Ir para o conteúdo principal

Sexta-Feira, 17 de Novembro de 2017

Vibração no Supremo!



Kauer ideia e imagem - Vendemos ideias que vendem

Imagem da Matéria

A tarde de quinta-feira passada foi aziaga no Supremo.  Na esquentada troca de flechadas verbais entre Gilmar Mendes e Luís Roberto Barroso ouviram-se difamações antagônicas sob o manto da imunidade jurisdicional.

- Vossa Excelência já foi advogado de bandido internacional – disse o primeiro.

- Vossa Excelência não julga, não fala coisas racionais, está sempre com ódio de alguém – rebateu o segundo.

E por aí se foram os dois, em farpas cada vez mais pesadas.

A notícia do confronto verbal se espalhou como um rastilho em Brasília e, rápido, mais operadores jurídicos foram chegando à Corte, pensando em assistir um imprevisível desfecho.

A segurança da Casa reforçou presença na sala de sessões e resolveu, também, aplicar o que seus agentes chamam de “cana dura”. É a “dica” que significa ser minuciosamente exigente na revista dos pertences pessoais de todos os que chegam – mesmo os mais conhecidos e idôneos frequentadores.

O inédito rigor fez encher o armário de inusitados objetos apreendidos temporariamente: biscoitos de polvilho, bolachinhas recheadas, determinados cigarros, cremes, géis e isqueiros, um par de sapatos altos guardados numa bolsa e... um vibrador – daqueles que servem para...relaxar pessoas tensas

Na saída, na hora da devolução, a segurança fez compenetrada discrição: não revelou quem eram os felizes donos dos objetos, entre estes um vibrador de cor azul celeste, devidamente acondicionado numa caixa de bom tamanho.


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Charge de Gerson Kauer

A banheira do Foro Central

 

A banheira do Foro Central

Em meio às obras de reforma do prédio antigo, a descoberta no subsolo: uma banheira! Não era nova, tinha indícios de uso, exibia arranhões – o que afastava especulações de que se tratasse de uma extravagância nova de algum ordenador de despesas. Então surgiram as brincadeiras compreensíveis que se misturaram a boatos absurdos.

Charge de Gerson Kauer

A defesa da honra

 

A defesa da honra

Em comarca do Interior gaúcho, “um homicídio de autoria desconhecida”.  A cidade era de violência zero e nada indicava que o homem tivesse sido vítima de latrocínio ou vingança. Veio então a intrigante conclusão do laudo policial: “O exame cadavérico constatou lesões internas; e no peito da vítima havia uma marca semicircular, em formato de ferradura”.

Gerson Kauer

Pernas maravilhosas

 

Pernas maravilhosas

A fábrica brasileira de calçados deu asas a um italiano. Ele era representante de empresa estrangeira que adquiria produtos fabricados na região calçadista. Mas passou a ter interesse paralelo nas pernas das empregadas da indústria...

Gerson Kauer

“Você não está filmando, né?...”

 

“Você não está filmando, né?...”

Cenas íntimas - de um casal que se formou na balada - pulularam na Internet. Depois virou caso judicial, com ações penal e cível. No julgamento desta, o juiz registrou que “mesmo que ela tivesse consentido com as gravações, jamais estava o parceiro sexual autorizado à divulgação posterior.

Gerson Kauer

O “Doutor Encoxador”

 

O “Doutor Encoxador”

Segundo a denúncia na ação penal, “o médico ordenava que as pacientes mantivessem respiração ofegante, também encoxando-as, enquanto introduzia sobre seus seios uma de suas mãos, alegando ser necessário para o perfeito exame de toque aferidor dos pulmões”.