que “o objetivo é auxiliar no desvendamento de quem vazou – pois a lei determina o sigilo e ele tem que ser respeitado”.

Mais mecanismos para o sigilo

Um novo modelo de acordo de leniência está em gestação na Câmara e no Senado, diante da provável (e esperada) delação de Antonio Palocci.

Está em fase final de articulação que para reduzir o impacto no mercado financeiro, colaborações de dois grandes bancos que provavelmente serão mencionados em esquema de corrupção, só serão divulgados após a definição das penas.

O “suporte” para que o MPF, o Banco Central, e o Cade pratiquem o “nada sei, nada vi, nada ouvi” é a Medida Provisória nº 7.684.

Editada em junho, ela prevê o sigilo, nos casos em que as autoridades avaliem risco para “a estabilidade e a solidez do sistema financeiro”.


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Os gastos dos deputados federais gaúchos com refeições

O valor reembolsado é 62% superior à média. O jeitinho para faturar um pouco mais, além do salário mensal  de R$ 33.763,00. Entre as guloseimas ingeridas, uma entrada de R$ 42 e um prato principal de R$ 192 num restaurante português em Porto Alegre.

Ferran

O Brasil das mamatas

 

O Brasil das mamatas

Em périplo internacional para, alegadamente, contestar o impeachment, Dilma Rousseff gastou, do erário, no primeiro semestre de 2017, em passagens e diárias – para a sua equipe – três vezes mais do que todos os ex-presidentes juntos. Foram R$ 522.697. É conveniente saber que um decreto de 2008 autoriza isso!

Milhões de reais disponíveis

Agilizem-se, antes que a União raspe o dinheiro! Justiça Federal do RS convoca credores, e seus advogados, que deixaram de requerer o levantamento de verbas depositadas. São R$ 87,4 milhões relativos a RPVs e precatórios. 

Sentença autoriza casal a cultivar maconha para tratar a filha

Criança sofre Síndrome de Rett, que gera crises convulsivas. Simultaneamente, tramita no STF ação pedindo a declaração de inconstitucionalidade da lei que considera crime “plantar, cultivar, colher, guardar, transportar, prescrever, ministrar e adquirir ´cannabis´ mesmo para fins medicinais”.