Ir para o conteúdo principal

Terça-Feira, 21 de Novembro de 2017

Oito gremistas tentam reverter a tendência colorada do jornalismo esportivo



Gerson Kauer

Imagem da Matéria

Criado em 2012, quando teve 1.188 posts, o blog gaúcho “Corneta do RW”, ideia do engenheiro Ricardo Wortmann, alcançou, esta semana, 8,2 milhões de visualizações. O criador RW e os amigos próximos que o rodeiam chamam-se, carinhosamente, de “pavões” e constituem um grupo coeso.

Sem qualquer ligação oficial com o Grêmio, nem apoio da direção do clube, os “pavões” passam vários momentos do dia trocando informações, fustigando registros jornalísticos com parcialidade colorada e alfinetando a atuação da IVI, Imprensa Vermelha Isenta.

O blog tem, além do engenheiro-editor, sete pensadores. São cinco advogados: Carlos Alberto Bencke (desembargador aposentado do TJRS), Lenio Streck (procurador de justiça aposentado), Nestor Hein, Francisco Rosito e Rafael Korf Wagner.

São também estrategistas da “Corneta do RW” o jornalista Ilgo Wink (ex-Correio do Povo) e o administrador de empresas Frederico Hexsel, operador financeiro e que, atualmente, reside em Orlando (EUA).

O criador Wortmann explica que "o blog é gremista e foi criado para interagir, entre amigos, a corneta sobre futebol. Um dos assuntos principais é a crítica contra os ´tudólogos´ da imprensa. Na verdade foi isto que alavancou o blog. Cheguei a um ponto que tive que assumir o lado azul. É impossível esconder isto. Preferi assumir isto do que ser um jornalista enrustido clubísticamente".

Ontem (10) o blog recebeu 603 e-mails de apoio às suas últimas publicações, especialmente quanto às críticas dirigidas à Carta da Editora, publicada pelo jornal Zero Hora em sua edição de fim-de-semana, abordando a rivalidade da dupla Gre-Nal. As seis centenas de mensagens estimularam o blogueiro Wortmann a seguir avante.

Ele e os demais pensadores do “Corneta” decidiram, então, que a alfinetada formal ao colorido vermelho de veículos da RBS seria tarefa do companheiro Lenio Streck. É no texto a seguir que o jurista vaticina que “se o Inter se classificar para a série A do Brasileirão haverá uma edição extra de ZH. E, se for campeão, fará com que tentem transformar esse título em vaga à Libertadores”.

Leia a íntegra.

MARTHA GLEICH VENCIDA PELA IVI

Que o Zini Pires seja um caso perdido, disso já sabemos. Por isso foi apelidado de “Zini Glu-Glu”. A última ou mais recente glugluzada do Zini foi depois da derrota do Grêmio para o Avaí: ”Só mata-mata da Libertadores e da Copa do Brasil salva o ano do Grêmio”.

Incrível! O Inter fora do G-4 na série B; o Grêmio com boa trajetória na Libertadores (atenção – Libertadores e não série B) e na Copa do Brasil (atenção – não é série B) e o glorioso Zini investindo na IVI. Quer que a IVI o ame. Ame ou deixe-o, oh poderosa IVI – Imprensa Vermelha Isenta.

Tão poderosa é a IVI que acaba de derrotar nada menos que a Martha Gleich, editora de Zero Hora. Ela havia feito uma coluna para explicar eventuais centímetros a mais de cobertura da dupla Gre-Nal. Pois, é. Já na segunda-feira veio a resposta da IVI: a manchete da Zero Hora em relação ao jogo Inter x Criciúma nem fala das vaias e da violência pós-jogo.

Também omite o fato de o Inter estar fora do G-4.

Já sobre o Grêmio, a ZH diz que “está muito longe do líder Corinthians” e sequer cita em sua manchete que o tricolor está no G-4.

Como venho referindo, precisamos urgentemente de um observatório da imprensa esportiva do RS. Para combater a IVI, que está cada dia mais forte. O empate do Inter contra o Criciúma foi comemorado na Rádio Gaúcha como se fosse a final da Copa do Brasil, copa, aliás, que pode ser ganha pela sexta vez...pelo Grêmio. Sexta vez...

Mas o mais importante é noticiar que o Inter... Bem, deixa pra lá.

A IVI continua sendo a IVI. Se o Inter se classificar para a série A, haverá edição extra de ZH. Já se for campeão, isso fará com que tentem transformar esse título em vaga à Libertadores.

Time A na série B. Vaias. Quebra-quebra. Mas nada disso importa.

O que vale para a IVI é que o Grêmio está distante do líder do Brasileirão. Bem feito para o Grêmio. Que feio disputar três grandes campeonatos.

Bom é disputar a segundona...


Comentários

Cristiano Nygaard Becker - Advogado 12.07.17 | 16:07:25
Entendo estes gremistas. Basta ver o ano em que foi criado o grupo: 2012. Naquela época o Grêmio estava há onze anos sem ganhar um título importante, enquanto o Inter havia conquistado o título de campeão de tudo. Até o fantasma do rebaixamento era recente. Realmente quando a fase não é boa, a tendência é culpar a mídia. Mas nós, colorados, não faremos isso, sabemos que a fase é péssima e não adianta culpar os jornalistas.
Flavio Da Rosa - Aposentado 11.07.17 | 18:42:55
Perfeita a reação;  a carta da editora de ZH foi lamentável. Mais uma.
Julio Cesar De Ribeiro Lopez - Gerente De Banco Aposentado 11.07.17 | 16:51:01
Sou gremista desde que nasci, ex-dirigente e ex-conselbeiro. Meu conselho aos enrustidos: "Time grande não cai; é derrubado. Caiu passa a ser pequeno". Em briga de gente gramde, anão não entra. Vai para o circo da Beira-Lago...    
Marcelo Vilani - Advogado 11.07.17 | 10:47:25
O senso ridículo dos azulinos RBS é algo a ser estudado pela NASA!
Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Aposentadoria generosa até para corruptos

Pagamento sistemático de aposentadoria de até R$ 23.344,70 por mês para nove deputados cassados. O próximo a engrossar a lista será o notório José Dirceu. A área técnica da Câmara já reconheceu que o ex-chefe da Casa Civil de Lula tem direito à aposentadoria de R$ 9.646,57 mensais.

Foto: The Intercept

Desembargadora-ministra pede para acumular salário de R$ 61 mil

 

Desembargadora-ministra pede para acumular salário de R$ 61 mil

A baiana Luislinda Valois (PSDB), titular do Ministério dos Direitos Humanos reclama contra a “escravidão” em carta ao governo. E diz que “o trabalho executado sem a correspondente contrapartida se assemelha a trabalho escravo”. Explica querer ganhar R$ 61 mil mensais para “poder comer, beber, calçar, maquiar-se, etc.”
 

MPF isenta brasileiros de responsabilidade no acidente da Chapecoense

Inquérito encerrado ontem (26) apontou a falta de combustível como a causa da queda do avião, além de não haver evidências sobre a participação de brasileiros na tragédia. E a Justiça estadual de SC suspendeu a estreia do filme “O Milagre de Chapecó”, que está sendo finalizado por uma empresa uruguaia.