Ir para o conteúdo principal

Edição terça-feira , 14 de agosto de 2018.

Potins desta terça-feira



 Cobertura securitária em caso de suicídio

A 2ª Seção do STJ aprovou súmula (nº 610) relacionada à cobertura de seguro de vida quando o titular se suicida: conforme o novo enunciado, esse tipo de morte só terá cobertura dois anos depois da vigência do contrato.

Seu texto: “O suicídio não é coberto nos dois primeiros anos de vigência do contrato de seguro de vida, ressalvado o direito do beneficiário à devolução do montante da reserva técnica formada”.

Conforme os precedentes que basearam o novo entendimento dos ministros, a seguradora será obrigada a indenizar depois do período de carência de dois anos, “mesmo diante da prova mais cabal de premeditação” (REsp nº 1.334.005), inclusive porque é “irrelevante a discussão a respeito da premeditação da morte, de modo a conferir maior segurança jurídica à relação havida entre os contratantes”. (AgRg nos EDcl nos EREsp 1.076.942).

Detalhe importante: o tribunal cancelou a Súmula nº 61, cujo enunciado não colocava limite temporal: “O seguro de vida cobre o suicídio não premeditado”.

• Tesão financeira

Um precedente judicial vai aumentar, Brasil afora, o tesão de donos de motéis, ao definir que os estabelecimentos não precisam pagar direitos autorais pelas músicas que fazem molduras a encontros tórridos e/ou prazerosos.

É que a 5ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo entendeu que “não se pode comparar motéis e hotéis a espaços públicos”.

O acórdão, que julgou contra os interesses praticamente consolidados do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição, definiu que “o sistema disponibilizado nos quartos é daqueles por assinatura, de modo que as emissoras e redes de televisão já recolhem os valores devidos a título de direitos autorais”. (Proc. nº 1019302-57.2016.8.26.0577).

• De pai para filha

Filha mais velha do ex-deputado Eduardo Cunha (MDB-RJ), a publicitária Danielle Dytz da Cunha vai usar o espólio eleitoral do pai, preso desde outubro de 2016, para tentar uma vaga na Câmara Federal. Ela busca apoio principalmente de igrejas evangélicas, mesmo reduto eleitoral que garantiu a seu pai a maior parte dos 232 mil votos, em 2014.

O primeiro passo para viabilizar a candidatura dela foi se filiar ao mesmo partido do pai. A filiação foi abonada pelo deputado federal Marco Antônio Cabral (MDB-RJ), filho do ex-governador Sérgio Cabral, já condenado a mais de 100 anos de prisão pela Lava Jato.

O apoio a Daniele tem um ícone: o notório senador Romero Jucá (MDB-RR). Ele resume tudo em uma frase típica ao caciquismo político brasileiro: “Ela será candidata e será eleita”.

• Arrecadações em baixa

Despencou a arrecadação das seis maiores centrais sindicais do País, numa comparação entre março de 2017 e igual mês deste ano, quando as reformas na CLT entraram em vigor.

Na CUT a receita caiu de R$ 4,3 milhões para R$ 578 mil, segundo dados do Ministério do Trabalho. Na União Geral dos Trabalhadores a queda foi de R$ 2,3 milhões para R$ 516 mil. E na Força Sindical, de R$ 1,9 milhão para R$ 604 mil.

• Páginas da vida...

...E da morte também. Tudo indica que o inventário de Astolfo Barrozo Pinto, a travesti Rogéria (1943/2017), será longo e litigioso.

Conforme decisão da juíza Mabel Meira de Vasconcellos, da 18ª Vara Cível do Rio, a disputa entre os irmãos pelo valor aluguel do apartamento da finada artista, em Copacabana, terá que ser resolvida nos autos do inventário. Este tem trâmite na 11ª Vara de Órfãos e Sucessões.

