Ir para o conteúdo principal

Edição sexta-feira , 20 de julho de 2018.
http://espacovital.com.br/images/mab_123_13.jpg

Administradora de condomínios condenada por cobrar juros abusivos



Imagem InfoMoney

Imagem da Matéria

 Juros de administração abusivos

Um caso inédito – ou pelo menos raro – na jurisprudência gaúcha. Julgamento do TJRS decidiu ácida divergência entre o Condomínio do Edifício Érico Veríssimo (Rua Álvares Machado, 203, Porto Alegre) e a administradora Guarida Imóveis. Entre os itens discutidos, o mais polêmico envolveu a cobrança de juros mensais de 8%, conforme a seguinte narrativa: “A ré mantinha negativas as contas do condomínio, para cobrar juros abusivos, enquanto o saldo era aplicado em fundo de reserva, em gestão perversa e fraudulenta”.

Em contestação, a Guarida sustentou a inépcia da petição inicial. No mérito, afirmou a previsão contratual expressa de reembolso dos tributos incidentes sobre a taxa de administração, bem como a incidência de multa pela quebra contratual. Afirmou ser legal a taxa de juros remuneratórios prevista no contrato.

A sentença de improcedência dos pedidos do condomínio foi reformada pela 19ª Câmara Cível, com a seguinte conclusão: “Tratando-se de mútuo com destinação econômica, presume-se a onerosidade (art. 591 do CCB), sendo porém os juros remuneratórios de 1% ao mês a contar do empréstimo”.

Ao reconhecer que “apenas as instituições financeiras estão autorizadas a cobrar juros superiores a 12% ao ano em contratos de mútuo”, o julgado determinou a devolução – com correção monetária e juros legais – de todos os juros remuneratórios cobrados do condomínio autor, com apuração em liquidação de sentença.

O acórdão determina a devolução, também, de: a) o valor da cobrança indevida de COFINS/CSLL/PIS/IR/ISS sobre os serviços auxiliares de administração condominial, porque sem previsão contratual expressa e pontual; b) a indevida multa em face da rescisão contratual que foi de iniciativa do condomínio.

Em objetivo acórdão, o desembargador Marco Antonio Ângelo arremata que “a repetição do indébito deve ser admitida quando houver a cobrança indevida de valores”.

O advogado Luiz Mário Seganfreddo Padão atua em nome do condomínio. Não há trânsito em julgado. (Proc. nº 70075230631).

Leia na base de dados do Espaço Vital a íntegra do acórdão.

 Cacoete: honorários no percentual mínimo

Não é novidade que a magistratura usualmente é econômica na fixação de honorários sucumbenciais.

No caso aí de cima, a 19ª Câmara Cível conceituou que “a fixação dos honorários deve observar o grau de zelo do profissional, o lugar da prestação do serviço, a natureza e importância da causa e o trabalho realizado pelo advogado e o tempo exigido para o seu serviço”.

E, assim, no arremate, fixou “pois, os honorários advocatícios, observados os critérios supramencionados, em 10% sobre o valor da condenação”.

A ação já tramita há dois anos e um mês. Nesse mesmo período (25 meses) de exitoso trabalho advocatício que será remunerado com 10%, cada um dos 17 mil magistrados gaúchos e brasileiros embolsou, sem tributos, R$ 109.443,25 a título de “auxílio-moradia”. O penduricalho mensal de R$ 4.377,73 segue afrontando a sociedade brasileira.

 

 Um golpe tentado nos amigos de Lenio Streck

Os amigos mais próximos do advogado e procurador de justiça aposentado Lenio Streck ficaram inquietos ao serem indagados, na sexta-feira (13), a partir das 19h, no WhatsApp: “Alguém usa Banco do Brasil, pelo aplicativo do celular ou do computador”?

Alguns logo responderam, imaginando que o amigo e colega estivesse enfrentando dificuldades operacionais e, assim, buscasse orientação técnica. Mas logo a coisa se encaminhou para uma tentativa de golpe: com a conta supostamente estourada por causa de uma transferência que fizera, Lenio “pedia” um aporte momentâneo (que variou de R$ 2 mil a R$ 10 mil), por algumas horas.

Um ex-colega de Lenio (Porto Alegre) e uma ex-aluna (Piauí) acederam e transferiram, respectivamente, R$ 10 mil e R$ 2 mil. O membro do MP-RS pouco depois deu-se conta da bobagem financeira, mas a tempo de conseguir bloquear a “transferência entre contas BB”.

