Ir para o conteúdo principal

Edição antecipada 21-22 de junho de 2018.

Prévia da Ajuris sinaliza tendência de vitória de Carlos Duro nas eleições do TJRS



Uma prévia realizada pela Associação dos Juízes do RS – à qual poderiam ter comparecido 140 desembargadores, mais 650 juízes e pretores – mas que teve quórum baixo (180 votantes), demonstrou uma tendência em favor da chapa situacionista às próximas eleições do TJRS. A votação oficial ocorrerá no dia 19 de dezembro.

Foram 119 votos simulados para o grupo integrado pelos desembargadores Carlos Eduardo Zietlow Duro (candidato a presidente), Maria Izabel Azevedo Souza (1ª vice), Almir Porto da Rocha Filho (2º vice), Túlio Martins (3º vice) e Denise Oliveira Cezar (corregedora-geral).

A outra chapa tem como candidata à presidência a desembargadora Liselena Robles Ribeiro. Os demais integrantes são Marco Aurélio Heinz (1º vice), Manoel Martinez Lucas (2º vice), Isabel Dias Almeida (3ª vice) e Paulo Roberto Lessa Franz (corregedor-geral).

A prévia não tem valores estatísticos, mas é mero sinalizador de uma tendência. O sistema é semelhante a uma enquete, em que aparece para votar apenas quem quer.


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Servidores não podem atuar como mediadores extrajudiciais

Decisão do CNJ responde à consulta de tribunais estaduais e destaca “o intuito de resguardar o interesse público, manter a confiança dos jurisdicionados nas atividades do Poder Judiciário e observar os princípios constitucionais da isonomia, da impessoalidade e da moralidade administrativa”.

Segurança extra para os ministros do STF no aeroporto de Brasília

O tribunal contratou uma área exclusiva (R$ 374 mil por ano) para a espera em lugar reservado, a dois quilômetros do setor de embarque. Quando este é iniciado, os ministros são levados de van e embarcam por uma escada lateral no “finger”.