Ir para o conteúdo principal

Edição sexta-feira , 10 de agosto de 2018.

STJ divulga teses sobre honorários



O tribunal disponibilizou ontem (28) cinco novos temas na Pesquisa Pronta, ferramenta que reúne os resultados de julgamentos sobre questões jurídicas relevantes no âmbito da corte.

• Direito Processual Civil

Sobre a possibilidade ou não de os honorários advocatícios terem preferência sobre o pagamento dos créditos tributários, o STJ entende que os créditos resultantes de honorários advocatícios ostentam natureza alimentar e detêm privilégio geral em concurso de credores, mesmo em sede de execução fiscal, equiparando-se ao crédito trabalhista.

• Direito Administrativo

O STJ considera desnecessária a filiação de pensionista para que a entidade sindical a represente judicialmente, pois é razoável considerar que o sindicato possui legitimidade ativa para substitui-la, diante da natureza do vínculo que a pensão gera em relação à viúva do servidor. Esta deve ser incluída, portanto, na categoria representada pelo sindicato.

Ainda em Direito Administrativo, o STJ entende que é cabível a correção monetária dos valores transcritos em títulos da dívida agrária (TDA) complementares. Acerca da incidência de juros, o tribunal entende que deve ser aplicado o percentual previsto na legislação à época do depósito inicial que ensejou a imissão na posse do imóvel expropriado, em observação ao princípio “tempus regit actum”.

• Direito Processual Penal

Não é necessária nova oitiva do reeducando em juízo, antes da homologação da falta grave, se ele teve a oportunidade de se manifestar no âmbito do procedimento administrativo instaurado para apurar a prática de infração disciplinar, acompanhado de defesa técnica.

• Direito Previdenciário

A jurisprudência da corte já decidiu que o rol previsto no artigo 106 da Lei de Benefícios da Previdência Social (Lei nº 8.213/1991), que dispõe sobre a comprovação do exercício de atividade rural, é meramente exemplificativo..

SERVIÇO ESPAÇO VITAL

Acesse a página Pesquisa Pronta, do STJ, clicando aqui.


Comentários

Luiz Flávio De Melo - Advogado 29.05.18 | 12:28:41
Concordo plenamente com a tese do Egr. STJ, no sentido de considerar os honorários advocatícios como verba alimentar e equipará-los às verbas trabalhistas
Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Morre o advogado Mathias Nagelstein

Ele teve sucesso na carreira política, ocupando cargos nos governos de Alceu Collares. Foi também juiz do Tribunal Militar do RS. Sem êxito concorreu em novembro de 2009 às eleições da OAB gaúcha.