Ir para o conteúdo principal

Sexta-Feira, 22 de Dezembro de 2017
http://espacovital.com.br/images/mab_123_11.jpg

O Congresso que rouba, investiga e absolve!



Chargista Nani

Imagem da Matéria

 Tudo a ver com 2017

Millor Fernandes, admirado humorista, escritor e jornalista brasileiro, falecido em 2012 aos 88 de idade, teve – no fim-de-semana - uma pertinente frase sua pinçada do baú, pelas redes sociais.

É dele a avaliação, feita em 2011, de que “O Congresso brasileiro é, sim, eficiente; ele mesmo rouba, ele mesmo investiga, ele mesmo absolve”.

Seis anos depois de pronunciada, a frase segue atualizadíssima.

  Gancho religioso

No Facebook, o primeiro comentário posterior à evocação de Millor foi de um internauta gaúcho. Traçou um paralelo com crenças.

Escreveu que “políticos brasileiros são os maiores religiosos do mundo; em cada obra levam um terço”.

 Temer despencando

Independentemente do voto do relator, ontem na CCJ da Câmara, já há cinco Estados brasileiros onde pesquisas recentes apontam Michel Temer com índices de aprovação popular que variam entre apenas 4% e 7%.

O Palácio do Planalto conhece os números e torce para que não sejam confirmados nas próximas sondagens dos grandes institutos de opinião pública. Destes, os resultados - especialmente os negativos - tem espaço nobre no noticiário da Globo, Record e Band.

Detalhe: o Ibope já estaria em campo. Na política, ensina a História, nada é tão ruim que não possa piorar…

A propósito de crise brasileira, segundo a Receita Federal, as “declarações de saída definitiva” aumentaram 81% nos últimos três anos, na comparação com o período anterior à turbulência econômica. A classe média brasileira representa a maior parte do êxodo.

Entre 1º de janeiro de 2014 e 31 de dezembro de 2016 foram 55.402 declarações dos que “se foram” – e não pretendem voltar. E Temer ainda fala em estabilidade no Brasil...

 A simpática Chape

A propósito de Ibope, ele fez uma incursão futebolística na semana passada e constatou que a Chapecoense tem 5,8 milhões de seguidores no Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

É mais do que, somados, o Fluminense (2,7 milhões) e o Botafogo (2,5 milhões).

Segundo o levantamento, o clube do oeste catarinense desfruta de “uma profunda solidariedade brasileira – efeitos da tragédia de novembro passado”.

Todos estamos torcendo para que a simpática Chape se mantenha na Série A do Brasileirão.


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Depois de 17 anos, o nocaute de Paulo Maluf

 Entre o início da investigação (1990) sobre o desvio de recursos da obra da Avenida Roberto Marinho, em São Paulo (SP) - e a ordem de prisão expedida na última terça-feira (19) pelo Supremo - passaram-se 6.200 dias.
 Duas ações penais para atravancar (ainda mais) o STF: uma sobre virgindade; a outra sobre vagabundagem.
 PT instrui militantes sobre “maneira educada” de entupir as caixas de e-mails do TRF-4.
 Um reencontro em fevereiro: equipe do Espaço Vital entra em férias.

“Extras” garantem a 71% dos juízes ganhos habituais acima do teto

• O Estado gaúcho é o oitavo melhor pagador da magistratura, na relação de 26 Estados pesquisados.
• As benesses começaram com a Loman, assegurando uma “ajuda de custo, para moradia, nas comarcas em que não houver residência oficial para juiz, exceto nas capitais”.
• Ex-presidente do STF, Carlos Ayres Britto, diz que há uma “claraboia” nesse teto.
• Direito de pergunta: por que professores e PMs não recebem “auxílio-moradia”?

Brasileira estudante de Direito faz aborto na Colômbia

• O dilema da mãe de dois meninos – e com nova gestação avançando – enquanto a Justiça brasileira não decidia.
Rebeca Mendes Silva (foto) teve apoio da ONG Consórcio Latinoamericano contra o Aborto Inseguro.
• A próxima decisão do STF sobre a prisão, ou não, logo após a condenação de segunda instância.
• Sérgio Cabral: pastor de igreja, ou ladrão? Qual os leitores preferem?
• Procuram-se políticos honestos para uma festa do amigo secreto, em Brasília.

Natal generoso para várias dezenas de magistrados gaúchos

•TJRS está pagando novas “diferenças residuais da transição da URV”, cuja conta já custou ao Estado mais de R$ 1,4 bilhão.
• Decisão da Justiça de SC mantém o pagamento do imposto sindical.
• Universitários (as) e estagiários (as) cuidem-se! Entre eles, 12% nunca usam, nem exigem, a camisinha.
• Dois desembargadores do TRT-RS habilitados à vaga de ministro do TST.

Março ou abril: as datas em que Lula poderá ser condenado ou absolvido pelo TRF-4

• Voto pronto já saiu do gabinete de Gebran Neto e agora está, criptografado, no notebook de Leandro Paulsen.
• Lembram daquela história do “usufruto financeiro” de Eduardo Cunha? Vai custar a ele R$ 3,8 milhões de multa.
• O silêncio domina, dez meses e meio de depois da morte de Teori Zawascki.
• Mudança na jurisprudência da ação de cobrança de quotas condominiais.