Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira , 18 de setembro de 2018.

Oito possíveis feriadões no calendário da Justiça Estadual do RS em 2018



O Órgão Especial do TJRS aprovou o calendário de feriados para o ano de 2018 na Justiça Estadual. Além dos feriados nacionais, também não haverá expediente forense nas comarcas do Interior nos feriados definidos em lei municipal.

Os pontos facultativos definidos pelo Poder Executivo não obrigam a observância pelo Judiciário.

Confira as datas: 

1º de janeiro - Confraternização Universal - segunda-feira;
02 de fevereiro - Nossa Senhora dos Navegantes - sexta-feira (*);
12 e 13 de fevereiro – Carnaval – segunda e terça-feira;
30 de março - Sexta-feira Santa – sexta-feira;
* 21 de abril – Tiradentes – sábado;
* 1º de maio - Dia do Trabalho - terça-feira;
* 31 de maio - Corpus Christi - quinta-feira (*)
* 07 de setembro - Independência do Brasil - sexta-feira;
* 20 de setembro - Revolução Farroupilha - quinta-feira;
* 12 de outubro - Nossa Senhora Aparecida - sexta-feira;
* 02 de novembro – Finados - sexta-feira;
* 15 de novembro - Proclamação da República - quinta-feira;
* 08 de dezembro - Dia da Justiça - sábado
* 25 de dezembro – Natal - terça-feira.

(*) Os dias assim indicados são feriados declarados em lei do Município de Porto Alegre.


3049202017.pdf

Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Magistrados podem, ou não, julgar ações em que haja atuação de familiares?

A AMB busca, em ADIn, a inconstitucionalidade do art. 144 do CPC. Este dispõe que há impedimento do juiz em ação “em que figure como parte cliente do escritório de advocacia de seu cônjuge, companheiro ou parente, consanguíneo ou afim”. Em rebate, a AGU sustenta a constitucionalidade do dispositivo.

Por “uma Justiça melhor”, Brasil sediará a 9ª Conferência da IACA

Será de 16 a 19 de setembro em Foz do Iguaçu. “Tolerância zero para a corrupção” é um temas do evento. Presidente da Suprema Corte da Suécia fará a conferência de abertura. Brasileiro Sérgio Moro palestrará sobre “Combate permanente à corrupção no mundo”.