Ir para o conteúdo principal

Edição sexta-feira , 17 de agosto de 2018.
http://espacovital.com.br/images/mab_123_13.jpg

Março ou abril: as datas em que Lula poderá ser condenado ou absolvido pelo TRF-4



Chargista Quinho

Imagem da Matéria

O julgamento do ano

A “rádio-corredor” da Justiça Federal gaúcha está aceitando palpites para a “quinzena aproximada” em que a 8ª Turma do TRF-4 levará a julgamento, em 2018, a apelação da ação penal em que o ex-presidente Lula foi condenado por Sérgio Moro, em 12 de julho, a nove anos e seis meses de prisão.

O projeto de voto do relator João Pedro Gebran Neto está pronto desde sexta-feira passada (1º).

Por ser sigiloso, o conteúdo do voto, por ora, só é conhecido, por mais uma pessoa: o revisor Leandro Paulsen. Depois vai para o sistema eletrônico do vogal Victor Luis dos Santos Laus, ficando disponível - em segura criptografia - somente para os desembargadores do colegiado tríplice que fará o julgamento.

Em tempo: o maior número de palpites sugere que o julgamento será em abril. E se dividem entre as quartas-feiras dias 4, 11, 18 e 25.

Mas há quem crave o dia 28 de março.

O alto preço do usufruto

Em meio aos revezes penais nas negociações para acordo de delação premida na Lava Jato, o notório Eduardo Cunha acaba de receber mais uma má notícia. Foi multado em R$ 3,8 milhões pela Receita Federal por ocultação de recursos no exterior.

O dinheiro estava naquelas contas em nome de “trusts”, das quais o ex-deputado – segundo suas próprias palavras - seria “apenas usufrutuário”.

Lembram daquele ditado de que “a mentira tem pernas curtas”? Pois é.

Meses de silêncio

A um mês e meio de completar-se um ano do acidente aéreo que matou Teori Zavascki, a investigação da Polícia Federal e da Aeronáutica não chegou, sequer, a uma conclusão preliminar.

A certeza apenas, por ora, é de que no dia 19 de janeiro de 2018 haverá missa de 1º ano do falecimento do ministro do STF e dos quatro outros falecidos.

Dívidas de condomínio

Mudança na jurisprudência sobre débitos condominiais. O STJ reformou decisão do TJ do Rio que, em ação de cobrança de cotas condominiais, manteve condenação de devedor ao pagamento das despesas vencidas e a vencer até o trânsito em julgado do processo.

O condomínio interpôs recurso especial sob o fundamento de que “as despesas condominiais têm natureza continuada e periódica e, por esse motivo, a execução da sentença que reconhece seu débito deve alcançar as prestações vencidas até a efetiva quitação, e não até o trânsito em julgado, em respeito à efetividade da prestação jurisdicional e à economia e utilidade do processo”.

A relatora, ministra Nancy Andrighi, acolheu os argumentos, admitindo que o objetivo é evitar litígios idênticos e, consequentemente, uma melhor utilidade e economia do processo.

O julgado resume que “as prestações podem ser incluídas na execução enquanto durar a obrigação, ainda que o vencimento de algumas delas ocorra após o trânsito em julgado da sentença condenatória” – resume.  (REsp nº 1548227).


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

“Japonês da Federal” revela ter sido agente da ditadura nos anos 70

 Mas ele concluiu que o melhor é o período democrático. “Sou contra direita e esquerda” – diz.

 Recuperação judicial da Editora Abril. Passivo é de 1 bilhão e 600 milhões.

 Indenização para casal que comprou apartamento (“Residencial Liberdade”) no entorno da Arena do Grêmio.

Biotônico Fontoura para a presidente do STF melhorar o apetite

 Cármen Lúcia (que está pesando 40 quilos) avalia que há 13 milhões de desempregados indignados com a expectativa de aumento nos salários da magistratura e...os efeitos-cascata.

 Do que Dias Tóffoli não lembrou, ao explicar o mimo financeiro para os ministros...

 A estranha placa que apareceu no cemitério público de Santa Cruz do Sul.

 O colorado D´Alessandro vence o Município de Porto Alegre, em embargos do devedor contra executivo fiscal. (Leia a sentença).

A possibilidade da visita íntima de Adriana Ancelmo ao ex-governador Sérgio Cabral

 Onde, quando e com que duração seria(m) o(s) encontro(s)? Ele já tem condenações superiores a 100 anos. E ela está em prisão domiciliar concedida por Gilmar Mendes.

  TRT-RS invalida banco de horas da General Motors em Gravataí.

  Gaúcho Francisco Rossal de Araújo convocado para atuar como ministro do TST.

Gilmar Mendes devolve ao TJRS ação de desembargador gaúcho contra vereador porto-alegrense

 Ex-presidente da corte do RS busca indenização. Ministro do STF determina que o tribunal estadual selecione dois ou mais recursos representativos da controvérsia, para fins de afetação.

 Defesa de Lula desiste, no STF, do pedido de liberdade de Lula.

 Elogio e consideração às maravilhosas mulheres brasileiras.

 Nosso país envelhecendo: 531 dos 5.570 dos municípios brasileiros já têm mais moradores acima de 60 anos do que menores de 15 anos.

Oposição define candidatos às eleições de novembro na OAB-RS

 O Espaço Vital antecipa os nomes da advogada Luciane Toss (vice) e Paulo Roberto Petri da Silva (presidente). Ela é advogada trabalhista e professora. Ele tem Tarso Genro como companheiro de banca advocatícia.

 Outra carga pesada suportada pelos brasileiros: bancar 5.570 vice-prefeitos e 27 vice-governadores.

 Com aumento, ou não, do número de membros da Suprema Corte, novo Presidente da República fará pelo menos duas nomeações: os substitutos de Celso de Mello (2020) e Marco Aurélio (2021).