Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira, 19 de outubro de 2018.
http://espacovital.com.br/images/jus_colorada_caricatura.jpg

Adeus ao Dr. Fábio



Grêmio FBPA - Divulgação

Imagem da Matéria

O doutor Fábio Koff, muito mais do que um presidente do nosso adversário, foi um homem que travou a sua passagem pelo mundo do futebol com letras maiúsculas.

Doutor Fábio, em um determinado momento da história do futebol brasileiro, trouxe luz aos clubes e, mais do que isso, recursos financeiros antes inexistentes, o que proporcionou um crescimento jamais vivenciado pelos clubes de futebol.

Foi um homem que viveu com dignidade e honrando sua formação jurídica e de magistrado.

Sem dúvida, seu nome fica registrado na história do futebol brasileiro.

O Gre-Nal de sábado

Há várias frases tentando definir a importância do Gre-Nal.

O Gre-Nal arruma a casa”; “Gre-Nal é Gre-Nal”; “Em Gre-Nal ninguém entra com vantagem”, etc.

Na atual circunstância, eu utilizaria outra: “Só Deus sabe!

Clemer, o vitorioso

Recém tive um feliz reencontro com o Clemer. Confesso que esse contato me trouxe lembranças de momentos inesquecíveis, principalmente porque vitoriosos e construídos com muita irresignação por parte de atletas com o perfil do nosso goleiro.

Para mim, o Clemer teve uma brilhante carreira com treinador da categoria de base do Internacional. Também foi vitorioso treinando o Brasil de Pelotas.

Depois de abraçá-lo afetuosamente, saí do encontro refletindo acerca da necessidade de ter alguém como ele “incendiando” o vestiário na véspera de um perigoso Gre-Nal. Eu nunca escondi que gostaria de ter, caso fosse dirigente, o Clemer como treinador.

Nunca entendi que futebol competitivo seja fruto de comportamentos complacentes.


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Entenda o que será julgado no Conselho do Inter

“O caso Piffero, no dia 23 de outubro. Temo por nulidades graves no processamento e que levariam a uma eventual intervenção judicial declaratória de invalidação do processamento por desrespeito aos mais basilares princípios processuais. Se isso ocorrer, estaremos diante de uma grandiosa pizza”.

Ainda as mochilas e as notas fiscais

“Volumosas retiradas em dinheiro, diretamente do caixa. Pessoas e setores que são blindados... Os ídolos de barro que não foram investigados... O Conselho Deliberativo do Inter terá uma enorme responsabilidade, apreciando o relatório da Comissão Especial!”

Um fenômeno produzido pela raça humana

“Quando lembro dos MCs, dos funkeiros, dos pagodeiros, dos ´pablos´ sei lá do que, me vem à mente o nosso inesquecível poeta Mário Quintana: ELES, PASSARÃO... EU (AZNAVOUR), PASSARINHO!”

O dinheiro saia em mochilas

“Estamos perplexos pelo conteúdo do relatório que analisou as rotinas da gestão Piffero. Não esqueçamos que ainda está em curso a investigação sob a responsabilidade do Ministério Público. Clamo agora a investigação das transações com investidores, empresários e jogadores de futebol”.

Sirvam nossas façanhas de modelo a toda terra!

“Nunca imaginei um ex-presidente preso ou um candidato vítima de atentado no Brasil. Também nunca imaginei ter o Judiciário sob o comando de alguém que sequer logrou aprovação em concursos para o cargo de juiz substituto”.