Ir para o conteúdo principal

Sexta-Feira, 15 de Dezembro de 2017
http://espacovital.com.br/images/mab_123_11.jpg

Os riscos de as crianças usarem roupas de sereia



Fábio Rocha - GShow

Imagem da Matéria

 Cuidado, papais e mamães!

Já se ligaram na moda da sereia, incentivada pela personagem Ritinha, vivida pela atriz Ísis Valverde, na novela “A Força do Querer”?

Pois – segundo a “rádio-corredor” do Inmetro, em Brasília - vem aí, breve, um alerta oficial de que a vestimenta de sereia – que está sendo vendida Brasil afora - é perigosa para crianças, porque a roupa amarra as pernas, podendo constituir-se em risco de afogamentos, em piscina, rio e mar.

Só deve ser usada por profissionais das águas e pessoas muito treinadas.

A propósito, inspirada na sereia profissional Mirella Ferraz, a atriz Isis fez aulas de apneia e treinou por cerca de 3 meses uma cauda de silicone, para viver a personagem adepta do sereismo - que é um estilo de vida baseado nestes seres lendários.

Isis foi fundo (literalmente) para compor Ritinha. Na trama, como filha de Edinalva (Zezé Polessa), a moça cresceu ouvindo que seu pai é um boto e, por isso, acredita ser uma sereia. E, assim, terminou virando moda e inspiração para crianças.

Não precisa temer

Num dos shoppings da cidade do Rio de Janeiro está se realizando um evento comercial chamado “The Florida Lounge”.

Quer atrair brasileiros interessados em investir no Estado da Flórida (EUA), não necessariamente em Miami.
Um dos apelos publicitários foi de sutileza paquidérmica em relação ao combalido presidente da República: “Não precisa temer; a gente ajuda você a sair do País”.

O ladrão mereceria

A 4ª Câmara de Direito Privado do TJ de São Paulo condenou esta semana o senador Romário a pagar R$ 50 mil de indenização ao atual presidente da CBF Marco Polo Del Nero.

A sentença de primeiro grau tinha deferido R$ 20 mil.
A quizila é por causa de uma frase do senador, em entrevista, dizendo que Del Nero “é ladrão e mereceria 100 anos de cadeia”. (Proc. nº 1083376-67.2014.8.26.0100).

A elogiável sensibilidade feminina

As mulheres brasileiras são menos tolerantes com as denúncias sobre o “quadrilhão”. Entre as deputadas, 57%  votaram contra Temer, anteontem (2) em Brasília.
Entre os homens, o percentual foi de 45%.

Por outro prisma, vejam como a situação das mulheres ainda é sensível no Brasil. A Fundação Getúlio Vargas ouviu 247 mil delas, em pesquisa na faixa etária dos 25 aos 35 de idade. E concluiu que metade delas (cerca de 123 mil), como ex-gestantes, perdem o emprego logo depois do fim do benefício.


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Brasileira estudante de Direito faz aborto na Colômbia

• O dilema da mãe de dois meninos – e com nova gestação avançando – enquanto a Justiça brasileira não decidia.
Rebeca Mendes Silva (foto) teve apoio da ONG Consórcio Latinoamericano contra o Aborto Inseguro.
• A próxima decisão do STF sobre a prisão, ou não, logo após a condenação de segunda instância.
• Sérgio Cabral: pastor de igreja, ou ladrão? Qual os leitores preferem?
• Procuram-se políticos honestos para uma festa do amigo secreto, em Brasília.

Natal generoso para várias dezenas de magistrados gaúchos

•TJRS está pagando novas “diferenças residuais da transição da URV”, cuja conta já custou ao Estado mais de R$ 1,4 bilhão.
• Decisão da Justiça de SC mantém o pagamento do imposto sindical.
• Universitários (as) e estagiários (as) cuidem-se! Entre eles, 12% nunca usam, nem exigem, a camisinha.
• Dois desembargadores do TRT-RS habilitados à vaga de ministro do TST.

Março ou abril: as datas em que Lula poderá ser condenado ou absolvido pelo TRF-4

• Voto pronto já saiu do gabinete de Gebran Neto e agora está, criptografado, no notebook de Leandro Paulsen.
• Lembram daquela história do “usufruto financeiro” de Eduardo Cunha? Vai custar a ele R$ 3,8 milhões de multa.
• O silêncio domina, dez meses e meio de depois da morte de Teori Zawascki.
• Mudança na jurisprudência da ação de cobrança de quotas condominiais.

Mais cuidados ao prestar fiança!

• Decisão do STJ estabelece que “fiadores de contrato de locação são solidariamente responsáveis pelos débitos locativos, ainda que não tenham anuído com o aditivo contratual que previa a prorrogação do contrato”.
• O castigo judicial contra advogado que ameaçou matar ex-namorada.
• Brasil: “pátria das tornozeleiras”.
• O dedo-duro do zagueiro da Ponte Preta...

Um grande lobby para tentar liberar os cigarros eletrônicos no Brasil

• A Souza Cruz tenta convencer a Anvisa e a opinião pública de que os E-cigarettes não causam mal à saúde. Mas...
• Agentes do propinoduto só esperam a chegada de Papai Noel para poderem sair por aí...
• Os US$ 59 milhões anuais que fizeram Luciano Huck desistir de concorrer à Presidência da República.