Ir para o conteúdo principal

Edição sexta-feira , 20 de julho de 2018.

Presidente da OAB-RS anuncia a suspensão temporária de 295 advogados



Por Ricardo Breier, presidente da OAB-RS

A necessidade de termos uma nação mais correta e ordeira é fruto do esforço de todos. Sem exceção. A Seccional gaúcha da OAB tem clareza da sua responsabilidade em cobrar posturas das autoridades e exigir maior transparência dos governos. Ao mesmo tempo, a entidade está fazendo o seu dever de casa, até porque ninguém está isento da convivência de comportamentos eticamente indesejados.

O ano de 2017 vem sendo marcado por ajustes internos visando à qualificação do Tribunal de Ética e Disciplina (TED) da OAB-RS. Houve investimentos decididos pela atual diretoria e designadas prioridades para que a entidade pudesse realizar um trabalho ainda mais transparente e adequado às demandas. À frente do tribunal, o presidente César Souza vem tendo uma atuação qualificada e dedicada.

De janeiro até 25 de setembro de 2017, o TED julgou 719 processos ético-disciplinares.

Após os julgamentos, 295 advogados foram suspensos temporariamente. A relevância do TED se mostra ainda mais importante quando se analisam os números dos últimos onze anos (de 2007 a setembro de 2017).

Foram 17.485 processos julgados, sendo que 6.298 advogados receberam suspensão temporária. Além disso, 50 advogados foram excluídos da OAB-RS neste mesmo período. A nossa utopia é termos um TED com agenda livre.

Enquanto esse dia não chega, o tribunal se faz necessário não apenas para condenar: um julgamento isento é a oportunidade de advogados se defenderem de acusações indevidas, assegurando absolvições. Estamos fazendo a lição de casa deixando o corporativismo de lado.

A OAB-RS, em sua história de mais de 85 anos, construiu uma credibilidade junto aos gaúchos. Seguiremos cobrando posturas éticas de nossos representantes. E, olhando para nossa realidade, o empenho será permanente para que posturas de colegas que não se coadunam com nossa trajetória – uma absoluta minoria – sejam efetivamente julgadas.

A Ordem faz a sua parte para avançar na construção de um País mais justo e correto.


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Flexibilidade de pagamento do novo depósito recursal trabalhista

“A Reforma Trabalhista trouxe importante flexibilização no pagamento do depósito recursal pelos empregadores. Isso porque o valor do depósito recursal será reduzido pela metade para entidades sem fins lucrativos, empregadores domésticos, microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte”. Artigo de Ricardo Souza Calcini.

Lei de Proteção de Dados Pessoais aproxima o Brasil dos países civilizados

“Quem controla os dados, controla a vida das pessoas. Por isso o Direito se preocupa com o que as organizações fazem com eles. A nova lei brasileira cria mecanismos para que os indivíduos tenham o controle sobre seus dados, para que possam decidir sobre suas próprias vidas”. Artigo de Demócrito Reinaldo Filho, desembargador do TJ-PE

Charge Correio do Sul

Simplesmente vergonhoso

 

Simplesmente vergonhoso

Editorial do jornal O Estado de S. Paulo:  “Como se não bastasse promover o aparelhamento do Estado nos anos em que esteve no governo federal, o PT postula abertamente que as pessoas indicadas pela legenda continuem a trabalhar em seu benefício”.

"Fomos enganados pela TAP!"

Atenção viajores, acautelem-se! Arquiteta porto-alegrense, que retornou esta semana de Lisboa ao Brasil, conta que ela e o marido compraram passagens TAP mas tiveram, compulsoriamente, que  embarcar num desconhecido avião branco. Sem logotipos e desequipado – nem prefixo tinha - pertence a uma suposta Hi Fly. Alguém conhece?

O arbítrio é a evolução do Direito Penal ?

“A escancarada vulgarização da corrupção em todos os níveis da administração neste país tem justificado a aplicação da lei penal de forma um tanto arbitrária”. Artigo do advogado Fábio Bittencourt da Rosa.