Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira , 15 de junho de 2018.

Potins desta sexta-feira



O TRF da 1ª Região (Brasília) acolheu o pedido do movimento Escola Sem Partido e suspendeu a regra do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que pretendia zerar a redação dos candidatos que violarem os direitos humanos. A decisão tem caráter liminar. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pela prova, informou que recorrerá da decisão. As provas serão em dois domingos de novembro.

O desembargador federal Carlos Moreira Alves, ao conceder a medida, invocou dois fundamentos que, segundo ele, sustentam a "ilegitimidade" desse item no edital do Enem.

Primeiro: “Ofensa à garantia constitucional de liberdade de manifestação de pensamento e opinião, também vertente dos direitos humanos propriamente ditos”.

Segundo: “Ausência de um referencial objetivo no edital dos certames, resultando na privação do direito de ingresso em instituições de ensino superior de acordo com a capacidade intelectual demonstrada, caso a opinião manifestada pelo participante venha a ser considerada radical, não civilizada, preconceituosa, racista, desrespeitosa, polêmica, intolerante ou politicamente incorreta”.

• Ofensa à sexualidade

A 10ª Câmara de Direito Privado do TJ de São Paulo condenou a Editora Abril, o jornalista Reinaldo Azevedo e a rádio Jovem Pan ao pagamento de R$ 100 mil como reparação por danos morais à cartunista Laerte Coutinho.

Em artigo, no qual uma charge de Laerte era criticada, a revista Veja, seu colunista e depois a emissora de rádio fizeram comentários ofensivos sobre a sexualidade da cartunista.

Na origem do caso está uma charge que a cartunista publicou, comparando manifestantes a favor do impeachment da então presidente Dilma Rousseff a assassinos.

Criticando Laerte, o jornalista Azevedo empregou as expressões "baranga na vida", "falsa senhora" e "homem-mulher", dentre outras, para se referir à autora, que é transgênero.

Tanto a sentença como o acórdão referiram que as matérias críticas publicadas se dirigiram à pessoa da autora, e não exatamente à charge publicada por ela. "A conduta da autora, o seu comportamento, as suas ideias não autorizam a ninguém fazer uso da crítica - que é legítima - para ofender. Foi o que ocorreu no caso, visto que a matéria publicada se dirigiu mais à pessoa da autora do que propriamente à charge referida” – conclui o julgado. (Proc. nº 1125312-38.2015.8.26.0100).

• Cadastro positivo

O Senado aprovou o Projeto de Lei nº 212/17, que estimula a inclusão de dados nos cadastros positivos de crédito, permitindo que instituições financeiras incluam informações no sistema sem autorização específica dos clientes.

De acordo com a proposta, isso não é considerado quebra do sigilo bancário.

• Lombardi sem vínculos com Sílvio Santos

O TST negou provimento ao recurso interposto pela esposa e filhos do locutor Luís Lombardi Neto, falecido em 2009 após infarto. Eles buscavam o reconhecimento do vínculo empregatício entre o locutor e o Grupo Sílvio Santos.

Lombardi – com sua voz marcante - trabalhou durante 35 anos com ´o homem do baú´, mas após mais de três décadas como funcionário, teve de abrir empresa para continuar prestação de serviços ao SBT e empresas coligadas. O tribunal entendeu que “o modelo de trabalho beneficiava ambas as partes e preservava autonomia do locutor”.

Segundo a viúva de Lombardi, 30 anos após a contratação, o grupo deu baixa no contrato de trabalho do locutor, impondo, como condição da continuidade da prestação de serviços, que ele abrisse uma empresa.

Foi criada a Lombardi Promoções e Produções Artísticas Ltda., por meio da qual emitiu notas fiscais a oito empresas do grupo, referentes à remuneração recebida no período de 2005 a 2008, pagas ao locutor pelo SBT.  Segundo a petição inicial, “a prática adotada pela emissora visava fraudar a legislação trabalhista e mascarar a relação jurídica, a fim de enquadrar Lombardi como autônomo”. (Ag-AIRR nº 2162-27.2011.5.02.0381).

• A propósito

O acesso aos autos da ação acima mencionada permite saber que as empresas que constituem o Grupo Silvio Santos são oito:  Liderança Capitalização S.A., BF Utilidades Domésticas Ltda., SS Comércio de Cosméticos e Produtos de Higiene Pessoal Ltda., Silvio Santos Participações S.A., Liderprime Administradora de Cartões de Crédito Ltda., Banco Pan S.A., TVSBT Canal 4 de São Paulo S.A. e Sisan Empreendimentos Imobiliários Ltda.

Em outras palavras, um baú de empresas…

• A voz das arquibancadas

Vai virar coro dos torcedores cariocas no Brasileirão:  “Ei, Sérgio Cabral / Tão te esperando no presídio federal!”.

(Da “rádio-corredor” da OAB do Rio de Janeiro).

• Das redes sociais

• “A oposição não conseguiu obstruir a sessão sobre as denúncias contra Temer. Mas, pelo menos, provocou efeito colateral de obstrução na uretra do presidente”.