Em resumo: duas irmãs por parte de mãe, Marilene e Vera Lúcia Accacio Tauil, querem parte do aluguel que está sendo recebido pelo irmão por parte de pai, Flávio Barrozo da Rocha.

 


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Potins desta sexta-feira

· Ciro Gomes prega que juízes e promotores voltem às suas caixinhas. E quer a restauração da autoridade do poder político.

· A cara feia de Cármen Lúcia.

· E a cara sorridente de magistrados mineiros bafejados por altos salários.

· A engraçada comédia dos candidatos à Vice-Presidência da República.

· Uma benção na sede do TRF-2, para afastar assombrações noturnas.

· Indenizações do DPVAT vão ter indenizações aumentadas. Mas o custo do seguro também vai subir.

Potins desta sexta-feira

 Negado vínculo de emprego entre carregador de tacos de golfe e o Country Clube de Porto Alegre.

 Um homem e sua união estável com duas mulheres

TRF-4 mantém liminar que impede governo do RS de arquivar a extinção da Fundação Piratini.

 CF da OAB diz que o modelo da Agência Nacional de Saúde e outras reguladoras está falido.

 Auxílio-acidente depois do auxílio-doença.

 MPF vai pedir, em agosto que Adriana Ancelmo volte para a prisão.

Potins desta sexta-feira

•  Cartazete em escritório de advocacia gaúcho explica a cobrança de R$ 150 por consulta: “É da mesma forma como acontece quando o(a) distinto(a) cidadão(ã) vai a um médico particular”.

• Pensões distintas para filhos do mesmo pai. O STJ flexibiliza o princípio da igualdade absoluta de direitos.

•  Um precedente do TST que vai mexer no adicional noturno.

•  Restrições ao prazo em dobro quando houver litisconsórcio de réus.

•  Os apertos de julho... E o que nos espera em agosto?

Potins desta terça-feira

 O futuro presidente Toffoli já começa a pensar no aumento para o Judiciário.

• Rodrigo Janot vem ao RS para falar sobre eleições e corrupção.

 Foi em Santiago (RS), a audiência criminal em que o réu não aceitava uma mulher juíza!

 O ano de 2014 que ainda não acabou em Porto Alegre.

 Desaprovação ao governo brasileiro só não é pior do que a de Bósnia-Herzegovina.

 O jeitinho para evitar o avanço no combate da corrupção no Brasil.

• Discriminação nos EUA contra mulheres grávidas empregadas.

 Colega de Rosa Weber no STF avalia que ela é a “ministra pêndulo”.

• Os 60 dias pedidos pela PGR que vão ajudar Michel Temer.

Potins desta terça-feira

 Gleisi Hoffmann quer que o Judiciário se sensibilize com o caos social e libere Lula.

• Na política brasileira, outubro chegou em junho.

 STJ decide se cidadã pode deixar de se chamar Tatiana, para ser Tatiane.

 Ainda sem título definitivo, vem aí as “memórias do cárcere de Lula”.

• As buscas no apartamento de Augusto Nardes: nada ostensivo...

 Brasileiros acreditam pouco na seriedade das eleições.

•  Benesses para os planos de saúde: 107% de aumento em sete anos.

Potins desta terça-feira

 Maior jornal da Inglaterra diz que “Sérgio Moro é “o homem que encerrou cinco séculos de impunidade no Brasil”.

 Governo acaba de criar mais um elefante branco: o SUSP, irmão do SUS.

•  STF vota na quinta-feira (24) proposta de nova súmula vinculante.

 Quando a “utilidade política” prevalece sobre a utilidade pública...

 Embaixadas para Temer, Moreira e Padilha – se Alkmin for Presidente da República. Mas ele nega.

• População com 60 de idade, ou mais, estará superando os moços de 16 a 24 anos, nas eleições de outubro.

 Impasse no TST para tentar orientar decisões uniformes em ações trabalhistas.

 Prorrogação do benefício de salário-maternidade, em decorrência de parto prematuro.