Ir para o conteúdo principal

Terça-Feira, 17 Outubro de 2017

Potins desta terça-feira



Das redes sociais

• “Para o Grêmio ganhar a Libertadores, só com liminar do Gilmar Mendes”. (De um grupo de torcedores gremistas, depois do fiasco de domingo na Bahia).

• “O político brasileiro é o maior religioso do mundo. Em cada obra, ele leva um terço”.

“Invadir a Rocinha é fácil para a polícia e para o exército. Quero ver invadirem Brasília e prender os maiores chefes dos bandidos”.

Delação enxertada ?

O notório Eduardo Cunha vai à Justiça tentar anular a delação de Lúcio Funaro, seu ex-operador favorito.

O ex-deputado (PMDB-RJ) disse a aliados que trechos de sua proposta de colaboração – que foi rejeitada pela Procuradoria-Geral da República - acabaram sendo enxertados no acordo do doleiro.

Desta vez, não soltou...

Era – diziam, por aí... – “barbada” – mas Gilmar Mendes não concedeu habeas corpus a Joesley e Wesley Batista.

Os irmãos queriam ver substituídas suas respectivas prisões preventivas por medidas cautelares, mas o ministro negou seguimento aos habeas, pois implicaria em supressão de instância. (AC nº 4.352).

Sem partido

O ministro Luis Roberto Barroso, do STF, vai levar ao Pleno do STF, na primeira semana de outubro, uma ação sobre candidatura avulsa. Ele está concluindo relatório que discute a possibilidade de pessoas sem filiação a partidos políticos concorrerem em eleições.

A propósito, o juiz eleitoral Hamilton Gomes Carneiro, em Aparecida de Goiânia (GO), concedeu ao advogado Mauro Junqueira o direito de se candidatar a qualquer cargo eletivo no pleito de 2018, mesmo sem estar filiado a um partido político.

Na mesma linha, Valéria Monteiro, ex-apresentadora do Jornal Nacional e do Fantástico, (1998/2003) pretende concorrer à Presidência da República.

Excrescências...

Lula afirmou na quinta-feira passada que os procuradores e delegados que o investigam estão mexendo com "um político que não roubou e não tem medo deles".

Ao discursar num evento do PT, para discutir o programa de governo do partido para a eleição de 2018, o ex-presidente afirmou que se "sente estimulado" a defender a sua honra e que os investigadores "mexeram com quem não deveriam mexer”.

- Não é porque estou acima de qualquer coisa. É porque eu não fiz o que eles dizem que eu fiz. Eles estão acostumados a mexer com político que roubou, que fez corrupção, que enriqueceu e está com o rabo no meio das pernas, mas agora eles estão mexendo com um político que não roubou, que não tem medo deles e que a única coisa que tem é a sua honra para defender -  afirmou.

Lula ainda chamou de "excrescência da excrescência da excrescência", a denúncia do Ministério Público Federal transformada em ação contra ele por causa da aprovação, durante seu governo, de uma medida provisória que beneficiou o setor automobilístico.


Comentários

Leoncio De Brito - Advogado 26.09.17 | 13:47:53
Há mais de sete anos encontra-se no STF o processo nº RE 630852, atualmente com a relatora ministra Rosa Weber, que é paradigma de milhares de processos sobrestados em todo pais, que tem como finalidade única determinar o constante no Estatuto dos Idosos e no CNS que estabelecem que os planos de saúde NÃO PODEM aumentar, diferentemente dos demais aumentos abuais, as mensalidades das pessoas acima de 60 anos de idade.
Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Potins desta sexta-feira

• TJRS proíbe saite de disponibilizar informações sobre ações na JT de um trabalhador.
• Turma Nacional de Uniformização cancela a Súmula nº 51.
• Empregador não pode utilizar a gorjeta recebida de clientes para compor o salário mínimo dos garçons.

 

Potins desta sexta-feira

• Hospitais privados não poderão manter salas de espera diferenciadas para pacientes do SUS e dos convênios particulares.
• Julgamentos pelo STJ de dois casos envolvendo medicamentos.
• A “sentença” Netflix: Aécio mais tempo em casa para ver novos e velhos filmes.
• Um “embrulho pornográfico”: Claro Tv condenada por cobrar erradamente de consumidora.

Potins desta sexta-feira

Descoberta jurídica: corrupção privada não é crime no Brasil...

O corinthiano Jô é o segundo mais honesto do país...

110% de certeza em propina entregue por Eduardo Cunha a Temer”.

Sérgio Moro consegue ir a estádio de futebol em dia de jogo.

Gilmar Mendes alfineta Rodrigo Janot: “Ele deveria pedir sua própria prisão preventiva”.

Conar libera comercial do “homão da p”.

Potins desta terça-feira

TJRS revoga liminar que suspendera concurso para juiz.

 Lula perde um de seus advogados.

 STJ rejeita denúncia contra desembargador do Trabalho.

 A ordem é “juízes nas comarcas, de segunda a sexta”.

 Presidente do PMDB diz que Geddel é “mero filiado do partido”.

• Aposta da semana passada entre congressistas: quanto dinheiro haveria no “bunker” de Geddel? Ninguém acertou!

Arte de Camila Adamoli – Imagem de fundo apenas ilustrativa

Potins desta terça-feira

 

Potins desta terça-feira

•  Um engano de percepção (“VIA DO”) faz advogado ser alvo de zoeira forense.

OAB e Defensoria decidem reclamar diretamente ao CNJ contra desembargador gaúcho

•  Prazos para Ministério Público e Defensoria contam a partir do recebimento dos autos.

•  O DEM vai se chamar de Centro; faz de conta que é um partido novo...

•  Se a Câmara pode fazer um fundo eleitoral de R$ 3,6 bilhões, pode criar também um fundo de segurança pública de outros R$ 3,6 bilhões.

•  Contador condenado por usar logotipo da Receita Federal em fachada de escritório.

•  Aviso prévio deixa de integrar a base de cálculo das contribuições previdenciárias.

Morre o desembargador aposentado Álvaro Eduardo Junqueira.

Potins desta sexta-feira

 Masturbação num ônibus cheio de gente não é crime.

 Os bancos ganham mais uma no STJ.

 TRF-4 decide, no dia 12, se José Dirceu fica livre, ou volta para a prisão.

• Estudante de Direito questiona nas redes sociais: “Estarei vivo quando o Brasil estiver recuperado?”

 Tribunais de Contas: uma grande família.

 Rodrigo Janot escreverá dois livros sobre a Lava Jato.