Ir para o conteúdo principal

Sexta-Feira, 20 Outubro de 2017
http://espacovital.com.br/images/mab_123_12.jpg

Projeto de lei institui no RS o Dia Estadual do Frango e do Ovo



Chargista Nani

Imagem da Matéria

 O frango, os ovos e a política

Talvez na falta de algo melhor a debater e votar, tramita na Assembleia Legislativa do RS projeto de lei (nº 298/2015) que visa instituir o “Dia Estadual do Frango e do Ovo, como um reconhecimento justo e compensador para todos aqueles que atuam neste setor e para os próprios consumidores”.

A comemoração anual seria na segunda sexta-feira do mês de agosto, todos os anos.

Autor da ideia, o deputado Sérgio Turra (PP) proclama que “a carne de frango e os ovos, são alimentos de alto valor proteico e nutricional, essenciais no combate à desnutrição”.

E arremata que “tido como nocivo por décadas, o ovo foi reabilitado por pesquisadores em todo o mundo, com o argumento principal de que este alimento tão completo para a nutrição humana não aumenta as taxas de colesterol no sangue”.

Enquanto o projeto tramita burocraticamente com passos de tartaruga – talvez à espera de uma brecha desavisada – na quarta-feira, nos corredores da Casa, debatia-se uma questão acessória: quem veio primeiro, o ovo ou a galinha?

Há controvérsias.

 Perdão em causa própria

Em plena crise fiscal do País, parlamentares têm negociado a aprovação de um novo Refis, com perdão de até 99% das dívidas tributárias e previdenciárias. Mas os políticos estão longe de serem isentos para legislar sobre o assunto. Um levantamento feito pelo jornal O Estado de S. Paulo, com base em dados da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, revelou ontem (20) que deputados e senadores devem R$ 532,9 milhões à União.

A quantia inclui as dívidas inscritas nos CPFs dos parlamentares, os débitos nos quais são corresponsáveis ou fiadores e o endividamento de empresas de que os políticos são sócios ou diretores.

Quando o governo enviou a proposta de Refis ao Congresso, em janeiro, esperava este ano arrecadar R$ 13,3 bilhões. Mas os parlamentares alteraram a medida, ampliando o perdão e derrubando a expectativa de arrecadação para R$ 420 milhões.

O próprio relator da nova e generosa proposta deve R$ 51 milhões à União. Em seu parecer, o deputado Newton Cardoso Jr. (PMDB-MG) estendeu os descontos para quem deve até R$ 150 milhões - antes o limite era de R$ 15 milhões. Ele também reduziu o valor da entrada de 7,5% para 2,5%.

Na prática, são parlamentares preocupados em legislar em proveito próprio ou de poderosos padrinhos. Em outras palavras: outro descaso dos políticos com a opinião pública.

 Quase seis bilhões para “eles”

O deputado Vicente Cândido (PT-SP) não faz jus ao sobrenome. Há poucos dias veio a público que Cândido propôs a inclusão de um adendo na reforma política. Pela proposta, fica impedida a prisão de presumíveis candidatos até oito meses antes das eleições. E não mais apenas 15 dias antes, como é a atual legislação eleitoral.

Agora, é de Cândido uma outra pérola financeira: ele propõe a criação de um fundo público para financiamento de campanhas eleitorais correspondente a 0,5% da receita líquida da União. Coisa para R$ 5,9 bilhões, se mantidas as previsões do Ministério do Planejamento.

Ao deputado - com apoio da maioria dos líderes partidários - não ocorre melhor ideia para reformar a política que não a de onerar o Orçamento pátrio. Em outras palavras: partidos e políticos fazem besteiras e o cidadão paga a conta.

A propósito, é dos dicionários brasileiros: “Cândido – imaculado, que não tem culpa, malícia, nem pensamentos ou sentimentos maus; inocente; puro”. Do latim ´candidu(m).

