Ir para o conteúdo principal

Edição de Sexta-feira, 20 de abril de 2018.
http://espacovital.com.br/images/mab_123_13.jpg

As curvas – cheias de juridiquês – que notabilizaram Rosa Weber



Arte EV sobre foto Google Imagens

Imagem da Matéria

As curvas de Rosa Weber

Foi tanto ´vai pra lá, vai pra cá´, que o voto – cheio de curvas - de Rosa Weber pode até virar série da Netflix. É que a poderosa empresa estadunidense tem público (106 milhões de assinantes) milhares de vezes maior do que aqueles que se dispõem, três ou quatro vezes por ano, a assistir verborrágicos e rebuscados julgamentos no STF.

A propósito: quem tiver oportunidade de rever o vídeo da sessão de anteontem do STF não deve perder, pelo menos, o momento em que - depois de longo palavrório prévio de 22 minutos - pela primeira vez Rosa Weber engatilha no sentido de que negaria o habeas a Lula.

Então, a um tempo só, Marco Aurélio e Lewandowski deixam transparecer, nas faces, suas decepções. Em seguida, os dois pedem apartes e assestam ferinas construções doutrinárias – que deram em nada.

E logo Cármen Lúcia ensaiou um tímido, mas feliz, sorriso.

 Placar dos 18

Um advogado gaúcho – que é também notório bacharel em Ciências Contábeis – disparou ontem na “rádio-corredor” da OAB-RS, o que ele chamou de “o placar do Lula”.

Textualmente e entre aspas: “1 x 0 do Moro; 3 x 0 no TRF-4; 5 x 0 no STJ; 3 x 0 no TRF-4 de novo; e finalmente 6 x 5 no STF”.

Goleada somada: 18 x 5.

Pode até haver divergência jurisprudencial. Mas não há qualquer controvérsia aritmética.

 O gol de Gilmar

De volta a Portugal – de novo! - mal comparando-se a Cristiano Ronaldo, o ministro Gilmar Mendes tentou valorizar seu voto a favor de Lula, nos 6 x 5 que o ex-presidente sofreu no STF: “Meu gol foi também de bicicleta!

A história e a frase de pilhéria foram ouvidas ontem (5) ao meio-dia, em Lisboa, na Ordem dos Advogados Portugueses. O ministro brasileiro, claro, não estava presente.

Política futebolística

Talvez não sirva como consolo patriótico, mas 6 x 5 é muito melhor do que 7 x 1”.

(De um ex-dirigente do Grêmio, ontem, nas redes sociais, festejando dois placares: os 4 x 0 da Libertadores e os 6 x 5 da Rosa e da Cármen).


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Administradora de condomínios condenada por cobrar juros abusivos

 Condomínio do Edifício Érico Veríssimo receberá, de volta, os valores que lhe foram cobrados a mais. Repetição do indébito envolve rubricas indevidas de COFINS/CSLL/PIS/IR/ISS sobre os serviços auxiliares de administração.

 Uma tentativa de fraude bancária, via WhatsApp alcança colegas do advogado Lenio Streck.

• O cacoete de honorários advocatícios sucumbenciais no percentual mínimo.

 Novas banheiras de hidromassagem para Suas Excelências, os senhores deputados federais.

Espaço especial para a mala do juiz...

•  O que aconteceu quarta, às 10h55, no aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, pouco antes da decolagem do voo nº 4156.

•  Porto Alegre é demais: o império dos flanelinhas, nas laterais do Palácio da Justiça.

•  Senador Lasier Martins protocola projeto de lei que autoriza a prisão após a condenação em segunda instância.

• Mais de 44 mil mortos no trânsito brasileiro em 2017

Depois da bagunça de Lula, como seria a prisão de Aécio?

• Tem gente apostando que o julgamento do senador do PSDB, no Supremo, será no dia 1º de abril...

• Como o jornalista gaúcho Fernando Albrecht se recupera da cirurgia de câncer no reto.

• Publicada a norma que estabelece o Programa Especial de Regularização Tributária das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte.

• Advogado de Lula fica distante de Curitiba na primeira semana de prisão.

Folgas no Supremo são de 88 dias por ano – além dos fins-de-semana

• O acúmulo das pausas dos ministros – incluindo o feriado (!) pela passagem do Dia do Advogado – resulta, afinal, em 196 dias úteis de trabalho anual.

• Em 2017, além das férias regulamentares, 10 ministros protagonizaram 136 faltas justificadas e/ou saídas antecipadas e/ou chegadas com atraso. Rosa Weber, a única que não faltou a qualquer sessão no ano passado.

• Mais um penduricalho chegando: um terço do salário básico para a realização de audiências de custódia.

Improcedência de ação por dano moral movida por Dunga contra o jornal Zero Hora

• Ele buscava reparação financeira por alegado dano moral decorrente de duas crônicas do jornalista Paulo Sant´Ana.

• Julgado do TJRS elogia Dunga como “personalidade que orgulha o Estado do RS”, mas alfineta a CBF e seus escândalos financeiros.

• Petição judicial mistura cláusulas potestativas com o Ponto G feminino.

• Advogado gaúcho Raimar Machado toma posse na Academia Brasileira de Direito do Trabalho