Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira , 18 de maio de 2018.

Chiclete cor de rosa



Gerson Kauer

Imagem da Matéria

A sala do tribunal está lotada de advogados. Eles aguardam o início da sessão de julgamentos e os respectivos pregões de seus interesses.

Sentado, na primeira fila, bem à esquerda, um profissional da advocacia, conhecido por suas extravagâncias, aguarda a sua vez. No canto da boca, masca um chiclete rosa.

Não faz balões, mas repete o ritmado movimento do maxilar inferior – o que é suficiente para chamar a atenção da desembargadora que vai presidir a sessão.

- “Doutor, doutor”... – ela fita-lhe os olhos e diz baixinho, passando os dedos sutilmente sobre os lábios querendo chamar-lhe a atenção.

Ele parece não entender.

- “Doutor! A boca!” – insiste, em expressão labial, a magistrada, agora apontando seu dedo indicador aos próprios lábios.

Mas, talvez magnetizado ou por ironia, o advogado faz espocarem no ar vários “ploft, ploft”, tais quais múltiplos beijinhos mascados, a atender, às avessas, o recado judicial.

A magistrada presidente resolve, então, ser publicamente clara:

- Peço aos presentes notarem que o mastigar de chicletes, em uma sessão de julgamentos, é antiprotocolar. E o espocar de bolas de mascar causa, naturalmente, um incômodo. Espero que me compreendam.

O olhar de todos concentra-se sobre o personagem. Este, afinal, alcançado pelo recado direto, levanta-se, sai de fininho, e desiste de sustentar a causa de seu interesse.

Na “rádio-corredor” da corte o advogado ficou conhecido como o “Doutor Muricy Ramalho”, numa clara comparação com os trejeitos bucais do famoso ex-treinador de futebol e agora comentarista do SporTv.


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Charge de Gerson Kauer

Exagero na relação conjugal

 

Exagero na relação conjugal

Meia-noite de uma sexta-feira, Sua Excelência e a esposa – ele cinquentão, ela quarentona - tentam apimentar o relacionamento sexual. Por isso combinam que ela, em decúbito ventral, será algemada num dos decorativos vãos da cabeceira da própria cama do casal

Charge de Gerson Kauer

Os vinhos da Lava-Jato

 

Os vinhos da Lava-Jato

O destacado advogado gaúcho, recém divorciado, atuante na defesa de gente alcançada por decisões de Sérgio Moro, entra com a jovem namorada num notório restaurante em Porto Alegre, olha a carta de vinhos e pede uma garrafa do mais caro dos itens disponíveis.

Charge de Gerson Kauer

Quando a vida vira Coca-Cola

 

Quando a vida vira Coca-Cola

O departamento de aposentados da grande e atuante associação de juízes realiza um encontro de colegas jubiladas. Por sugestão de desembargadora oriunda do Ministério Público, convidam-se também promotoras e procuradoras de justiça.

Charge de Gerson Kauer

Amor à prova de balas

 

Amor à prova de balas

O homem é denunciado por tentativa de homicídio contra a própria companheira. Um tiro de raspão na cabeça; o outro num dos olhos dela. A vítima fica com apenas 50% da visão. Mais tarde, após a condenação dele, a reconciliação do casal. Adivinhem como era o nome dele?