 Reforma às ave$$as

Quando se observa o que está sendo feito com a urgente e imprescindível reforma política, constata-se, infelizmente, que há cada vez mais parlamentares indiferentes ao destino do País.

A Nação precisa lembrar do nome dessa gente em outubro de 2018.


Comentários

Jorge Pinto Loeffler - Comissário De Polícia Inativo 21.07.17 | 11:35:38
Quando essa lei foi sancionada pelo filósofo de Caxias do Sul, hoje governador deste Estado, bati forte nele e naqueles mais de cinquenta “gênios” que compõem a Grande CÂMARA ESTADUAL de Vereadores instalada na Praça da Matriz. Desrespeitaram as galinhas criadas em gaiolas que são privadas da saudável atividade sexual e assim excretam tão somente ÓVULOS. Tal lei deveria contemplar também o ÓVULO que é o que minha família consome. Pobre Estado que escolhe gente assim para legislar.
Banner publicitário

Mais artigos do autor

Exame de Ordem passaria a ter quatro fases

• Projeto de lei em tramitação na Câmara propõe que o certame seja feito em quatro etapas, ao longo da graduação.
• Lava-Jato apresenta uma das maiores concentrações - se não a maior - de réus milionários do mundo.
• Sérgio Moro está cansado e pensa em sair da 13ª Vara Federal de Curitiba.
• Bailarina também sofre acidente do trabalho?

O voo “direto” Rio/Orlando que demorou 14 horas e meia

• Os imprevistos quase insuportáveis impostos aos passageiros da Latam, que fariam um voo sem escalas de 8 horas e 15 minutos.
• STJ julgará pela primeira vez se guarda de cão (disputado por ex-cônjuges) pode ser resolvida como “regulamentação de visitas”.
• Supremo decidirá se cigarros com sabor devem ser proibidos.
• Em 16 anos, aumenta oito vezes, no Brasil, o número de mulheres presas.

Um caos jurídico para os leigos

• Voto-desempate de Cármen Lúcia coloca o destino de Aécio Neves no colo do Senado.
• A presidente do STF amarelou.
• Uma nova proteção para que parlamentares continuem cometendo crimes.
• Decisão do STJ: repasse dos custos administrativos da instituição financeira com as ligações telefônicas dirigidas a consumidores inadimplentes não configura abuso.
• Pagamento de débito tributário, mesmo após o trânsito em julgado da sentença condenatória, é causa de extinção da punibilidade.

Inseparáveis, duas irmãs anunciam que vão compartilhar o mesmo marido

• A busca, no blog de Adel e Alina, 22 de idade, por um “marido estupidamente rico e de mente aberta”.
• Financeira condenada por abuso contra idosa analfabeta.
• A “amada amante” presa com 200 mil euros na calcinha.
• Bancos abrem nova frente de lerdeza, agora no STF, para tentar melar, Brasil afora, o pagamento de indenizações aos poupadores.

Como seria um ´smartphone´ de R$ 12,3 mil?

• Tribunal cancela pregão de R$ 758 mil para comprar 60 aparelhos telefônicos para desembargadores e assessores. Corte “agradece as críticas construtivas enviadas à instituição”.
• As 16 barras de ouro guardadas por Nuzman, na Suíça, superam os recordes olímpicos do nadador Michael Phelps.
• E uma demissão por justa causa por causa de...um iogurte (Sem ouro, nem prata).

Desembargadores conectados por meio dos celulares mais caros do mercado

• Novo penduricalho fará mimo para 52 magistrados e oito assessores do TJ de Pernambuco, a um custo de R$ 758 mil – pago pelo Estado, é claro...
• Ação penal que pretende levar Paulo Maluf à cadeia já tem 25 anos.
• Lava Jato já condenou 107 criminosos em Curitiba. No STF, nenhum.
• Viagens internacionais pagas pela Câmara Federal a 274 deputados. Tem até um encontro com diretores da Disney...