Ir para o conteúdo principal

Sexta-Feira, 20 Outubro de 2017
http://espacovital.com.br/images/mab_123_12.jpg

Reclamante pedia R$ 20 mil, mas aceitava R$ 8 mil. Terminará pagando R$ 2,5 mil à empregadora



 Feitiço contra a feiticeira

Dicionários informais definem o que é “feitiço virou contra o feiticeiro”: é quando uma pessoa arma uma maldade para outra, mas antes cai naquilo que preparou.

Se o ditado popular estiver correto, foi este o desfecho havido, na quinta-feira passada (20), na 23ª Vara do Trabalho de Porto Alegre. Era uma audiência em ação que buscava R$ 20 mil, a título de multa do artigo 477, parágrafo 8º, da CLT, por atraso no pagamento das rescisões e reparação por dano moral.

Aberta a audiência, a reclamante pediu R$ 8 mil a título de acordo. A reclamada – que é do comércio de aparelhos médicos e hospitalares – porém apresentou reconvenção, buscando R$ 4 mil. A juíza Fabíola Schvitz Dornelles Machado leu, olhou documentos e logo propôs: que a trabalhadora pagasse R$ 2.500, parceladamente à sua ex-empregadora.

Teor da reconvenção da reclamada: cobrança de um empréstimo que a trabalhadora obtivera na empresa, para pagar em 18 meses. Mas que - quando foi despedida - negava-se a ter abatido da rescisão, dentro do limite legal de uma remuneração (artigo 477, parágrafo 5º da CLT).

Final feliz para a empregadora: as partes celebraram transação. A reclamante pagará R$ 2.500 em dez parcelas mensais de R$ 250, a partir de 2 de janeiro de 2018. (Proc. nº 0020541-56.2017.5.04.0023).

  “Professora” Dilma

Foi anunciado na sexta-feira (21) que o Instituto Dom José Gomes, de Chapecó (SC), ligado ao PT, vai realizar ali um curso de pós-graduação batizado de “A Esquerda no Século XXI”. Cada interessado nas aulas pagará R$ 7.200. Até aí, tudo bem: reflexões plurais são sempre bem-vindas na democracia.

A surpresa é a presença de Dilma Rousseff no corpo docente. A disciplina que ela vai ministrar chama-se “Partidos Políticos e a Esquerda Brasileira”. Há 50 vagas para o curso, que deve durar um ano.

A propósito, na simpática Chapecó, três “rádios-corredores” (na OAB local, e nos foros da Justiça Estadual e da Justiça Federal) repercutiram o curso.

Entre outras coisas, os arautos questionaram se, nas aulas, a ex-presidente vai tratar da transformação do Homo Sapiens em Mulher Sapiens. E se vai repetir pérolas como “nem quem ganhar nem perder, vai ganhar ou perder; vai todo mundo perder”.

Faz sentido.

 305 anos de cadeia para Sérgio Cabral

No Brasil ninguém pode ficar preso por mais de 30 anos – e de permeio tem a progressão de regime, a prisão domiciliar, a prescrição, o marco dos 70 de idade, etc.

Não fosse isso, Sérgio Cabral, ex-governador do Rio, pegaria em tese 305 anos, cinco meses e 11 dias de cadeia, caso seja condenado nas 13 ações penais em que está denunciado.

Desse total, 14 anos e dois meses de “cana” são o resultado da primeira sentença a que ele foi condenado, em processo que estará chegando ao TRF da 4ª Região nos próximos dias. (Proc. nº 5063271-36.2016.4.04.7000).

Detalhe: esses 305 anos seriam a soma das penas mínimas para cada crime.

 Que mérito, hein!

Por 15 x 1 votos, o Órgão Especial do Ministério Público do Rio de Janeiro decidiu que o ex-governador carioca Sérgio Cabral deverá devolver o Colar do Mérito, principal honraria da instituição.

O nababo político – ora cumprindo temporada na cadeia - recebeu a honraria em 1995 quando era deputado estadual. Foi por “relevantes serviços à causa pública”...

A propósito: veja dois momentos do baú do Youtube, mostrando Lula repetindo sinceros elogios sobre Sérgio Cabral.

Escolha e clique

·      “O povo precisa de gente assim como Cabral”.

·      “Cabral vai garantir um futuro melhor para nossos filhos”.


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Exame de Ordem passaria a ter quatro fases

• Projeto de lei em tramitação na Câmara propõe que o certame seja feito em quatro etapas, ao longo da graduação.
• Lava-Jato apresenta uma das maiores concentrações - se não a maior - de réus milionários do mundo.
• Sérgio Moro está cansado e pensa em sair da 13ª Vara Federal de Curitiba.
• Bailarina também sofre acidente do trabalho?

O voo “direto” Rio/Orlando que demorou 14 horas e meia

• Os imprevistos quase insuportáveis impostos aos passageiros da Latam, que fariam um voo sem escalas de 8 horas e 15 minutos.
• STJ julgará pela primeira vez se guarda de cão (disputado por ex-cônjuges) pode ser resolvida como “regulamentação de visitas”.
• Supremo decidirá se cigarros com sabor devem ser proibidos.
• Em 16 anos, aumenta oito vezes, no Brasil, o número de mulheres presas.

Um caos jurídico para os leigos

• Voto-desempate de Cármen Lúcia coloca o destino de Aécio Neves no colo do Senado.
• A presidente do STF amarelou.
• Uma nova proteção para que parlamentares continuem cometendo crimes.
• Decisão do STJ: repasse dos custos administrativos da instituição financeira com as ligações telefônicas dirigidas a consumidores inadimplentes não configura abuso.
• Pagamento de débito tributário, mesmo após o trânsito em julgado da sentença condenatória, é causa de extinção da punibilidade.

Inseparáveis, duas irmãs anunciam que vão compartilhar o mesmo marido

• A busca, no blog de Adel e Alina, 22 de idade, por um “marido estupidamente rico e de mente aberta”.
• Financeira condenada por abuso contra idosa analfabeta.
• A “amada amante” presa com 200 mil euros na calcinha.
• Bancos abrem nova frente de lerdeza, agora no STF, para tentar melar, Brasil afora, o pagamento de indenizações aos poupadores.

Como seria um ´smartphone´ de R$ 12,3 mil?

• Tribunal cancela pregão de R$ 758 mil para comprar 60 aparelhos telefônicos para desembargadores e assessores. Corte “agradece as críticas construtivas enviadas à instituição”.
• As 16 barras de ouro guardadas por Nuzman, na Suíça, superam os recordes olímpicos do nadador Michael Phelps.
• E uma demissão por justa causa por causa de...um iogurte (Sem ouro, nem prata).

Desembargadores conectados por meio dos celulares mais caros do mercado

• Novo penduricalho fará mimo para 52 magistrados e oito assessores do TJ de Pernambuco, a um custo de R$ 758 mil – pago pelo Estado, é claro...
• Ação penal que pretende levar Paulo Maluf à cadeia já tem 25 anos.
• Lava Jato já condenou 107 criminosos em Curitiba. No STF, nenhum.
• Viagens internacionais pagas pela Câmara Federal a 274 deputados. Tem até um encontro com diretores da Disney...