Ir para o conteúdo principal

Sexta-Feira, 15 de Dezembro de 2017

Depois da audiência adiada, juiz dá meia-volta



Depois de toda a controvérsia – que varou o Estado – a propósito da transferência de uma audiência, para que torcedores gremistas e secadores colorados pudessem assistir o jogo do Grêmio, no próximo dia 12, o juiz Marcelo da Silva Carvalho deu meia-volta na decisão judicial.

Ele escreveu ter-se equivocado “no despacho retro na medida em que a audiência já havia sido cancelada em 24/11/2017”.

Assim, ele revogou a decisão anterior e determinou que “voltem os autos conclusos para sentença”.

A “rádio-corredor” da OAB de Santa Cruz do Sul não perdeu a ocasião, ontem (6) para ser espirituosa e deixou uma sugestão: “Nessa ação que já tem dois anos e meio de demora processual, bem que o magistrado poderia proferir a sentença durante a realização do jogo, mostrando assim prioritário apego à cena forense”. (Proc. nº 1.15.0000694-9).

Leia na base de dados do Espaço Vital
Juiz gaúcho adia audiência em 40 dias por causa de jogo do Grêmio em Abu Dhabi


Comentários

Carlos Alberto Stimamilio - Aposentado 07.12.17 | 20:59:05
Depois desse comportamento inadequado para um magistrado, sentenciar no processo que tramita durante dois anos e meio é o dever daquele juiz, que expôs a sua pessoa e o Poder Judiciário gaúcho a um episódio que beirou ao ridículo.
Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Ataque contra dois juízes no Foro da Comarca de Marau (RS)

Foram disparados no mínimo seis tiros. A intenção era libertar um preso que prestava depoimento. Reação policial imediata prendeu três homens. Veja cenas e escute os tiros, em filmagem feita por celular.

O foro caixa-preta

Nem o CNJ, nem os tribunais estaduais, nem os TRFs sabem exatamente quantas ações penais “abençoadas” pelo foro privilegiado tramitam no País.