Ir para o conteúdo principal

Sexta-Feira, 15 de Dezembro de 2017
http://espacovital.com.br/images/mab_123_11.jpg

Dinheiro que ia para o bunker de Geddel era contado na casa da mãe dele



Nani Humor.com

Imagem da Matéria

Mãe Joana baiana

Em depoimento à Polícia Federal, Job Ribeiro, ex-assessor do deputado Lúcio Vieira Lima – irmão do notório Geddel (ambos do PMDB-BA), disse que contava dinheiro a pedido dos dois manos, na casa da mãe deles. A PF encontrou fragmentos de digitais de Ribeiro no "bunker" de Geddel descoberto em Salvador (BA), com um total de R$ 51 milhões em notas de reais e dólares.

Alguns trechos do depoimento:

• “Que em outras ocasiões, as quais passaram a ter maior frequência a partir de 2010, o declarante recebeu do senhor Geddel dinheiro na residência da mãe deste, para que o contasse";

• "Que o dinheiro era apresentado, em regra, em envelopes pardos e as somas giravam em tomo de R$ 50.000,00 a R$ 100.000,00; que a contagem era feita, em regra, em sala reservada que funcionava como gabinete".

Job também disse à PF que não sabia a origem do dinheiro ou o destino que era dado na sequência. Os valores, segundo seu depoimento, vinham "soltos, ou mesmo novos com fitas".

O ex-assessor, que foi exonerado depois de ter sua prisão domiciliar decretada, disse ainda que trabalhava nas residências dos políticos e era incumbido em algumas oportunidades de também contar dinheiro do posto de combustível de propriedade da família.

A ´rádio-corredor´ da OAB da Bahia não perdeu a oportunidade para alfinetar: “Descobriu-se, afinal, o endereço mais recente da Casa-da-Mãe-Joana”.

Vale tudo!

Casa-da-Mãe-Joana é uma expressão de língua portuguesa que significa o lugar ou situação onde vale tudo, sem ordem, onde predomina a confusão, a balburdia e a desorganização. Sua origem remonta ao século XIV.

Ensina o advogado, historiador e antropólogo brasileiro Luís da Câmara Cascudo que a expressão se deve a Joana Primeira de Nápoles, que viveu na Idade Média (1326 a 1382) e foi rainha de Nápoles e condessa de Provença. Ela teve uma vida atribulada e em 1346 passou a residir na França, por duplo motivo.

Primeiro: envolveu-se em uma conspiração política de que resultou a morte de seu marido André. Segundo: foi exilada pela Igreja por causa de sua vida desregrada e permissiva.

 Enxaguante em alta velocidade

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, denunciou no STF o jurista e ministro do TSE Admar Gonzaga Neto. Em junho deste ano, a esposa Élida Souza Matos disse formalmente à Polícia Civil do DF ter sido ofendida (“prostituta” e “vagabunda”) e agredida com o arremesso de um enxaguante bucal, e depois empurrada.

Um exame registrou que um dos olhos de Elida apresentava “lesões de inchaço e rouxidão na área contígua”.

Com a repercussão, Élida retratou-se, afirmando que já se reconciliara, “e que a briga se dera por ciúmes, tudo não passando de discussão de casal, já superada”. Mas, conforme a Lei Maria da Penha, a renúncia à representação só é admitida perante o juiz, em audiência designada com essa finalidade, antes do recebimento da denúncia e após o MP ser ouvido.

 O amigo das mulheres

Começa nesta sexta (17) uma nova campanha publicitária do PMDB, tentando amenizar a imagem machista (também de gafes) de Michel Temer.

Dele vão falar bem os notórios Romero Jucá e Eunício Oliveira. E a prefeita de Boa Vista (RR) Tereza Surita vai propagandear que “o presidente pode continuar contando com o apoio das mulheres do PMDB”.

Apoio feminino para Temer? Só mesmo das mulheres peemedebistas...


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Brasileira estudante de Direito faz aborto na Colômbia

• O dilema da mãe de dois meninos – e com nova gestação avançando – enquanto a Justiça brasileira não decidia.
Rebeca Mendes Silva (foto) teve apoio da ONG Consórcio Latinoamericano contra o Aborto Inseguro.
• A próxima decisão do STF sobre a prisão, ou não, logo após a condenação de segunda instância.
• Sérgio Cabral: pastor de igreja, ou ladrão? Qual os leitores preferem?
• Procuram-se políticos honestos para uma festa do amigo secreto, em Brasília.

Natal generoso para várias dezenas de magistrados gaúchos

•TJRS está pagando novas “diferenças residuais da transição da URV”, cuja conta já custou ao Estado mais de R$ 1,4 bilhão.
• Decisão da Justiça de SC mantém o pagamento do imposto sindical.
• Universitários (as) e estagiários (as) cuidem-se! Entre eles, 12% nunca usam, nem exigem, a camisinha.
• Dois desembargadores do TRT-RS habilitados à vaga de ministro do TST.

Março ou abril: as datas em que Lula poderá ser condenado ou absolvido pelo TRF-4

• Voto pronto já saiu do gabinete de Gebran Neto e agora está, criptografado, no notebook de Leandro Paulsen.
• Lembram daquela história do “usufruto financeiro” de Eduardo Cunha? Vai custar a ele R$ 3,8 milhões de multa.
• O silêncio domina, dez meses e meio de depois da morte de Teori Zawascki.
• Mudança na jurisprudência da ação de cobrança de quotas condominiais.

Mais cuidados ao prestar fiança!

• Decisão do STJ estabelece que “fiadores de contrato de locação são solidariamente responsáveis pelos débitos locativos, ainda que não tenham anuído com o aditivo contratual que previa a prorrogação do contrato”.
• O castigo judicial contra advogado que ameaçou matar ex-namorada.
• Brasil: “pátria das tornozeleiras”.
• O dedo-duro do zagueiro da Ponte Preta...

Um grande lobby para tentar liberar os cigarros eletrônicos no Brasil

• A Souza Cruz tenta convencer a Anvisa e a opinião pública de que os E-cigarettes não causam mal à saúde. Mas...
• Agentes do propinoduto só esperam a chegada de Papai Noel para poderem sair por aí...
• Os US$ 59 milhões anuais que fizeram Luciano Huck desistir de concorrer à Presidência da República.