• “O médico que desobstruiu a uretra de Temer virou vítima de bullying entre os enfermeiros do hospital. Todos eles queriam que... (deixa pra lá)“.

• “Terceira idade é mesmo uma ´m´: o trabalho já não dá mais prazer; e o prazer dá muito trabalho”.


• Demolição de “beach clubs

Os “beach clubs”, bares e restaurantes construídos em área de preservação permanente (APP) na praia de Jurerê Internacional, em Santa Catarina, serão parcialmente demolidos. Serão mantidos, apenas, os postos de praia com a estrutura original de alvenaria — ou seja, as obras feitas depois do Termo de Ajustamento de Conduta assinado com o Ministério Público Federal em 2005.

A decisão é da 3ª Turma do TRF da 4ª Região, ao julgar a apelação cível interposta pelas partes envolvidas no processo: Ciacoi Administração de Imóveis Ltda., União, Ministério Público Federal, Associação de Proprietários e Moradores de Jurerê Internacional e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente. (Proc. nº 5023888-02.2016.4.04.0000)


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Potins desta terça-feira

 Gleisi Hoffmann quer que o Judiciário se sensibilize com o caos social e libere Lula.

• Na política brasileira, outubro chegou em junho.

 STJ decide se cidadã pode deixar de se chamar Tatiana, para ser Tatiane.

 Ainda sem título definitivo, vem aí as “memórias do cárcere de Lula”.

• As buscas no apartamento de Augusto Nardes: nada ostensivo...

 Brasileiros acreditam pouco na seriedade das eleições.

•  Benesses para os planos de saúde: 107% de aumento em sete anos.

Potins desta terça-feira

 Maior jornal da Inglaterra diz que “Sérgio Moro é “o homem que encerrou cinco séculos de impunidade no Brasil”.

 Governo acaba de criar mais um elefante branco: o SUSP, irmão do SUS.

•  STF vota na quinta-feira (24) proposta de nova súmula vinculante.

 Quando a “utilidade política” prevalece sobre a utilidade pública...

 Embaixadas para Temer, Moreira e Padilha – se Alkmin for Presidente da República. Mas ele nega.

• População com 60 de idade, ou mais, estará superando os moços de 16 a 24 anos, nas eleições de outubro.

 Impasse no TST para tentar orientar decisões uniformes em ações trabalhistas.

 Prorrogação do benefício de salário-maternidade, em decorrência de parto prematuro.

Novo slogan de Temer vira piada nas redes sociais

• A importância da vírgula: o presidente diz que “o Brasil voltou, 20 anos em dois”.

• Mas há quem ironize: “o Brasil voltou 20 anos em dois”.

 Uma busca e apreensão – por engano – na casa do secretário adjunto do CF-OAB.

 A prescrição que agrada banqueiros.

 Gilmar Mendes prevê uma avalanche processual nos foros e tribunais, Brasil afora.

 Quanto é dois mais dois?

• Uma análise de Joaquim Barbosa sobre o sistema político brasileiro.

Potins desta sexta-feira

• Presença estranha deixa magistradas assustadas em importante reunião na Universidade de Harvard.

•  Governo brasileiro exclui entidades da lista de convidados para a reunião anual da Organização Internacional do Trabalho.

•  Temer torce pela vitória de Henrique Meirelles: quer ser ministro da Justiça a partir de 2 de janeiro.

•  Empresas envolvidas em desastres ambientais só pagaram 3,4% das multas ambientais, que totalizam R$ 785 milhões.

•  Quem são os políticos, empresários e magistrados alfinetados nos voos comerciais brasileiros.

• O largo par de headphones que faz Luiz Fux não ser incomodado quando voa de Brasília ao Rio, e vice-versa.

Potins desta terça-feira

• Nova súmula do STJ publicada: prazo para seguro de vida cobrir suicídio

 Decisão da 2ª Seção do tribunal também cancelou a Súmula nº 61

 O aumento do tesão financeiro dos donos de motéis.

 Filha de Eduardo Cunha concorrerá a deputada federal como herdeira política do pai.

 A queda da arrecadação das maiores centrais sindicais do país.

 Impasse entre herdeiros da travesti Rogéria, falecida em 2017.

Potins desta terça-feira

 Advogado revela novo ponto de domínio dos flanelinhas em Porto Alegre.

• Eleições para a OAB-RS serão na última semana de novembro, no Gigantinho.

 Novas banheiras de hidromassagem para deputados federais.

 Fale com “Mister Bud”: ele anuncia os benefícios e malefícios da maconha.

• Mais da metade dos 640 mil orelhões espalhados pelo Brasil não são utilizados um minuto sequer.

• Qual o ministro preferido de Temer? Dou-lhe um, dou-lhe dois, dou-lhe três...

 Cinco procedimentos no CNJ contra desembargadora que ofendeu a falecida vereadora Marielle e pessoas com síndrome de Down.