Ir para o conteúdo principal

Terça-Feira, 19 de Dezembro de 2017

Potins desta sexta-feira



• Proibido diferenciar

A União terá que editar ato normativo proibindo que os hospitais privados mantenham recepções e salas de espera diferenciadas para pacientes do Sistema Único de Saúde e dos convênios ou particulares. A determinação é da 1ª Vara Federal de Porto Alegre, em sentença proferida pela juíza Marciane Bonzanini, na terça-feira (26), com abrangência nacional. Cabe recurso ao TRF-4.

O Ministério Público Federal ingressou com ação contra a União, alegando que os espaços diferenciados nas entidades hospitalares - principalmente em setores de pronto-atendimento e emergência - são discriminatórios.

A regulamentação deve fixar prazo não superior a um ano para que, nos contratos e convênios vigentes, seja incluída a nova norma. Em caso de descumprimento, haverá multa diária de R$ 10 mil. As entidades terão prazo de até um ano para promoverem a reestruturação necessária ao atendimento da medida. (Ação civil pública nº 5062745-31.2014.4.04.7100).

• Riscos para a democracia

Ficou para a próxima semana a sessão do plenário do Senado que, em sessão deliberativa, votará a decisão da 1ª Turma do STF sobre o afastamento do senador Aécio. Será mais um jabuti tupiniquim, pois não há previsão constitucional para que os senadores deliberem sobre isso.

O Congresso, com esse gesto desabusado, poderá estar criando o estopim que faltava para a crise. O não cumprimento de decisões judiciais é o maior perigo que pode sofrer uma democracia.

• “Sentença Netflix”

A “rádio-corredor” da OAB de Brasília batizou de “sentença Netflix” a decisão majoritária da 1ª Turma do STF que determinou, por maioria, o recolhimento noturno do notívago Aécio Neves.

Obrigado a cumprir recesso residencial, o senador terá que se conformar – pelo menos temporariamente - em ver velhas reprises e recentes lançamentos que estão na grade da Netflix.

• Medicamentos

A 1ª Seção do STJ iniciou na quarta-feira (27) o julgamento de recurso repetitivo que trata da obrigatoriedade de fornecimento pelo Estado de medicamentos não contemplados na Portaria nº 2.982/09 do Ministério da Saúde (programa de medicamentos excepcionais).

O relator, ministro Benedito Gonçalves, votou definindo que a concessão de medicamentos não incorporados em atos normativos do SUS exige a presença simultânea de três requisitos: laudo médico que ateste o caráter imprescindível do remédio para o tratamento; a insuficiência financeira do paciente; e o registro do medicamento na Anvisa.

Mas nada ficou resolvido: pediu vista dos autos a ministra Assusete Magalhães.

Outra discussão também está na pauta do Supremo, que já iniciou o julgamento conjunto de dois recursos extraordinários.

Eles tratam do fornecimento de remédios de alto custo não disponíveis na lista do SUS e de medicamentos não registrados na Anvisa. (REs nºs 566.471 e 657.718).

• “Embrulho pornográfico

A Justiça paulista de primeiro grau condenou a Claro (atual denominação da Net) a pagar reparação financeira (R$ 10 mil) por danos morais a uma cliente que foi indevidamente cobrada (R$ 1 mil) por um pacote de filmes pornôs que ela jamais solicitou, nem assistiu.

Na prática foi um “embrulho pornográfico”. A sentença também declarou inexigível o débito cobrado.

Detalhe: um técnico da própria operadora foi à residência da cliente e constatou que “houve falha no aparelho” que registrou “acessos não solicitados”. Mesmo assim, a Net se omitiu no cancelamento do débito abusivo. (Proc. nº 1013913-86.2015.8.26.0008).


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Potins desta terça-feira

• Luiza Brunet espera, logo após o recesso, pela sentença que poderá lhe dar metade dos bens que o bilionário Lírio Parisotto comprou ao longo dos cinco anos de relacionamento.
• Planos de saúde obrigados a custear - em hospitais ou clínicas especializadas - a internação de pacientes com obesidade mórbida.
• Intimação para “andamento vertical” do processo.
• Puxa-saquismo político: o que dar de presente ao deputado de sua confiança?
• Gastos com locação de veículos na Justiça Federal sobem 16.000%.
• Recado do TST para magistrados trabalhistas.
• Os 100 dias de prisão dos irmãos Batista.
• Sérgio Cabral: o anfitrião no presídio de Benfica.
• Data do julgamento de Lula coincide com o Dia do Aposentado.

Potins desta terça-feira

• O anel de R$ 800 mil que foi a porta de entrada para ganhar uma concorrência.
• Por 83 x 50 votos, Duro vence Liselena na eleição do TJRS.
• Lula arrola 59 testemunhas de defesa, em outra ação penal.
• Para acessar a internet, digite a senha: “Fora Temer”.
• Salários e auxílio-moradia garantidos para que deputados que estão presos no Rio.

Potins desta terça-feira

• Possibilidade de prorrogação do prazo de prisão para forçar pagamento de dívida alimentar.
• Senadores ampliam (40%) gastos com jatinhos.
• Papai Noel vai trazer liberdade para Nestor Cerveró, Fernando Baiano e Pedro Barusco.
• Investigação ética da ministra Luislinda Valois – aquela que acha que .R$ 33,7 mil é pouco “para comer, beber, vestir-se e maquiar-se”?
• As lentas ações contra conselheiros de Tribunais de Contas.
• STF julgará recurso de Wesley Batista: ele quer ser desvinculado das ações penais contra o mano Joesley.
• Ameaças de morte levam presidente da Oi a se demitir

Potins desta sexta-feira

• Seguradoras lançam seguro-garantia para recorrer na Justiça do Trabalho.
• A validade de arras de 53% na compra de imóvel.
• Número de milionários no Brasil aumentará 81% em cinco anos.
• “Black-Friday” brasileira de 2018 será no feriadão de 7 de setembro.

Potins desta terça-feira

• Ministro do STF diz que o Direito Penal brasileiro é incapaz de impedir a criminalidade.
• CNJ definirá como proteger juízes que sofrem ameaças.
• Sérgio Moro vai palestrar para diretores e gerentes da Petrobras.
• Em poucas semanas, Temer terá nomeado dois ministros para o TST.
• O Peru de Guerreiro nas redes sociais.

Potins desta terça-feira

• Acreditem: Temer foi a São Paulo para se tratar pelo SUS: ´SOMOS USUÁRIOS DO SÍRIO´”.
• Presidente agora vai malhar: manutenção preventiva de aparelhos de ginástica custará R$ 72 mil anuais.
• Novos apelidos nos bastidores da Lava Jato: “Ventania”, “Ovo”, “Luz”, “Bigode”, “Enteado”, “Tijolo”, “Corajoso” e “Bagre”.
• “É mais prazeroso torcer pelo Luís Roberto Barroso no STF, do que pelo Inter na Série B”.