Ir para o conteúdo principal

Edição antecipada 21-22 de junho de 2018.
http://espacovital.com.br/images/mab_123_13.jpg

Como seria um ´smartphone´ de R$ 12,3 mil?



Camera Press – Foto meramente ilustrativa

Imagem da Matéria

Tribunal agradece as críticas

Criticado – inclusive aqui no Espaço Vital (edição de terça passada) - intensamente pela abertura de pregão eletrônico para a compra (R$ 758 mil) de 60 ´smartphones´ para serem ofertados a 52 desembargadores e oito assessores, o Tribunal de Justiça de Pernambuco admitiu “mea culpa”.

Publicou nota, em sua página oficial, dizendo que “diante do retorno obtido através das redes sociais e das críticas construtivas, reconhece a não razoabilidade da aquisição do material previsto no Pregão Eletrônico nº 91/2017 e revoga o processo licitatório que estava em andamento”.

A corte “reafirma o compromisso com a sociedade de ser um Poder transparente e atento às demandas sociais, voltado à prestação de justiça rápida, um direito do cidadão”. E arremata “agradecendo as críticas construtivas enviadas à instituição”.

A corte pernambucana tem em sua direção atual os desembargadores Leopoldo de Arruda Raposo (presidente), Adalberto de Oliveira Melo (1º vice), Antônio Fernando Araújo Martins (2º vice) e Antonio de Melo e Lima (corregedor-geral).

Ouro? Prata?

Ficou em aberta uma questão: o tribunal não detalhou que fabulosos ´smartphones´ seriam esses, com um custo unitário de R$ 12.633,33.

Acaso teriam carcaça folheada a ouro? Ou prata?

Se alguém souber, é favor avisar.

O grande recordista

O presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman - que ganhou ainda mais notoriedade ontem (5)  no noticiário policial - vai passar a figurar nas notas de rodapé da fábula da ´Galinha dos Ovos de Ouro´.

Nuzman – com mais de uma dezena de barras de ouro guardadas, discretamente, num longínquo cofre bancário na Suíça – desbancou o nadador estadunidense Michael Phelps. Este foi o maior recordista olímpico de todos os tempos, pela conquista de oito medalhas de ouro em uma única edição: nos Jogos de Pequim, em agosto de 2008.

A propósito: cada medalha olímpica dita “de ouro” contém 494g de prata (92,5% de pureza) e apenas 6g de ouro (99,9% de pureza) em sua composição metálica.

O patrimônio de ouro (até agora) de Nuzman vai... a 16 quilos!

A cotação do grama do ouro ontem era de R$ 129,56.

Por causa de um iogurte

Uma operadora de caixa dispensada - por não registrar um iogurte nas compras feitas por uma colega - não conseguiu a reversão da justa causa. A decisão é da 2ª Vara do Trabalho de Cotia (SP).

O ato foi flagrado pelas câmeras de segurança do supermercado, que nenhuma sanção aplicou à outra funcionária que se beneficiou com o ato. A demitida alegou ser o caso de tratamento isonômico.

A juíza Andreia Paola Nicolau Serpa dispôs que “é responsabilidade da operadora de caixa ter ciência do sinal sonoro emitido pelo leitor ótico” e que, no caso, a empregada agiu de modo consciente ao deixar de registrar o produto, rompendo, assim, com a confiança que se deve ter em uma relação de trabalho". (Proc. nº 1001082-30.2017.5.02.0242).

Ah! Em tempo: o iogurte não era de ouro, nem de prata.


Comentários

Dário Vaz Bacelar - Advogado 06.10.17 | 19:06:27
Deve ser um desses:
https://www.techtudo.com.br/noticias/2017/09/edicao-de-luxo-do-iphone-x-combina-pedras-de-meteorito-e-preco-de-r-14-mil.ghtml
Banner publicitário

Mais artigos do autor

Sem acordo na AGU, auxílio-moradia para juízes não terá mudanças neste ano

 Ajuda para “morar melhor”: só em abril, a sangria nacional custou aos cofres federal e estaduais R$ 73,5 milhões.

 Treze tribunais não responderam ao CNJ sobre as folhas de pagamento de maio.

  Uma proposta legislativa para ajudar na remição das penas do ex-governador Sérgio Cabral.

O áudio polêmico do deputado federal Alceu Moreira (MDB-RS)

  Em gravação, o parlamentar (MDB-RS) diz como “passar” a verba destinada à Saúde para reformar a sede da Associação dos Caminhoneiros de Santo Antonio da Patrulha.

 A informação e a dica do deputado: “Não tem no orçamento da União dinheiro pra passar pra ´associação X´, tá, é complicado. Aí acertamos com os vereadores e com o prefeito”.

  OAB-RS pede que o Ministério Público Federal investigue os fatos.

 Quem é “Feruminho?

Político exitoso de sete mandatos, Pompeo de Mattos tem ação trabalhista contra o Banco do Brasil

  Na Justiça do Trabalho de Porto Alegre, o deputado federal (PDT-RS) busca até indenização pela perda de uma chance. E chegou a pedir gratuidade da justiça.

 A maldição do impeachment de Dilma segue “tarrafeando” políticos de vários partidos.

  Parabéns mulheres! Pesquisa revela que o tempo médio gasto, por elas, com afazeres domésticos e/ou cuidando de pessoas da família, totaliza 92 horas por mês.

  Ministério Público oferece denúncia contra cinco diretores da Net. E o que é que Embratel, Claro e Globo tem a ver com isso?

Uma ação de pequena entidade gaúcha contra a poderosa General Motors

 Propaganda dita “enganosa” da picape S10 General Motors estaria atingindo os ambientalistas, exibindo “uma carga pejorativa a quem cumpre o papel de suma importância, que é a defesa do meio ambiente”.

 O que pode estar embutido na campanha “Agro é Pop, Agro é Tech, Agro é Tudo, Está Aqui, Está na Globo”.

  Em outra frente um pedido ao CONAR – Conselho Nacional de Auto Regulamentação Publicitária para que suspenda a veiculação do comercial.

FEPAM festeja proteção ambiental com ´banner´ de aves e mamífero que não são da fauna gaúcha

 O desmanche no RS das instituições ligadas à proteção do meio ambiente, ciência e tecnologia.

 “O Brasil que eu quero/ É um país com todos os corruptos presos /E sem liminar do Gilmar /Que os possa soltar”...

 Projeto de lei federal com gratuidade judicial para advogados cobrarem seus honorários.

  Que ciúme! Salário inicial de advogado em grande escritório dos EUA: piso de US$ 190 mil por ano (US$ 15.833 por mês, cerca de R$ 60 mil), a partir de 1º de julho

A grande vitória jurídica do Grêmio no STJ

 O clube vence demanda ajuizada pelo filho de Lupicínio Rodrigues e pelo instituto que leva o nome do falecido compositor.

 A questão envolve direitos autorais sobre o Hino do Grêmio e a expressão “Imortal Tricolor”. Relator esclarece que a expressão foi uma loa a Eurico Lara (acima, a foto do grupo que tinha o goleiro como expoente).

 Em Caxias do Sul, a tartaruga forense está na “mesa da Elenita”.

  Ex-procurador investigado quer ser juiz federal.

 OAB-RS exclui mais uma advogada: a lista tem 50 nomes.