Ir para o conteúdo principal

Edição terça-feira , 14 de agosto de 2018.

OAB-RS exclui três advogados de seus quadros



Cicero Lopes - http://www.cicero.art.br

Imagem da Matéria

O Conselho Seccional da OAB-RS aplicou na sexta-feira (13) a pena de exclusão a três advogados gaúchos, em decorrência de comportamentos incompatíveis com a idoneidade profissional. Foram banidos os advogados de iniciais F.S. e M.T.L. e a advogada M.P. Cabem recursos – com efeito suspensivo - ao Conselho Federal da OAB.

Uma previsão legislativa canhestra não permite a divulgação dos nomes dos inidôneos, que seguem habilitados a trabalhar, até que haja o trânsito em julgado. Essa situação escamoteia a publicidade dos atos de defesa do interesse público.

A Ordem gaúcha tem, atualmente, 83.356 inscrições ativas – incluindo o número de profissionais suspensos – com os seguintes números: 79.940 advogados, 2.056 estagiários, 1.360 inscrições suplementares.

Na advocacia profissional, a predominância é masculina: 40.507 a 39.433. Mas o destaque é feminino no pessoal que faz estágio: são 1.126 estagiárias ante 930 estagiários.

Tráfico de drogas

O caso da excluída advogada M.P. é tristemente singular e afrontoso à sociedade, aos bons costumes e à categoria profissional que foi desonrada por ela.

São três condenações criminais por envolvimento com o tráfico de drogas.

Na página da OAB-RS na Internet é possível verificar a nominata de 47 pessoas que estão proibidas, definitivamente, de exercer a advocacia. Destas não cabem mais recursos. São 16 mulheres e 31 homens.

Cidadãos interessados em conhecer o rol dos advogados expurgados – acautelando-se de uma contratação prejudicial - podem acessar o seguinte link: http://www.oabrs.org.br/advogados-excluidos.

Saneamento sem clareza

Há pelo menos 3.000 advogados gaúchos suspensos temporariamente de exercer a profissão – a maioria por débitos financeiros com a entidade: não pagamento de anuidade(s).

Outros estão no “gancho” em função de apropriações indébitas de dinheiro de clientes; em tais casos, vige a suspensão enquanto a obrigação não for adimplida. E por aí se vão outros pequenos ilícitos, ou formais irregularidades.

Em defesa da maioria da classe que é notoriamente honesta – e da sociedade também - a OAB-RS deveria ser mais clara na difusão da lista das suspensões.

Atualmente, chegar ao(s) nome(s) dos pesquisado(s) por impedimento temporário é quase uma gincana.


Comentários

Aldo Ghisolfi - Advogado 18.04.18 | 11:23:03

Bom dia! Fico esperando o nome dos excluídos, por questão de transparência.

Flavio Da Rosa - Bancário Aposentado 17.04.18 | 13:26:16
A Dra. "anônima" precisou de 3 (três) condenações para só ai ser excluida?????
Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Desagravo para advogada intimidada por juiz trabalhista

A profissional da advocacia Simone Batista foi destratada pelo magistrado André Ibanos Pereira, na 7ª Vara do Trabalho de Porto Alegre. “A sala de audiências virou palco de abuso de poder, com o magistrado agindo de forma arrogante e intimidadora” – diz a nota da OAB-RS, lida durante a solenidade.

Morre o advogado Mathias Nagelstein

Ele teve sucesso na carreira política, ocupando cargos nos governos de Alceu Collares. Foi também juiz do Tribunal Militar do RS. Sem êxito concorreu em novembro de 2009 às eleições da OAB gaúcha.