Ir para o conteúdo principal

Terça-Feira, 19 setembro de 2017
http://espacovital.com.br/images/mab_123_12.jpg

A insólita reação durante cruzeiro marítimo



Arte de Camila Adamoli - imagem meramente ilustrativa

Imagem da Matéria

Malas ao mar!

Próprio para figurar num rol de “casos judiciais impossíveis” - mas que acontecem - um acórdão da 26ª Câmara Cível do TJ do Rio revela detalhes de uma viagem de lazer, um rápido namoro, uma desavença e... um final insólito. Para uma viagem de sete dias, num dos navios da MSC Cruzeiros, dentre centenas de outros passageiros, embarcaram no porto do Rio de Janeiro, um homem e uma mulher. Eles não se conheciam.

Destinos: Recife, Maceió e Salvador, com desembarque no retorno ao Rio, sete dias depois. Cada um deles ocupou sua cabine.

No sentido norte, eles flertaram, se conheceram e “ficaram”.  No sentido inverso do percurso, se desavieram. Ela, então, desembarcou sozinha em Salvador para o passeio local.

Na volta ao navio, ela constatou sua cabine violada e a ausência da mala e demais pertences. Tudo (roupas, calçados, maquiagem) tinha sido jogado ao mar por ele, durante o período de atracação do navio, conforme o depoimento da própria chefe das recepcionistas.

Esta, a pedido dele - acreditando que fossem namorados -  fizera um novo cartão magnético para a abertura do camarote da passageira, sem imaginar a arquitetação de vingança. Para o restante do trajeto, a passageira teve que usar roupas cedidas pela tripulação.

O julgado reconhece que “a situação vivenciada pela autora não foi do mero ou trivial aborrecimento, mormente quando tinha legítima expectativa de segurança a bordo, prestada pela MSC Cruzeiros, que de nenhuma maneira funcionou ou se mostrou atenta para tentar evitar a prática do ilícito pelo outro passageiro”.

A empresa e o atrevido foram condenados solidariamente a pagar indenização de R$ 12.000 pelos danos materiais e morais. (Proc. nº 0003164-75.2011.8.19.0068).

As malas e a tartaruga

Acompanhem datas da história aí de cima:

• Embarque: 12.12.2010.
• Desembarque: 19.12.2010.
• Ajuizamento da ação: 03.05.2011.
• Sentença: 20.05.2017.
• Envio ao TJ-RJ: 26.07.2017.
• Publicação do acórdão: 31.08.2017.

O acabado caso de amor durou sete dias. A ação judicial consumiu até agora 2.308 dias. Incríveis 330 vezes mais de tempo. Marcante presença da tartaruga judicial!

Façam as contas!

Se os R$ 51 milhões encontrados na “caverna baiana de Ali Baba” tivessem sido, antes, depositados numa simples conta de poupança, teriam rendido mensalmente cerca de R$ 400 mil.

Conclusão: o dono de dinheirama está tão rico que nem se importou em deixar de embolsar mais R$ 4,8 milhões por ano.

Delírios contábeis

Lula, Dilma e o PT ganharam R$ 300 milhões da Odebrecht, apenas na conta “Amigo”, que, nesse caso, correspondia a Antonio Palocci. E o “bunker” de Geddel guardava R$ 51 milhões, doados por alguém.

Com o salário mínimo de R$ 937, um brasileiro desamparado - para ganhar honestamente R$ 351 milhões – precisaria trabalhar 31.250 anos.

E se considerarmos R$ 4 mil mensais como um bom salário para um brasileiro honesto, se concluirá que – para ganhar a dinheirama acima que trafegou pelas mãos de políticos – seriam necessários 8.775 anos.


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Assédio moral de jogadores do Inter contra historiadora do clube

Ela trabalhava no museu colorado e cansou de ser chamada de “gostosa”, “cheirosa” e “linda”.

Chumbo grosso contra Lula e Aécio na delação da OAS.

•  Filme sobre Roberto Carlos: o rei na vida real.

Brasil ocupa duas entre dez posições dos maiores assaltos do mundo.

Preparem-se! O Brasil poderá ter até 103 partidos políticos

  Entre outros, vêm aí Partido da Raiz, Partido Militar Brasileiro, Partido das Favelas, Partido do Esporte, Partido Indígena e o pitoresco Partido Nacional Corinthiano.

• Escapamos de ter Eduardo Cunha como o próximo Presidente da República.

• Perda de objeto na suspeição de Rodrigo Janot.

As mulheres já são maioria nos cursos de Direito.

Exame invasivo proibido

• Exame de “Papanicolau” proibido para candidatas aprovadas em concursos

 TRF-3 confirma sentença de procedência de ação civil movida contra o INSS: “violação do princípio da isonomia, da razoabilidade e da dignidade da mulher”.

• Crise no STF? Gilmar Mendes está a 10.022 km de distância de Brasília.

 Funcionalismo estadual do RS recebeu, por conta dos salários de agosto, menos de 8% do que – a título de “auxílio-moradia” – é entregue (R$ 4.377) a juízes, promotores e conselheiros do Tribunal de Contas.

Mulher que mata marido não perde direito à comunhão de bens

• Desdobramento, no Direito de Sucessões, de homicídio ocorrido no interior do RS, onde o cônjuge homem foi morto a machadadas enquanto dormia.

• Voz das ruas: “Precisamos de mais Moros e Bretas e menos Toffolis e Gilmars” (sic).

• Sarney, Collor, FHC, Lula e Dilma custaram R$ 2,3 milhões ao País, no 1º semestre de 2017.

 Quando os notórios se lançam de roupa na piscina para comemorar a vitória que se aproxima...

Benefício a advogados da União: R$ 283 milhões só em 2017

Antes, a verba advocatícia sucumbencial ficava nos cofres públicos. O benefício foi concedido a 12,5 mil servidores ativos e inativos por duas leis.

A caixa preta do Judiciário brasileiro: quase 90% das despesas são com pessoal. A cifra, aí, chega a R$ 70 bilhões anuais.

O próximo horário político “gratuito” vai custar R$ 1 bi.

A nova dupla que mira 2018: Lula e Renan Calheiros.