Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira , 15 de junho de 2018.

Audiência de acareação



Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

Na comarca gaúcha de 60 mil habitantes, o juiz designa audiência de instrução da ação penal contra um homem de 30 anos, sujeito tosco, mãos calejadas, acusado de, no interior do município, estuprar uma idosa senhora, quase alquebrada, moradora em distante rincão do município.

A polícia chega ao suspeito por indicações de vizinhos sobre a cor e tipo de moto que ele tripulava ao fugir depois da investida criminosa.

A defesa nega os fatos.  Na audiência estão presentes o magistrado, o promotor, o advogado de defesa e a escrevente. O juiz determina que os PMs conduzam o suspeito e - à moda antiga compatível com a época - inicia a acareação.

- A senhora reconhece este homem, sentado aqui à minha frente, como o autor da violência?

A vítima fita o acusado e logo vai desviando o olhar para os lados. Mira o juiz, mira o promotor, mira o advogado de defesa.

Então a surpresa, na resposta:

- Esse aqui na frente acho que não foi. Mas tô meio desconfiada que pode ter sido esse moço ali...

E então aponta para o jovem advogado de defesa, 29 anos, bem trajado e aprumadíssimo – talvez até cheiroso.

Inquietação, risos, constrangimento, etc. O juiz suspende a audiência e mais tarde julga improcedente a ação penal, por falta de provas.

Detalhe importante: o “jovem ali” – aquele de quem a septuagenária absurdamente desconfiou – dois anos depois fez concurso para a magistratura e hoje atua em comarca de entrância final.

A senhora supostamente violentada mora no reino dos céus.


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Charge Gerson kauer

Mulher juíza, não!

 

Mulher juíza, não!

Caro leitor(a), palpite onde ocorreu. Envie o cupom eletrônico, depois de ler a história de um ´machista´ que – durante audiência - deixou em polvorosa uma magistrada, uma promotora, uma defensora pública, uma escrevente e uma estagiária. Ele era acusado de crime ambiental: maus tratos contra o seu próprio cavalo.

Charge de Gerson Kauer

   Recurso especial com sabor de queijo francês

 

Recurso especial com sabor de queijo francês

Não se tratou do já tolerado erro do “copia e cola”. Era uma folha à parte, íntegra e autêntica, contendo um ensinamento culinário: “Em uma tigela, misture três tomates maduros, três colheres de azeite e três colheres de manjericão fresco picado”.

Gerson Kauer

Reunião da turma de Direito

 

Reunião da turma de Direito

Por que, de 1988 a 2018, o mesmo grupo de advogados (as), magistrados(as) e promotores(as) decidiu, a cada dez anos, sempre comemorar o aniversário de formatura na... churrascaria Picanha Excelência.

Charge de Gerson Kauer

Barbatimão jurídico

 

Barbatimão jurídico

Em processo de divórcio litigioso, o estagiário – que sempre faz minuciosos projetos de sentença - deparou-se, estupefato, em meio às petições, com uma confidência que um dos advogados da causa fizera à sua dileta noiva. Era mais um caso de erro do “copia e cola”

Charge de Gerson Kauer

Exagero na relação conjugal

 

Exagero na relação conjugal

Meia-noite de uma sexta-feira, Sua Excelência e a esposa – ele cinquentão, ela quarentona - tentam apimentar o relacionamento sexual. Por isso combinam que ela, em decúbito ventral, será algemada num dos decorativos vãos da cabeceira da própria cama do casal