Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira, 19 de outubro de 2018.

Potins desta terça-feira



Reprodução das redes sociais

Imagem da Matéria

Peito aberto

É bem como o leitor está vendo na imagem aí de cima, que circulou nas redes sociais.

Segundo os grupos de discussão, foram palavras de um cirurgião gaúcho, durante debates virtuais de médicos brasileiros – na quinta passada, à noite, comparando tribunais e hospitais brasileiros.

• O crime compensa...

Um dos mega corruptos da Petrobras, o ex-diretor Paulo Roberto Costa já pode deixar o Brasil. Pelas graças da dupla cidadania (também é português), ele já recuperou o passaporte.

Depois de passar apenas seis meses na cadeia, o esperto mantém, na ficha cadastral, a proeza de ter se apropriado de R$ 70 milhões, além de ter ajudado a desviar outros R$ 300 milhões.

A propósito do potim aí de cima uma espirituosa comparação: “Gente como o Paulinho agradece a Deus por não ter nascido na China”.

Foi na última sessão do Conselho Federal da OAB. Há testemunhas.

• Ambiente macabro

Um mecânico de refrigeração receberá indenização por danos morais, porque sua rotina de trabalho incluía “eventualmente carregar cadáveres e sempre fazer refeições próximo ao mortuário”. Empregado da empresa DSD Engenharia, ele trabalhava – como terceirizado - na Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde, em Porto Alegre.

Detalhe: “Era obrigado a trocar de roupa e fazer suas refeições no antigo local onde os corpos eram lavados - em frente ao laboratório de anatomia, onde ficam guardados em média 40 cadáveres humanos”.

O juiz da 7ª Vara do Trabalho de Porto Alegre deferiu R$ 5 mil de reparação financeira. Comparativamente, são só R$ 623 a mais do que o valor do mensal penduricalho (R$ 4.377) que os magistrados recebem para morar bem – longe das morgues, claro. Não há trânsito em julgado. (Processo nº 0020343-04.2016.5.04.0007).

• Riscos da cor preta

Paulo Maluf – um dos ilustres hóspedes da Papuda – foi proibido, semana passada, de receber o presente enviado por um amigo: os dois volumes de Memórias da 2ª Guerra Mundial, de Winston Churchill.

A causa do veto para a entrega do presente é técnica: segundo os seguranças, “uma vez dissolvidas em água, as capas poderiam produzir tinta escura para tingir as camisetas dos internos e favorecer possíveis fugas noturnas”…

O atilado jornalista Ricardo Boechat analisou e concluiu: “Tal cautela tem pinta de exagero, mas o deputado Maluf já provou que é capaz de milagres”...

• Das redes sociais

• “Obrigação de ministro é julgar. Marcar uma viagem para ser homenageado e mostrar o check-in do voo em plenário é um desaforo à sociedade e a seus colegas”.

• “Os seis (Marco Aurélio, Gilmar, Lewandowski, Celso, Toffoli e Rosa) condenaram uma Nação para salvar um ladrão”.

• “Mega manifestação na frente do Supremo, no dia 3 de abril. Ou você vai, ou ele volta”.

• À moda Dilma

Súmula 171 - O STF reuniu-se para decidir. Mas decidiu que antes precisava decidir se podia decidir. Decidiu que podia. Mas decidiu não decidir, mesmo podendo decidir. Decidiu que vai decidir no dia 4. Mesmo assim, decidiu que o TRF-4 não pode decidir pela prisão antes da suprema decisão”.

(De um grupo de discussões de advogados gaúchos, via WhatsApp, na sexta pela manhã).


Comentários

Beatriz Moreira Siqueira - Aposentada E Advogada 27.03.18 | 17:29:28

Impressionante. A cada leitura e em especial a de hoje, e, apesar dos meus 76 anos e 36 de inscrição na Ordem, sinto-me como semi-analfabeta em questões jurídicas, é o slogan "sei que nada sei". Espero novos horizontes. 

Eliel Valesio Karkles - Advogado 27.03.18 | 10:36:12
Parabéns pela matéria. Muito adequada para os dias de hoje.
Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Potins desta terça-feira

 Nova lei permite que advogados de sindicatos possam receber, cumulativamente, os honorários contratados com a entidade que representam e os honorários de sucumbência assistenciais.

 Magistrados não podem participar de câmaras privadas de conciliação.

 Um oficial de justiça à espera de Ciro Gomes.

Notícias curtas desta terça-feira

•  Judiciário brasileiro tem 80,1 milhões de processos em tramitação.

• Uma alfinetada de Roberto Barroso em Gilmar Mendes.

• José Dirceu, o czar do Brasil.

•  O Brasil que eu quero é... a Dinamarca!

•  A apreensão de vários milhares de telefones celulares da marca Alcatel.

Potins desta sexta-feira

•  “Autos processuais não localizados, apesar de muita procura”...

•  Liminar proíbe associação de direito médico de prestar atividades jurídicas.

•  Cliente de banco consegue anular cobrança de “tarifa de serviços administrativos”.

•  TST decide que é ilegal exigir depósito prévio para custeio de perícia.

•  Cancelada súmula do STJ sobre proibição de banco reter salário para adimplir mútuo comum.

•  Feriadão encaminhado no STJ para 14/18 de novembro.

Potins desta terça-feira

 Número de advogados brasileiros supera a marca de 1,1 milhão

 Ação trabalhista de doméstica contra o ex-patrão João Dória, ex-prefeito de São Paulo.

 Lula: presidenciável ou “presodenciável”?

• Eduardo Cunha quer pagar parte da multa de R$ 5,7 milhões com dinheiro que está sendo repatriado do exterior.

• Uma ação do Flamengo contra o colorado Paolo Guerrero.

 Amiga de Dilma será a advogada eleitoral de HenriqueMeirelles. É milagre político.

 “Mãe União” garante curso em Lisboa para dois advogados.

 Cármen Lúcia recusa sala vip nos aeroportos.

 O aperto de Preta Gil e o impasse na devolução de um apartamento que ela não consegue pagar.

Potins desta sexta-feira

· Ciro Gomes prega que juízes e promotores voltem às suas caixinhas. E quer a restauração da autoridade do poder político.

· A cara feia de Cármen Lúcia.

· E a cara sorridente de magistrados mineiros bafejados por altos salários.

· A engraçada comédia dos candidatos à Vice-Presidência da República.

· Uma benção na sede do TRF-2, para afastar assombrações noturnas.

· Indenizações do DPVAT vão ter indenizações aumentadas. Mas o custo do seguro também vai subir.

Potins desta sexta-feira

 Negado vínculo de emprego entre carregador de tacos de golfe e o Country Clube de Porto Alegre.

 Um homem e sua união estável com duas mulheres

TRF-4 mantém liminar que impede governo do RS de arquivar a extinção da Fundação Piratini.

 CF da OAB diz que o modelo da Agência Nacional de Saúde e outras reguladoras está falido.

 Auxílio-acidente depois do auxílio-doença.

 MPF vai pedir, em agosto que Adriana Ancelmo volte para a prisão.