Ir para o conteúdo principal

Edição antecipada 21-22 de junho de 2018.
http://espacovital.com.br/images/mab_123_13.jpg

Um grande lobby para tentar liberar os cigarros eletrônicos no Brasil



Arte de Camila Adamoli sobre foto Gannett

Imagem da Matéria

Bafo sem cheiro

A Souza Cruz começa esta semana uma nova frente negocial: tentará convencer a Anvisa – e a opinião pública - de que os cigarros eletrônicos não fazem mal à saúde. O planejamento verde-e-amarelo inclui seminários, conversas, distribuição de releases e afins para tentar realçar que esse tipo de tabagismo – proibido no Brasil desde 2009 – está liberado nos EUA e Europa.

A fumaça lobista – de médio e longo prazo - vai dar o que falar.

Os cigarros eletrônicos têm piteira e contêm cartucho substituível, preenchido com um líquido composto de propilenoglicol, nicotina e substâncias aromatizantes (estas últimas, opcionais).  O usuário aspira uma névoa contendo pequenas gotículas do líquido. Como complemento, vão junto micro gotas de nicotina que o fumante necessita para manter a dependência.

Riscos à saúde

Os cigarros eletrônicos, conhecidos como E-cigarettes, produzem substâncias tóxicas similares às encontradas no tabaco e podem prejudicar os pulmões e sistema imunológico, afirmaram recentemente cientistas da Universidade John Hopkins, nos Estados Unidos.

O novo estudo é tido como o primeiro em que animais foram expostos ao vapor de nicotina e comprovou que a alternativa está longe de ser uma alternativa segura para fumar.

Nos experimentos, os ratos expostos à fumaça dos E-cigarrettes sofreram danos leves nos pulmões e tornaram-se muito mais suscetíveis a infecções respiratórias. As respostas imunitárias a vírus e bactérias foram enfraquecidas e alguns animais morreram.

Os cientistas também descobriram que o vapor do cigarro eletrônico contêm toxinas 'radicais livres' semelhantes às encontradas na fumaça do cigarro e da poluição atmosférica. A pesquisa foi publicada no jornal online Public Library of Science One.

Papai Noel bem-vindo!

• Acompanhado, dia e noite, por uma tornozeleira e em prisão domiciliar há nove meses, o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró está contando os dias (faltam 26) para a chegada do 24 de dezembro. A partir dessa data, ele poderá sair de casa nos dias úteis, entre 10h da manhã e 8h da noite, para zanzar por aí.

• Na mesma véspera natalina, o lobista Fernando Soares (o “Baiano”) também terá uma super alegria. Deixará de ser monitorado pela algema canelar e, então, terá apenas que dormir em casa (Barra da Tijuca, Rio) e prestar seis meses de serviço comunitário. A partir de julho ganha o mundo, livre e faceiro. E endinheirado, claro.

• E Pedro Barusco – que como ex-gerente da Petrobras “ganhou” o suficiente para devolver mais de R$ 200 milhões à estatal - no dia 31 de dezembro ele se livrará da tornozeleira. E a partir de março, poderá até viajar ao exterior. Tem cacife para o que der e vier.

• Na conjunção, já tem gente pensando que o crime compensa.

Dilema milionário

A “rádio-corredor” do Conselho Federal da OAB irradiou ontem (27) uma informação de que as dúvidas de Luciano Huck sobre sua candidatura – agora sepultada - ao Planalto em 2018 não tinham origem nem política, nem partidária.

É que, semana passada, ele ficou ciente de que a Globo rescindiria seu contrato, no mesmo dia em que se filiasse a um partido. Consequência imediata, perderia milhões em dinheiro (salários, produção de filmes, receitas de imagem e merchandising).

A propósito, a revista People With Money (EUA) diz que Luciano é “o apresentador mais bem pago no mundo” – receita anual de US$ 59 milhões. Uma bagatela de U$ 4,9 mi mensais – ou U$ 163 mil diários.

Não dá para perder tudo isso aí... Principalmente se a intenção for, mesmo, manter-se distante dos milhões que jorram no propinoduto.


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Sem acordo na AGU, auxílio-moradia para juízes não terá mudanças neste ano

 Ajuda para “morar melhor”: só em abril, a sangria nacional custou aos cofres federal e estaduais R$ 73,5 milhões.

 Treze tribunais não responderam ao CNJ sobre as folhas de pagamento de maio.

  Uma proposta legislativa para ajudar na remição das penas do ex-governador Sérgio Cabral.

O áudio polêmico do deputado federal Alceu Moreira (MDB-RS)

  Em gravação, o parlamentar (MDB-RS) diz como “passar” a verba destinada à Saúde para reformar a sede da Associação dos Caminhoneiros de Santo Antonio da Patrulha.

 A informação e a dica do deputado: “Não tem no orçamento da União dinheiro pra passar pra ´associação X´, tá, é complicado. Aí acertamos com os vereadores e com o prefeito”.

  OAB-RS pede que o Ministério Público Federal investigue os fatos.

 Quem é “Feruminho?

Político exitoso de sete mandatos, Pompeo de Mattos tem ação trabalhista contra o Banco do Brasil

  Na Justiça do Trabalho de Porto Alegre, o deputado federal (PDT-RS) busca até indenização pela perda de uma chance. E chegou a pedir gratuidade da justiça.

 A maldição do impeachment de Dilma segue “tarrafeando” políticos de vários partidos.

  Parabéns mulheres! Pesquisa revela que o tempo médio gasto, por elas, com afazeres domésticos e/ou cuidando de pessoas da família, totaliza 92 horas por mês.

  Ministério Público oferece denúncia contra cinco diretores da Net. E o que é que Embratel, Claro e Globo tem a ver com isso?

Uma ação de pequena entidade gaúcha contra a poderosa General Motors

 Propaganda dita “enganosa” da picape S10 General Motors estaria atingindo os ambientalistas, exibindo “uma carga pejorativa a quem cumpre o papel de suma importância, que é a defesa do meio ambiente”.

 O que pode estar embutido na campanha “Agro é Pop, Agro é Tech, Agro é Tudo, Está Aqui, Está na Globo”.

  Em outra frente um pedido ao CONAR – Conselho Nacional de Auto Regulamentação Publicitária para que suspenda a veiculação do comercial.

FEPAM festeja proteção ambiental com ´banner´ de aves e mamífero que não são da fauna gaúcha

 O desmanche no RS das instituições ligadas à proteção do meio ambiente, ciência e tecnologia.

 “O Brasil que eu quero/ É um país com todos os corruptos presos /E sem liminar do Gilmar /Que os possa soltar”...

 Projeto de lei federal com gratuidade judicial para advogados cobrarem seus honorários.

  Que ciúme! Salário inicial de advogado em grande escritório dos EUA: piso de US$ 190 mil por ano (US$ 15.833 por mês, cerca de R$ 60 mil), a partir de 1º de julho

A grande vitória jurídica do Grêmio no STJ

 O clube vence demanda ajuizada pelo filho de Lupicínio Rodrigues e pelo instituto que leva o nome do falecido compositor.

 A questão envolve direitos autorais sobre o Hino do Grêmio e a expressão “Imortal Tricolor”. Relator esclarece que a expressão foi uma loa a Eurico Lara (acima, a foto do grupo que tinha o goleiro como expoente).

 Em Caxias do Sul, a tartaruga forense está na “mesa da Elenita”.

  Ex-procurador investigado quer ser juiz federal.

 OAB-RS exclui mais uma advogada: a lista tem 50 nomes.