A moça do Piauí só deu conta da realidade na segunda-feira pela manhã: perdera o dinheiro.

A agonia entre os mais próximos a Lenio – que ficou com o seu próprio WhatSapp e a telefonia bloqueados – incluía, na sexta à noite, a possibilidade e o temor de que ele estivesse sofrendo um sequestro relâmpago.

Supimpa com a situação superada – mas triste pela perda financeira sofrida pela solidária ex-aluna, a quem vai ajudar com o reembolso – Lenio alerta: “Cuidado com os golpes, os vigaristas estão cada vez mais refinados”.

  Excelentes banhos

Sob a austera gestão de Rodrigo Maia, a Câmara dos Deputados está abrindo licitação para trocar banheiras de hidromassagem dos apartamentos ocupados por alguns parlamentares.

A reforma, que inclui a substituição de aquecedores, chuveiros, duchas higiênicas e bancadas em granito, custará R$ 3 milhões.


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Armário da comarca: sete anos e meio de lentidão processual em ação penal que tem 25 denunciados por fraude contra o Banrisul.

 Armário da corte: o triste atropelamento de 17 ciclistas e uma ação penal que teima em não terminar.

 Sinal vermelho da Environment Justice Atlas sobre Porto Alegre: precariedade da mobilidade urbana e demora na solução judicial.

 Corregedor nacional da justiça apõe intrigante segredo de justiça no pedido de providências sobre o plantão do TRF-4 que quase soltou Lula.

STF suspende cobrança abusiva de 40% pelos planos de saúde

· Na decisão, Cármen Lúcia afirma que “saúde não é mercadoria, vida não é negócio, e dignidade não é lucro”.

· Auxílio-maternidade a uma mulher que adotou menina de 12 anos.

· Franklin Martins, envolvido no sequestro do embaixador Charles Burke Elbrick, poderá estar na equipe de Dias Tóffoli na presidência do STF.

· Custódia do notebook apreendido na residência do empresário Henrique Constantino, um dos fundadores da Gol.

Reflexos e rescaldos de um plantão controvertido

• AJUFE não defenderá Favreto se ele for denunciado por prevaricação. Na eventual ação penal cabem transação penal e suspensão condicional da pena.

 Das redes sociais: “Outrora atribuída a advogados desqualificados, nosso país acaba de criar a figura do desembargador de porta de cadeia”.

 O “tríplice milagre” realizado por Lula.

•  “Rádio-corredor” forense anuncia candidato de oposição às eleições da OAB-RS. Mas o objetivo é 2021.

O polêmico desempenho do desembargador Favreto, no controvertido plantão do TRF-4

• O Espaço Vital pediu a opinião de 20 advogados sobre a confusão jurídica do domingo. Entre as respostas, veio à baila o ensaio da Grécia antiga: “Ne sutor ultra crepidam”.

 Google vence Xuxa definitivamente. Insucesso da ação que buscava a remoção de imagens e links a quem digitasse, no mecanismo de buscas, o nome da apresentadora e “pedófila”.

 Clamor feminista pretende que a OAB passe a chamar-se Ordem da Advocacia do Brasil. Sonho que fica para 2019 ou 2020.

• Só uma seccional estadual da OAB tem, atualmente, mais advogadas do que advogados.

 Mas as estagiárias já são maioria, na estatística nacional.

Salvo surpresas, Gilmar Mendes fica no STF até 30.12.2030

 Facchin indefere o pedido para que o Senado analise o impeachment do ministro colega. E a PGR não vai recorrer.

 Novo round no julgamento do caso que gerou a acusação de suposta corrupção no TJ de Santa Catarina: ontem, o voto- vista do vogal.

 Advogado gaúcho analisa supremas incoerências recentes do STF

Indenização para Luciano Huck por uso indevido de seu nome em lançamento imobiliário

 Decisão do STJ confirma a condenação da Cipesa, construtora de luxuoso empreendimento residencial em São Paulo, mas isenta a imobiliária que fez a comercialização.

 Conselho Seccional da OAB-RS exclui mais três advogados.

 A internacional Environment Justice Atlas aponta conflitos socioambientais em três casos no RS: um deles é a demora da Justiça gaúcha em decidir o caso do atropelamento coletivo de 17 ciclistas.

 Os gols financeiros que os planos de saúde festejam durante a Copa do Mundo.