Ir para o conteúdo principal

Sexta-Feira, 20 Outubro de 2017

A Corte Infiltrada”: relançamento de livro cujo cenário é o STF



No momento em que a realidade supera de longe a ficção nos três Poderes da República, será relançado o livro "A Corte Infiltrada", obra cuja trama ficcional tem como cenário principal o Supremo Tribunal Federal. A autora, Andrea Nunes, é promotora de Justiça e atua no combate à corrupção em Recife (PE).

O enredo gira em torno da tentativa do crime organizado de se infiltrar na mais alta Corte do país. O objetivo é influir na decisão de ministros que julgarão o líder de uma facção criminosa que domina presídios e espalha o terror em várias cidades.

O roteiro tem ingredientes que frequentam o noticiário: escolha de um novo ministro do Supremo, jornalismo investigativo, corrupção, fraudes em licitações, aquisição de patentes de pesquisas para uso criminoso, tráfico de influência e conivência de autoridades, lavagem de dinheiro e infiltração de bandidos em órgãos públicos.

Na trama, também um ex-repórter policial investiga a misteriosa morte de um monge budista num hotel, em Brasília, assassinado horas antes de uma audiência com o presidente do STF.

O jornalista obtém a ajuda de uma jovem às vésperas de ser ordenada monja num Mosteiro Zen-Budista em Aldeia, bairro da região metropolitana do Recife. O mosteiro mantém parceria com o vizinho Instituto de Neurociências.

O enredo mistura práticas de meditação budista e mecanismos de estimulação do cérebro desenvolvidos por neurocientistas.

O plano consiste em instalar um sistema de telefonia celular no STF que – por "estimulação magnética transcraniana flexibilizaria o julgamento moral pelos ministros", deixando os julgadores mais "sensíveis" aos argumentos da defesa para absolver o perigoso réu.

Além de ameaças, atentados e assassinatos, elementos de suspense em romances policiais, a apuração se desenvolve em meio a interpretações de mandalas e mantras, além de mensagens cifradas no Alfabeto Congo (utilizado por organizações criminosas, como o Comando Vermelho e o Primeiro Comando da Capital).

O desfecho do livro vai surpreender o leitor.

Mais detalhes

A CORTE INFILTRADA - R$ 39,90

·264 páginas
·Autora: Andrea Nunes
·Editora Buzz


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Quatro novas teses do STJ

Elas versam sobre auxílio-acidente, transferência de presos, nulidade de processo administrativo disciplinar e não incidência de IPI em serviços gráficos.

Foto Imply.com

Um espaço vital para as paixões gremistas e coloradas

 

Um espaço vital para as paixões gremistas e coloradas

Este saite passa a publicar, a partir do dia 17, Jus Azul, às terças-feiras e Jus Vermelho, às sextas. Textos serão do engenheiro Ricardo Wortmann (blogueiro da “Corneta do RW”) e do advogado Roberto Siegmann (conselheiro do Inter). Levantamento aponta igualdade (42%) de percentuais entre os leitores que preferem Grêmio ou Inter.

AL-RS (Divulgação)

A medalha do nepotismo

 

A medalha do nepotismo

Procedência de ação popular. A 1ª Câmara Cível do TJRS condena a ex-deputada estadual Marisa Formolo (foto) à restituição – “revitalizada e polida” - da Medalha do Mérito Farroupilha, que ela concedeu a um irmão. Ela pode optar por ressarcir o erário.